Carga e descarga: quantidade de áreas específicas não justifica abusos

Antônio Carlos Costa Velho, secretário de Segurança Pública, garante rigor na punição de motoristas que façam a atividade de carga e descarga em locais inadequados

Antônio Carlos Costa Velho, secretário de Segurança Pública, garante rigor na punição de motoristas que façam a atividade de carga e descarga em locais inadequados

– Guarda Municipal vai intensificar fiscalização e coibir abusos na descarga de mercadorias

Uma cena corriqueira flagrada pela reportagem do DIÁRIO na última quinta-feira, 3, reacendeu a discussão sobre a rotina de carga e descarga de mercadorias nas principais ruas do centro da cidade. Enquanto transportadores e empresários defendem a liberdade de parar na frente das lojas e realizar o procedimento, autoridades seguem com a rotina de criar áreas específicas e coibir inúmeros os abusos que são cometidos. A Secretaria de Segurança Pública, responsável pela criação de vagas, pela fiscalização e também pela punição, promete rigor.

O flagrante registrado pela reportagem aconteceu no meio da tarde. O trânsito fluía normalmente pela Avenida Delfim Moreira quando o motorista resolveu parar o caminhão, acionar o pisca-alerta e iniciar o processo de descarga de bobinas de tecido. Nem a longa fila de veículos que se formou atrás do caminhão sensibilizou motorista e auxiliares, que mantiveram o procedimento por cerca de dois minutos. A imagem ganhou repercussão através do Facebook, onde dezenas de internautas comentaram a questão. A postagem foi vista por mais de 6 mil pessoas, recebeu mais de 100 reações – entre curtidas e afins; reclamações pela ausência de agentes da Guarda Municipal, vagas ocupadas por empresários e por vendedores de automóveis. Tem até quem concorde com a atitude do motorista e critique o oportunismo do repórter fotográfico que registrou a cena.

Locais específicos

Dentro das medidas tomadas pela Prefeitura para reformulação do trânsito nas avenidas Feliciano Sodré e Lúcio Meira, foram extintas todas as vagas de carga e descarga ao longo da Reta. Esses espaços foram transferidos para ruas laterais e paralelas. De acordo com o secretário de Segurança Pública do município, Antônio Carlos Costa Velho, não faltam vagas para que a prática não atrapalhe o fluxo do trânsito. “Foram criadas diversas vagas nas ruas laterais da Várzea com o objetivo de dar fluxo ao trânsito. Nós criamos mais vagas na Praça Olímpica, no Parque Regadas, perto do Ginásio Pedrão. Temos vagas em todos os lugares”, relaciona. “Infelizmente alguns motoristas de transporte de cargas querem parar na porta da loja em que vão descarregar. Isso é passivo de multa e estamos punindo. Às vezes a carga está no chão e o guarda orienta. Aí eles vêm com aquele papo de ‘cinco minutinhos’. Não tem conversa, serão multados e vão sentir no bolso”, adverte. Sobre o flagrante registrado pela reportagem na Delfim Moreira, o secretário resume. “É um abuso”.

Costa Velho adverte também para a condenada prática de estacionar em vagas exclusivas para deficientes físicos e para idosos. “Estamos combatendo com rigor. Peço que as pessoas respeitem essas vagas exclusivas. Da mesma forma, alertamos os pedestres para que usem as faixas para atravessar as ruas. Muita gente tá correndo risco de acidente porque atravessa de forma desatenta e muitas vezes digitando em celulares”, reconhece. O chefe da Guarda Municipal reafirma a ação dos agentes em multar motoristas flagrados falando ao celular no volante. “Nós estamos punindo com multa quem for flagrado no volante com telefones celulares”, garante. A ação promete também multas para quem estiver dirigindo sem cinto de segurança.

A Guarda Municipal de Teresópolis disponibiliza seu número de WhatsApp para que cidadãos enviem denúncias e reclamações sobre ações e abusos no trânsito local. O número é (21) 97560-1662. “Basta fotografar e enviar pra gente. Também é importante colocar o local. Se não souber o nome da rua, coloque uma referencia tipo ‘em frente à loja tal’. Nós vamos enviar um guarda imediatamente ao local para as providências”, garante Costa Velho.

 

Deixe seu comentário

André Oliveira é comunicador e fotógrafo. Tem 20 anos de experiência no setor de comunicações, com passagens por diversos segmentos como rádio, jornal, revista e TV. É repórter e apresentador do jornal O DIÁRIO e da DIÁRIO TV.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...