Greve dos bancários completa 25 dias

Em Teresópolis, 100% das agências aderiram à paralisação, obrigando os clientes a procurar outras maneiras de realizar os mais diversos serviços

Em Teresópolis, 100% das agências aderiram à paralisação, obrigando os clientes a procurar outras maneiras de realizar os mais diversos serviços

– Sem acordo com Fenaban, movimento grevista é o maior desde 2004

Terminou sem acordo a última reunião entre a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e o Comando Nacional dos Bancários, em São Paulo, e, com o fracasso da negociação, a greve dos bancários continua. Essa é décima rodada de negociação, chegando a 25 dias de agências fechadas em todo o país. O movimento já é segundo mais longo desde 2004, quando a paralisação chegou a 30 dias. Em 2013, a greve teve 24 dias. O próximo encontro está marcado para segunda-feira. Em Teresópolis, 100% das agências aderiram à paralisação, obrigando os clientes a procurar outras maneiras de realizar os mais diversos serviços.

Na última reunião, na quarta-feira, os bancos fizeram uma proposta de novo modelo de acordo para a categoria, com validade de dois anos, em vez de um, como ocorreu nos últimos anos.  A Fenaban manteve o reajuste em 7%, com abono de R$ 3,5 mil e, para o ano que vem, propôs 0,5% de aumento real, o que representaria perda real, nesses dois anos, de 1,9%, de acordo com informações do sindicato dos bancários.

Os trabalhadores reivindicam reajuste de 14,78%, sendo 5% de aumento real, considerando inflação de 9,31%; participação nos lucros e resultados (PLR) de três salários acrescidos de R$ 8.317,90; piso no valor do salário-mínimo do Dieese (R$ 3.940,24), e vales alimentação, refeição, e auxílio-creche no valor do salário-mínimo nacional (R$ 880). Também é pedido décimo-quarto salário, fim das metas abusivas e do assédio moral.

“Os bancos insistentes na política do acordo que está sendo rechaçado pelo movimento sindicato. Eles oferecem abono e isso não nos interessa, porque não incorpora nas verbas de natureza salarial e benefícios sociais”, lembra Joselito Lopes, que faz parte da diretoria do Sindicato dos Bancários em Teresópolis.

Atualmente, os bancários recebem um piso de R$ 1.976,10 (R$ 2.669,45 no caso dos funcionários que trabalham no caixa ou tesouraria). A regra básica da participação nos lucros e resultados é 90% do salário acrescido de R$ 2.021,79 e parcela adicional de 2,2% do lucro líquido dividido linearmente entre os trabalhadores, podendo chegar a até R$ 4.043,58. O auxílio-refeição é de R$ 29,64 por dia.

Auxílio nos caixas

Para minimizar o impacto que a greve provoca diretamente na população, o Sindicato mantém representantes nas agências da cidade durante o horário de funcionamento normal dos bancos. “Em todos os postos de atendimento e caixas eletrônicos existem pessoas ajudando aqueles que não têm familiaridade para operar esses equipamentos. O movimento sindicato faz concessões para liberar carros fortes, malotes e garantir que a compensação bancária funcione normalmente. Tudo no intuito de minorar os efeitos negativos que a greve traz à população”, garante Joselito.

Opções e atenção durante a greve

– Mesmo com a paralisação, os pagamentos devem ser feitos até a data de vencimento.

– Sem o atendimento direto, algumas opções são: Caixas eletrônicos, internet banking, aplicativos para celular, operações bancárias por telefone e correspondentes como casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e estabelecimentos comerciais credenciados.

– No caso dos caixas eletrônicos, podem ser feitos saques, transferências, depósitos, retirada de folha de cheques e outras opções. Deve-se ficar atento aos limites para retirada. No período noturno, o máximo é de R$ 300. Durante o dia, varia de acordo com a instituição.

Deixe seu comentário

Jornalista, Editor do jornal O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS, Marcello Medeiros atua na imprensa teresopolitana desde 1995. Atualmente, também assina a coluna “Mochileiro”, no próprio jornal, e apresenta programa homônimo na DIÁRIO TV.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...