Visite nossas redes sociais:

edição digital

leia

Chuvas deixam mais dois mortos em Petrópolis

Data: 12/03/2018

Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil

Duas pessoas morreram devido a um deslizamento de terra em Petrópolis, na região serrana, na manhã de ontem (11). Eloitson Antonio, de 44 anos, e Maria Aparecida, de 34, estavam dentro de casa quando ela foi atingida por uma queda de barreira, provocada pelas chuvas que caíam desde a tarde de sábado no município.

De acordo com os bombeiros, o quartel local foi acionado por volta das 10h10 de ontem, para atender à ocorrência no bairro Alto Independência.

Na última quinta-feira (8), as chuvas já tinham provocado um deslizamento de terra que matou uma criança de 7 anos, no Morro do Queronse, no distrito de Posse. Na ocasião, uma mulher também ficou ferida.

Verbas federais

Atingida por fortes chuvas esta semana, a cidade de Petrópolis, no Estado do Rio, deve receber recursos do governo federal já na próxima semana.

O ministro Helder Barbalho, da Integração Nacional, sobrevoou no último sábado (10) as áreas atingidas com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e afirmou que técnicos da Defesa Civil Nacional já estão dando suporte aos servidores municipais.

"Temos condições de liberar já na próxima semana esses recursos a partir da alimentação do Sistema Nacional de Defesa Civil", afirmou ele. Explicou que o trabalho está sendo realizado em duas frentes: restaurar a normalidade na cidade e fazer obras de recuperação da infraestrutura danificada ou destruída.

O ministério ainda aguarda um laudo técnico da prefeitura para "precificar" a dimensão dos investimentos necessários.

Diante dos problemas, o ministério reconheceu a situação de emergência no município, que foi publicada no Diário Oficial da União no dia 9 de março.

A medida permite à cidade pedir recursos da União para ações de resposta (socorro, assistência às vítimas e restabelecimento de serviços essenciais) e reconstrução de áreas públicas danificadas. A vigência da situação de emergência é de 180 dias.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, também visitou a região atingida pelas chuvas.

Ele destacou que o Congresso deve adotar medidas para acelerar a chegada de recursos a Petrópolis: “Estamos sempre com os prefeitos do Rio ajudando e dando aquilo que a gente pode colaborar.  E o que for necessário ser aprovado no Congresso, como abertura de créditos para as obras de recuperação da região, vamos fazer. O mais importante é que os recursos cheguem mais rápido à Região Serrana” disse.

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

UFRJ vai discutir com Polícia Civil sequestro de professores

História de vida de teresopolitana inspira livro editado pela ATL

Campanha alerta consumidor para "armadilhas" na hora de comprar

Inea oferece curso de educação ambiental para jovens

Taxa de inscrição no Enem deve ser paga até quarta-feira

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ