Governo Temer é reprovado por 39% dos brasileiros

Temer: O governo foi considerado ruim ou péssimo por 39% da população, ótimo ou bom por 13% e regular por 36%

Temer: O governo foi considerado ruim ou péssimo por 39% da população, ótimo ou bom por 13% e regular por 36%

– “Baixa popularidade é reflexo de crise herdada”, diz ministro

O governo de presidente Michel Temer foi avaliado como ruim ou péssimo por 39% dos brasileiros entrevistados na pesquisa CNI/Ibope, em setembro. O percentual de pessoas que consideram o governo de Michel Temer regular é de 34% e os que avaliaram como ótimo ou bom somam 14%. Outros 12% não sabem ou não responderam. O levantamento foi divulgado nesta terça-feira (3) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A última pesquisa CNI/Ibope, realizada em junho, avaliou o governo ainda interino de Temer após pouco mais de um mês de gestão. O governo interino foi considerado ruim ou péssimo por 39% da população, ótimo ou bom por 13% e regular por 36%. Entre os que não sabem ou não responderam o percentual foi de 13%.

Entre os entrevistados, 28% aprovam a maneira do presidente Temer governar e 55% desaprovam. Na pesquisa anterior esses percentuais foram de 31% e 53%, respectivamente. Em relação à confiança, 26% confiam no presidente Temer e 68% não confiam. Na pesquisa anterior, 27% declararam confiar no presidente Temer e 66% não. Na última pesquisa CNI/Ibope que avaliou o governo da então presidente Dilma Rousseff, em março deste ano, 69% dos entrevistados consideraram o governo da petista ruim ou péssimo. A pesquisa foi feita entre os dias 20 e 25 de setembro com 2.002 pessoas em 143 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

 

Perspectivas

Ao responder sobre as perspectivas em relação ao restante do governo do presidente Michel Temer, 38% consideram que será ruim ou péssimo, 30% que será regular e 24% acreditam que será ótimo ou bom. Outros 8% não sabem ou não responderam. Essas avaliações tiveram pouca variação quando comparadas com a pesquisa anterior, quando Temer ainda era presidente interino. Em junho, 35% dos entrevistados declararam acreditar que o restante do governo será ruim ou péssimo, 32% que será regular e os mesmos 24% disseram acreditar que será ótimo ou bom. Na ocasião, o percentual dos que não sabem ou não responderam foi de 9%.

A pesquisa ainda pediu aos entrevistados que comparassem as gestões de Temer e Dilma na presidência. Os dados apontam que 24% dos entrevistados consideram o governo do peemedebista melhor, 38% avaliam ser igual e 31%, pior. O percentual dos que não sabem ou não responderam soma 7%.

A pesquisa CNI/Ibope mediu e percepção que os entrevistados têm sobre o noticiário relacionado ao governo. Para 43% as notícias recentes são mais desfavoráveis ao governo, frente a 18% que acha serem mais favoráveis. Quando chamado a citar alguma notícia sobre medida anunciada ou em discussão pelo governo, o tema mais lembrado foi a reforma da previdência.

 

“Culpa é da Dilma”

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, minimizou os resultados da pesquisa. “Eu acho que [o resultado apontado pela pesquisa da CNI] faz parte do momento que o Brasil está vivendo. Recebemos o país em uma crise profunda. Mas acho que já deu uma melhorada. Vamos continuar melhorando porque estamos todos empenhados em avançar, melhorar o ambiente de negócios, gerar emprego e gerar renda”, disse o ministro no Palácio do Planalto. “Até porque, como costumo dizer, emprego é o melhor programa social”, acrescentou.

Deixe seu comentário

Todos os dias nas bancas, o DIÁRIO traz pra você as mais elaboradas reportagens, reclamações da população com o Diário Comunidade, as matérias policiais, políticas, cultura, esporte, entretenimento e tudo mais para manter o teresopolitano informado. Além da melhor seção de classificados da região. O DIÁRIO tem a sua trajetória inserida na história do município de Teresópolis e trabalha com profissionais especializados e graduados, sempre em busca do melhor jornalismo. Leia O Diário de Teresópolis. Nas bancas.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...