Festival da Cultura Popular recebe grande público

Festival da Cultura segue até domingo com muitas atrações que vão até a noite

– A cantora Sandra de Sá é a atração principal do evento nesta sexta-feira

 

O Festival da Cultura Popular de Teresópolis teve início nesta quarta-feira e segue até domingo variadas atrações, inclusive com a realização simultânea do Consciência Ampla Cultural, com três dias de atividades voltadas para os alunos da rede municipal de ensino, contribuindo com a programação na Casa de Cultura Adolpho Bloch. O evento tem entrada franca e terá a cantora Sandra de Sá se apresentando nesta sexta-feira.
Foi montada uma grande estrutura nos arredores do prédio com palco, cidade cenográfica e bandeirinhas criando um clima de arraia. Até o próximo domingo, serão cinco dias inteiros com, comidas típicas, danças regionais, artesanato, oficinas, bate-papo, apresentação de quadrilha e diversos shows.
Com o tema “O Brasil que os brasileiros ainda não conhecem”, a Ampla está promovendo atividades como oficinas, contação de histórias, teatro, shows e bate-papo com artistas.
Na abertura oficial do evento realizada na noite desta quarta-feira, o público lotou o auditório para assistir a um bate-papo com o cantor Dudu Nobre que também cantou alguns de seus maiores sucessos, como parte da segunda edição do evento da Ampla.

Vice-Prefeito Marcio Catão e Prefeito Arlei com o Secretário de Cultura Wanderley Peres na abertura do evento

Presenças ilustres

Estiveram presentes ao evento o prefeito Arlei, o vice-prefeito Márcio Catão, o Secretário de Cultura Wanderley Peres, de Educação Leonardo Vasconcelos, de Segurança Pública Marco Antonio da Luz, de Governo José Carlos Cunha e alguns vereadores.
Arlei deu os parabéns pela realização do evento. “Parabenizo a Secretaria de Cultura por este grande evento e agradeço à Ampla por trazer à nossa cidade este projeto maravilhoso. Me sinto feliz e realizado ao ver os resultados positivos desta bela parceria”, comentou.
O secretário Wanderley Peres destacou que o Festival da Cultura Popular é um evento de grande porte, unindo os esforços da prefeitura e da Ampla para oferecer conhecimento, entretenimento e arte à população durante os cinco dias. “Esse Festival da Cultura Popular que acontece do lado de fora da Casa de Cultura, é um evento piloto, pela primeira vez, em 25 anos, foi montado um palco concha no anfiteatro, com iluminação e som de qualidade, usando também a área externa como praça de alimentação, todos os cantos com atrativos, sempre dosados para que não haja excessos em tipos de comida ou de atrações. É uma experiência para que a gente faça outras festas nesse espaço, de repente até revitalizando a Festa das Colônias, que é um projeto antigo, no início do ano que vem, também nesse formato com cenários. Nesse caso aqui, temos uma cenografia de cidade do interior, onde vão funcionar a secretaria e oficinas de artesanato”.

Cantor Dudu Nobre foi a grande atração do primeiro dia do Festival de Cultura Popular

Poder público e a iniciativa privada

O vice prefeito Márcio Catão destacou o sucesso do trabalho conjunto entre o poder público e a iniciativa privada: “O mais extraordinário é a evolução no processo cultural do município. A Ampla não costuma repetir as cidades nesse projeto que é itinerante, mas a empresa enxerga Teresópolis como uma cidade acolhedora, que realmente deu valor ao processo produtivo deles. É importante ainda o nosso processo interno entre as secretarias de estarem interagindo na compreensão que o povo precisa ser educado da maneira cultural mais correta. Hoje a gente vê a Secretaria de Educação, a Secretaria de Serviços Públicos, enfim, um grupo de secretários trabalhando junto com o secretário de Cultura e dando esse aporte. Isso é uma evolução muito grande dentro do nosso processo administrativo. É lindo de se ver o auditório lotado, lá fora lotado e a população participando desse evento”.
Leonardo Vasconcelos exaltou a possibilidade de fortalecer o aprendizado dos estudantes da rede municipal: “Com certeza a participação da Ampla, nesse convênio com a Secretaria de Cultura, torna muito importante a Educação participar disto porque a gente oportuniza que os alunos de nossa cidade tenham acesso a tudo de melhor que o Brasil tem. A Ampla trazendo isso com a Secretaria de Cultura engrandece a nossa cidade. Eu só tenho a agradecer por esta oportunidade. Nós temos ajudado e colaborado com o público. Fazer cultura torna a Educação melhor”.

Um palco em concha leva shows diário para a praça da Casa de Cultura

Difusão da cultura brasileira

Beatriz Stutzel, representante da Ampla, enfatizou a importância de investir na difusão da cultura brasileira: “A nossa empresa entende a Cultura e a Educação como pontos fortes para a sociedade em que estamos inseridos. A Ampla acredita muito nos projetos e é por isso que tem esse tema: “O Brasil que você ainda não conhece” é um resgate de uma cultura tão rica dos quatro cantos do país. A gente consegue ver aqui o rostinho das crianças quando assistem desde o Bumba-meu-boi até uma grande ciranda, muitas manifestações culturais que foram se perdendo ao longo do tempo. A parceria entre a iniciativa privada e o Órgão Público é muito importante. Quem tem a ganhar é a comunidade, como está acontecendo aqui. Nós agradecemos muito à prefeitura e às Secretarias de Cultura e Educação”.
Na tarde desta quinta-feira, estudantes da rede municipal de Educação se divertiram com uma oficina de desenho com Daniel Azulay. O artista contou histórias e levou muitas brincadeiras, ensinando algumas dicas para que os pequenos alunos pudessem tentar reproduzir os desenhos que ele fazia no palco.
O desenhista, que fez muito sucesso nas décadas de 70 e 80 na TV, mostrou que ainda está em plena forma, cativou a criançada e ainda alguns adultos que recordaram dos tempos de infância.
“O Daniel Azulay faz parte do imaginário coletivo de várias gerações e está aqui fazendo parte dessa nova geração também. A programação vai até domingo, sempre com shows todas as noites, pode vir e trazer sua família que você vai ficar satisfeito”, disse o subsecretário de Cultura Arnaldo Almeida.
Zé da Onça e o grupo Caraforró, ambos da Feira de São Cristóvão, se apresentam no sábado, 24, e Fernando Mello (Seu Quixote e Chico Pança) e Wenderson Rosa e Banda Expressão Brasil são as atrações de domingo, 25, encerrando o evento.

Criançada se divertiu com o desenhista Daniel Azulay em um oficina realizada na tarde desta quinta-feira

Decoração divertida e muitos quitutes

Uma verdadeira cidade cenográfica, bem colorida, foi confeccionada pela equipe da Secretaria de Cultura e dará um toque completamente diferente à Casa de Cultura. Pórtico, lanternas, bandeirinhas e cerca complementam a decoração.
O palco em formato concha, onde serão realizadas diversas atividades, inclusive os shows, está montado no anfiteatro da Casa de Cultura, facilitando o acesso do público. E também já está montada na Praça Juscelino Kubitschek a praça de alimentação do evento, onde os visitantes poderão encontrar as mais variadas guloseimas típicas de uma festa ‘agostina’. Explorados pelas paróquias católicas do município, os estandes de alimentação terão seu lucro revertido em prol de projetos sociais realizados pelas igrejas. Para a criançada, um parquinho de diversões estará disponível.
Além disso, agregando valor ao evento, a feira de artesanato Espaço Mulher será levada ao Festival da Cultura Popular, funcionando excepcionalmente nesta sexta e sábado nos arredores da Casa de Cultura. A feira, que normalmente funciona na Praça Balthasar da Silveira, desta vez mudará de endereço, levando para o festival artigos de confecção, artesanato e lanche confeccionados exclusivamente por mulheres.

 

Deixe seu comentário

Marcus Wagner formou-se me jornalismo pela FACHA em 2009. Já trabalhou como repórter no Diário Lance e TV Esporte Interativo. Trabalhou no grupo Diário de 2010 a 2015.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...