Visite nossas redes sociais:

edição digital

leia

Vereador diz que Prefeito deveria se colocar no lugar de quem faz tratamento contra câncer

Data: 06/12/2017

Prefeito Sandro Dias voltou a ser alvo de críticas dos vereadores na sessão da última terça-feira, 5

Marcus Wagner

Servidores públicos municipais com salários atrasados e pacientes sem transporte para fazer tratamento em outras cidades são exemplo da insatisfação crescente contra o prefeito em exercício Sandro Dias que tem sido alvo de duras críticas nas redes sociais. Desde que assumiu o cargo, o interino não realizou nenhuma mudança para resolver os graves problemas do município e a divulgação de fotos em que ele se passa por deficiente nas ruas da cidade foi o estopim para muita gente cobrar que Sandro também se coloque no lugar de quem está sofrendo com o caos administrativo em Teresópolis.

Na sessão da Câmara desta terça-feira, dia 5, vereadores voltaram a alertar sobre a situação de diversas pessoas com doenças graves que precisam realizar tratamentos que não estão disponíveis em Teresópolis, mas que ao procurar a Secretaria Municipal de Saúde são informados de que não há veículos para levá-los aos hospitais de outras cidades. 

“O prefeito tem feito muita selfie para postar no Facebook e nesta semana estava no centro da cidade passeando de cadeira de rodas e com uma venda nos olhos. A gente tem que ter sim respeito a todas as pessoas com deficiência, seja ela qual for, mas eu pedi que o prefeito em exercício se colocasse no lugar de um paciente com câncer um dia só. Porque as pessoas vão lá para pedir um veículo para fazer um tratamento fora de Teresópolis e sempre batem com a cara na porta. Pode até não ter veículos no setor de viaturas, mas na prefeitura inteira tem e eu falei com ele para recolher as viaturas de todos secretários e subsecretários para colocar a disposição dos pacientes com câncer. Essas pessoas lutam minuto a minuto para salvar suas vidas. Se ele tiver de fato compaixão com essas pessoas ele precisa recolher os veículos e colocar à disposição delas”, afirmou Maurício Lopes.

O parlamentar criticou também a alegação de Sandro Dias de que não está pagando salários em dia porque a população de Teresópolis não paga seus impostos, pois o prefeito proporcionou uma generosa anistia de imposto para a empresa de Tricano e nem sequer cobra uma dívida superior a R$ 1 milhão que o prefeito afastado tem com o município. “Tentando responder críticas nas redes sociais, o prefeito teria culpado a inadimplência de contribuintes como o principal empecilho para colocar salários em dia, citando um passivo de R$ 400 milhões, mas se há uma dívida tão grande e se a prefeitura está em dificuldades, como é que o Sandro Dias concede anulação de IPTU de mais de R$ 400 mil para a empresa do prefeito licenciado? Ele tenta se justificar e acaba se atrapalhando cada vez mais. Se tem dificuldade financeira, não pode fazer renúncia financeira e agora vem tentando tapar o sol com a peneira nesta questão dos salários atrasados dos servidores”.

Conselho de Saúde faz alerta sobre possível contratação de OS da Bahia

O presidente do Conselho Municipal de Saúde de Teresópolis, Valdir Paulino da Costa, enviou um ofício à Câmara de Vereadores com um alerta sobre a intenção da prefeitura contratar emergencialmente uma OS da Bahia sem que o processo seja analisado pela entidades que tem essa prerrogativa. No documento, ele citou problemas que pesam contra a empresa em outras cidades em que atua e a licitação que foi suspensa pelo Tribunal de Contas do Estado recentemente. A prefeitura já publicou em Diário Oficial um reconhecimento ao Instituto de Gestão e Humanização (IGH) como O. S. já dando claro indício de um acordo em andamento para substituir a atual administração da UPA e dos PSF’s sem realizar licitação.

Projeto de lei contra a corrupção

A vereadora Cláudia Lauand apresentou um projeto de lei para que o município não possa contratar empresas que estejam envolvidas em casos de corrupção e outros tipos de irregularidades. A parlamentar fez um pedido para que o projeto tramite rapidamente ainda este ano para garantir que não se corra o risco de o município destinar recursos a empresas que não são idôneas.

 

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

50 milhões de brasileiros vivem na linha de pobreza

Prefeitura do Rio recebe recomendação contra censos religiosos

Base nacional curricular para educação básica é aprovada

CRAS Meudon faz Muro da Gentileza Natalino

Ministério Público é acionado para evitar calote

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ