Polícia apreende revólver e munições na Quinta-Lebrão

 Segundo a polícia, o proprietário do bar não soube dizer de quem seria a mochila e a arma


Segundo a polícia, o proprietário do bar não soube dizer de quem seria a mochila e a arma

– Armamento foi abandonado em bar quando polícia entrou na comunidade

Equipes do Setor de Inteligência (P2) e DPO Ermitage, do 30º BPM, retiraram mais uma arma de fogo de circulação. No último fim de semana, eles apreenderam em um bar na Rua Seis de Julho, bairro da Quinta-Lebrão, um revólver Rossi calibre 32, marca Ítalo Gra, com sete munições da marca CBC intactas. Os militares fizeram incursão na comunidade após receber denúncias sobre elementos fazendo tráfico de drogas – situação que tem sido comum na Quinta-Lebrão. O material estava em uma mochila, deixada no estabelecimento. “O proprietário do bar não soube dizer de quem seria a mochila e a arma”, informou a PM. Ele prestou depoimento na 110 DP e foi liberado. O material ficou apreendido.

No fim de semana anterior, os agentes da Polícia Reservada receberam informações sobre um jovem que estaria se identificando como chefe do movimento justamente naquele bairro e andando armado como forma de intimidar moradores, desafetos e possíveis concorrentes. Com apoio de outras guarnições, foi realizada incursão na Rua Tancredo Neves.

Um grupo que estava em via pública se assustou ao avistar a viatura e saiu correndo, com um indo para cada lado e tentando escapar pelos muitos becos e trilhos da comunidade. Um dos suspeitos, provavelmente o apontado como suposto chefe, chegou a atirar na direção dos militares e conseguiu fugir. Dois jovens, de 17 e 22 anos, foram presos. O mais novo tentou jogar pelo caminho uma bolsa onde estavam 84 papelotes de cocaína e R$ 207 em dinheiro. O mais velho estava com um rádio transmissor, equipamento que provavelmente era utilizado para se comunicarem na favela sobre a presença de policiais e possíveis clientes.

A dupla foi levada para a 110ª Delegacia de Polícia, prestando depoimento no setor de cartório da Polícia Civil. O adolescente foi encaminhado para a Vara da Infância e Juventude, tendo sua declaração acompanhada por um responsável e um representante do Conselho Tutelar. O maior de idade ficou acautelado no setor de xadrez temporário, sendo transferido nesta segunda-feira para uma das unidades do complexo de Bangu, no Rio de Janeiro.

 

Deixe seu comentário

Todos os dias nas bancas, o DIÁRIO traz pra você as mais elaboradas reportagens, reclamações da população com o Diário Comunidade, as matérias policiais, políticas, cultura, esporte, entretenimento e tudo mais para manter o teresopolitano informado. Além da melhor seção de classificados da região. O DIÁRIO tem a sua trajetória inserida na história do município de Teresópolis e trabalha com profissionais especializados e graduados, sempre em busca do melhor jornalismo. Leia O Diário de Teresópolis. Nas bancas.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...