Piscina do Parque Nacional interditada ao público

Enquanto a piscina não pode ser reaberta, a dica é aproveitar os muitos outros atrativos da sede Teresópolis, como cachoeiras e poços

Enquanto a piscina não pode ser reaberta, a dica é aproveitar os muitos outros atrativos da sede Teresópolis, como cachoeiras e poços

– Necessidade de obras emergenciais compromete temporariamente utilização do atrativo

Um dos principais atrativos da sede Teresópolis do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, a piscina natural formada pela água gelada e cristalina das nossas montanhas está temporariamente interditada ao público. O motivo é um grande buraco ao lado do espelho d´água, aberto após forte temporal em novembro passado, que pode comprometer ainda mais a estrutura da piscina e, logicamente, colocar os visitantes em risco. Na semana passada, a direção da unidade de conservação ambiental iniciou obras de reparo. A previsão é que o serviço de construção da lateral e reparos em parte da Estrada da Barragem vizinha ao local dure entre 50 e 60 dias, segundo divulgado pelo Parnaso em sua página na rede social Facebook.
Enquanto a piscina não pode ser reaberta, a dica é aproveitar os muitos outros atrativos da sede Teresópolis, como cachoeiras e poços. Também na semana passada a direção do Parque Nacional informou que, dentro em breve, os frequentadores da sede local contarão com mais uma opção para se refrescar nos dias quentes de verão, a ducha da barragem. O “chuveirão” formado por água coletada na barragem da Cedae no rio Beija-Flor precisou ser interditado temporariamente por conta do deslocamento de uma pedra, mas um novo acesso está sendo construído.

 

Muitas opções para se refrescar
Terceira mais antiga e uma das unidades de conservação ambiental do país, o Parque Nacional Serra dos Órgãos tem atrativos para todas as idades e épocas do ano. Nas sedes Teresópolis (Avenida Rotariana, Soberbo) e Guapimirim (Km 98,5 da BR-116), o Parnaso tem diversas opções de cachoeiras e rios, com muitos poços com boa profundidade. Por aqui, há pontos para banho nos rios Paquequer e Beija-Flor, além de grandes lajes para se aproveitar os dias de sol ganhando “um bronze”. Em Guapi, poços como o da Capela, Ponte Velha e Verde são muito procurados.
Desde o ano passado, o valor reduzido para moradores dos municípios onde o parque está localizado (R$ 3,00) só pode ser conseguido nos dias de semana, no período de verão. Nos fins de semana, a taxa de R$ 17. Veja mais sobre os dias com desconto no site icmbio.gov.br/parnaso

Deixe seu comentário

Jornalista, Editor do jornal O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS, Marcello Medeiros atua na imprensa teresopolitana desde 1995. Atualmente, também assina a coluna “Mochileiro”, no próprio jornal, e apresenta programa homônimo na DIÁRIO TV.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...