Ações combatem crimes ambientais em Teresópolis

Ricardo Raposo, diretor do Parque dos Três Picos, comemora a participação da população que denuncia os crimes ambientais

Ricardo Raposo, diretor do Parque dos Três Picos, comemora a participação da população que denuncia os crimes ambientais

– Autoridades flagram extração irregular de barro, obra em margem de rio e material de caça

Nos últimos dias os militares da Unidade de Policiamento Ambiental (Upam) foram responsáveis por diversas ações de combate a crimes que são cometidos na área do Parque Estadual dos Três Picos. Houve apreensão de material de caça e um embargo de obra em área de preservação. Fora da área da unidade, houve ainda um flagrante de extração irregular de barro e ainda. Os flagrantes aconteceram por conta de denúncias anônimas encaminhadas ao programa Linha Verde, projeto do Disque Denúncia para crimes ambientais. De acordo com o diretor do Parque, Ricardo Raposo, ações como essas resultam da presença ostensiva dos agentes da Upam na região da unidade ambiental.

A primeira ação aconteceu na manhã do último sábado, 10, quando equipe da Upam dos Três Picos saiu para investigar ações de caça da região do Estreito, em Cachoeira de Macacu. Os policiais chegaram a avistar três elementos, que fugiram com a aproximação das autoridades. Os caçadores deixaram para trás uma espingarda calibre 32, munições, dois trabucos de caça e uma ave abatida. As armas foram enviadas para a 159ª DP, onde foi feita a ocorrência. A segunda ação aconteceu também no final de semana, quando os agentes saíram para verificar denúncia anônima de construção irregular de uma piscina na localidade de Vargem Grande, no 3º Distrito de Teresópolis. Como o proprietário não possuía qualquer tipo de licenciamento para a obra, foi autuado na Lei de Crimes Ambientais. Outro flagrante dos agentes da Upam foi feito na Rua Mato Grosso, bairro de Santa Cecília, para apurar outra denúncia feita por telefone que dava conta da extração irregular de barro. Embora tenham encontrado o local da remoção da substância mineral, o autor do crime não foi localizado. Trata-se, aparentemente, da remoção de terra para futura realização de novas construções naquele local.

Agentes da Upam apreenderam armas, munições, armadilhas e aves abatidas por caçadores que agiam na cidade de Cachoeira de Macacu

Agentes da Upam apreenderam armas, munições, armadilhas e aves abatidas por caçadores que agiam na cidade de Cachoeira de Macacu

Ação da Upam

“Nós temos essa obrigação legal de preservar. Existem situações que fogem do controle do Parque e a gente precisa do apoio da Upam dos Três Picos, que é o destacamento da PM que nos dá todo o apoio”, explica Ricardo Raposo. “Estamos conseguindo intensificar essa integração e hoje temos melhor entendimento com o comandante geral da Cepam e o comando da Upam. Esse destacamento atende a unidade para as denúncias de ilícitos, que estão acontecendo através de um retorno muito positivo da comunidade, que acredita no trabalho e que está colorando apontando os ilícitos, como desmatamentos, devastações, destruição de áreas de minas de água, caça predatória, extração de vegetais, como palmito, bromélias e xaxins; e extração mineral. Isso ocorre em toda a região dos Três Picos, não só em Teresópolis. O apoio da população tem sido fundamental”, garante o diretor da Unidade.

Raposo explica que a ação dos agentes da Upam não se limita à área do Parque, mas também em outros espaços, como o flagrante da extração de barro na Rua Mato Grosso. “Não podemos nos abster de denunciar ilícitos e somos obrigados a intervir em toda a área, realizando os procedimentos cabíveis e legais, como conduzir os responsáveis para a delegacia, onde é feita a autuação que vai ter como consequência o processo por crime ambiental”, detalha. Denúncias anônima sobre crimes ambientais podem ser feitas através dos telefones do Linha Verde – 0300 253 11 77 (custo de uma ligação local) ou diretamente com a 5ª Upam, telefone (21) 2649-5603.

 

Terreno localizado na Rua Mato Grosso, no bairro do Barroso, onde os agentes da Upam flagraram a extração irregular de barro

Terreno localizado na Rua Mato Grosso, no bairro do Barroso, onde os agentes da Upam flagraram a extração irregular de barro

 Sede em construção

A obra de construção da futura Unidade do Vale da Revolta do Parque dos Três Picos continua acontecendo. A perspectiva é que o prédio que vai abrigar o centro de visitantes esteja pronto em meados do ano que vem. “Com isso a gente já começa a se preocupar com toda uma pauta ambiental, que vai além da conservação e chega ao diálogo com a comunidade, especialmente através das escolas. A educação ambiental é a nossa maior esperança”, projeta Ricardo Raposo. “Pesquisadores de São Paulo estiveram recentemente conosco constataram que as grandes aves estão desaparecendo. Essas espécies consumem sementes com mais de 15mm de espessura, que consequentemente são responsáveis pelas maiores árvores, especialmente as frutíferas. Quando você caça uma árvore dessas, condena uma floresta inteira. As matas estão ficando raquíticas, com árvores menores. Os pássaros que sobrevivem são menores. Por isso há o direcionamento da proteção dessas aves, em função das sementes que elas podem proliferar. Isso acaba influenciando na questão da água também. Temos exemplos de minas que foram extintas, o que comprometeu o fornecimento de água de toda uma comunidade. Tudo está interligado. Temos que trabalhar a educação ambiental com as crianças, com a sociedade e nossas lideranças”, projeta Ricardo Raposo.

Deixe seu comentário

André Oliveira é comunicador e fotógrafo. Tem 20 anos de experiência no setor de comunicações, com passagens por diversos segmentos como rádio, jornal, revista e TV. É repórter e apresentador do jornal O DIÁRIO e da DIÁRIO TV.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...