Mundo comovido com acidente envolvendo avião da Chapecoense

Desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira, torcedores, amigos e familiares dos atletas e delegação lotaram casa da Chape, a Arena Condá

Desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira, torcedores, amigos e familiares dos atletas e delegação lotaram casa da Chape, a Arena Condá

– Queda causa morte de atletas, delegação, tripulação e grande time de jornalistas

Um avião que levava o time da Chapecoense, de Santa Catarina, caiu na Colômbia na madrugada desta terça-feira (29), matando não só praticamente toda a equipe, mas tripulação, convidados, delegação e vários jornalistas. O time seguia para Medellin, onde iria disputar nesta quarta-feira (30) a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional da Colômbia. A aeronave, com matrícula CP 2933, caiu na região da província de Antioquia. Setenta e seis pessoas morreram. Cinco sobreviveram, entre eles alguns atletas e um jornalista.

No voo, estavam importantes nomes da cobertura esportiva brasileira. Entre as vítimas, está o repórter da TV Globo Guilherme Marques, que também trabalhou na TV Brasil e foi estagiário do Globoesporte.com. Guilherme cobria principalmente os clubes do Rio. Na Rio 2016, foi destacado para cobrir as partidas do vôlei de praia. Também estava no voo o narrador da Fox Sports e gerente da rádio CBN Grandes Lagos Deva Pascovicci. O locutor passou por veículos como a TV Manchete de São Paulo, onde narrava jogos de basquetebol e futebol e pelo canal SporTV, onde atuou até o final do ano de 2004. Em 2005 foi contratado pela Rede CBN, onde foi narrador até 2015.

O comentarista da Fox Sports Paulo Julio Clement, jornalista há 25 anos, já passou pelo Sistema Globo de Rádio, como diretor de esportes, e pelos principais jornais do Rio de Janeiro, como O Globo, como repórter, e Jornal do Brasil, onde foi editor de Esportes. Também trabalhou no Marca Brasil, como editor.

Também da Fox Sports, o comentarista Mario Sergio Pontes de Paiva, ex-jogador e ex-treinador, defendeu a seleção brasileira e atuou no Flamengo, Vitória, Fluminense, Botafogo, Internacional, São Paulo, Palmeiras, Grêmio, Ponte Preta, entre outros. Como jogador, ganhou o apelido de Vesgo pelo fato de olhar para um lado e dar o passe pelo outro, um jogador reconhecido por grande habilidade e criatividade. Outro passageiro do voo, o repórter Victorino Chermont da Fox Sports passou também pela Rádio Globo e SporTV até 2012.

#ForçaChape se torna hashtag mais usada no mundo

Depois da queda do avião da equipe da Chapecoense de Santa Catarina, que resultou na morte de mais de 70 pessoas, a hashtag #ForçaChape se tornou a mais usada no Twitter em todo o mundo, em solidariedade aos parentes das vítimas. A hashtag foi usada nesta rede social cerca 2 milhões de vezes até o fim da tarde de ontem.  Times de futebol brasileiros, pessoas anônimas, artistas, empresas e muitos moradores da cidade de Chapecó fizeram suas homenagens pelas redes. Muitas mensagens de tristeza, dor, apoio e incredulidade tomaram conta das páginas na internet. A página oficial do Flamengo no Twitter escreveu: vocês vão ficar para sempre no coração de todos nós. Vão com deus guerreiros. Além do símbolo do time e da foto da equipe unida, uma das imagens mais postadas na internet é a do goleiro Danilo brincando com o filho em campo. Danilo foi resgatado ainda com vida depois do acidente, porém, morreu no hospital.

“Chapecó vinha representando com muita honra o Brasil”

O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, divulgou nota na qual diz que a pasta e o governo brasileiro estão trabalhando para apoiar os esforços de resgate e o tratamento dos sobreviventes da queda do avião. Na mensagem, Picciani afirma que o governo prestará todo tipo de auxílio possível às famílias das vítimas do acidente. E acrescenta: “o time de Santa Catarina vinha representando com muita honra o Brasil na competição. A campanha histórica da Chapecoense é motivo de orgulho para todos os brasileiros.” “Pessoalmente, e em nome do Ministério do Esporte, lamento profundamente a tragédia e me solidarizo com familiares, amigos das vítimas e a população de Chapecó”, diz ainda a nota de Picciani.

“Nós vivíamos um sonho”, diz prefeito

O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, disse que o time da Chapecoense estava em seu melhor momento e que a cidade “vivia um sonho”. “A Chapecoense passava por um grande momento. Nós vivíamos um sonho, eu nunca cansei de dizer isso. Uma cidade do interior, três vezes na série A do Campeonato Brasileiro, disputadíssimo”, disse Buligon em entrevista a jornalistas em São Paulo.

Ele afirmou que acredita ter uma missão a cumprir. “Estou agradecendo a Deus. O que me fez chorar foi a minha filha, que me ligou agora, disse que está feliz. Eu acredito que fiquei para cumprir a missão de resgatar a nossa autoestima”, disse. O prefeito embarcaria junto com a equipe, mas decidiu ficar na capital paulista para uma reunião na manhã de hoje que trataria de parcerias público-privadas para Chapecó e pediu para que o presidente do Conselho Deliberativo da Chapecoense, Plínio David de Nes Filho, também ficasse.

 

CBF decreta luto e remarca todas as partidas

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decretou luto oficial de sete dias pelo acidente aeronáutico na Colômbia que vitimou a delegação da Chapecoense, jornalistas e convidados. Com o luto, todas as partidas que seriam realizadas nesse período foram remarcadas.  A final da Copa do Brasil, entre Grêmio e Atlético Mineiro, que seria disputada nesta quarta-feira (30), foi remarcada para 7 de dezembro, às 21h45. Já a rodada final da Série A do Campeonato Brasileiro será realizada no dia 11 daquele mês, domingo, às 17h. A final da Copa do Brasil sub-20, entre Bahia e São Paulo, foi remarcada para 8 de dezembro, às 21h15. O avião seguia da Bolívia para a Colômbia quando caiu na região da Antióquia, nas proximidades da cidade de Medellín. Pelo menos 75 pessoas morreram na queda do avião na Colômbia.

 

Clubes de futebol e jogadores manifestam solidariedade

Diversos clubes de futebol e jogadores se manifestaram em solidariedade à Chapecoense. O Atlético Nacional de Medellín, que enfrentaria o clube catarinense hoje se solidarizou e emitiu comunicado pedindo que a equipe brasileira seja declarada campeã da Copa Sul-Americana. Os times cariocas Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco lamentaram o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense. Grêmio e Atlético Mineiro, que jogariam nesta quarta-feira a partida adiada da final da Copa do Brasil, também manifestaram seu apoio ao clube catarinense.

De São Paulo, o Corinthians, o São Paulo, o Santos, o Palmeiras e a Ponte Preta também se manifestaram no Twitter em solidariedade ao clube e aos familiares e amigos das vítimas. Clubes da região Sul do Brasil, como o Juventude, o Figueirense, o Londrina, o Atlético Paranaense e o Internacional de Porto Alegre, também se manifestaram. Os mineiros Atlético e Cruzeiro e o pernambucano Náutico Capibaribe também prestaram solidariedade às vítimas.

Na Bahia, o Esporte Clube Bahia – que retorna no ano que vem para a série A do Campeonato Brasileiro – declarou, no site oficial, “estado de choque”, e lembrou profissionais que passaram pelo clube, como o técnico Caio Júnior, o preparador físico Anderson Paixão, o zagueiro William Thiego e o atacante Ananias.  Na corrida para se manter na série A, o Esporte Clube Vitória também publicou uma nota de “profundo pesar” e ofereceu “orações pela recuperação plena dos  sobreviventes”. Atuaram no Vitória Mário Sérgio, considerado “um ídolo”, o técnico Caio Júnior, o auxiliar Duca, o analista de desempenho Pipe Grohs e os jogadores Dener, Gil, Cléber, Santana e Arthur Maia. Diversos times colocaram como foto de perfil a logomarca da Chapecoense em preto, manifestando luto junto com o clube.

 

Deixe seu comentário

Todos os dias nas bancas, o DIÁRIO traz pra você as mais elaboradas reportagens, reclamações da população com o Diário Comunidade, as matérias policiais, políticas, cultura, esporte, entretenimento e tudo mais para manter o teresopolitano informado. Além da melhor seção de classificados da região. O DIÁRIO tem a sua trajetória inserida na história do município de Teresópolis e trabalha com profissionais especializados e graduados, sempre em busca do melhor jornalismo. Leia O Diário de Teresópolis. Nas bancas.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...