Quase 30 mil deixaram de votar em Teresópolis

Diferente de anos anteriores, votação no Colégio Estadual Presidente Bernardes, em São Pedro, foi bastante tranquila

Diferente de anos anteriores, votação no Colégio Estadual Presidente Bernardes, em São Pedro, foi bastante tranquila

– Rio de Janeiro é o estado com maior percentual de eleitores ausentes

Vítima de tragédias naturais e desastres políticos seguidos, Teresópolis vem amargando derrotas diversas nos últimos anos. Isso, aliado aos candidatos apresentados no último pleito e a falta de propostas para a melhoria da qualidade de vida e futuro da população fez com que o município tivesse alto número de abstenções no último domingo. Segundo dados divulgados pela Justiça Eleitoral, a abstenção chegou a 23,04% no município: 29.169 eleitores não compareceram às urnas para escolher seus representantes.  Comparando à votação dos candidatos a prefeito, por exemplo, tais votos são quase os mesmos dos dois primeiros colocados somados, Luiz Ribeiro e Roberto Petto (levando-se em conta que o indeferido Mário Tricano fechou as urnas com zero).

Proporcionalmente, os eleitores do estado do Rio de Janeiro foram os que mais deixaram de comparecer às urnas. Com 100% das seções eleitorais apuradas, o estado apresentou um índice de 21,54% de abstenção, o que representa mais de 2,6 milhões de eleitores. O estado de Rondônia ficou em segundo lugar no ranking de abstenções, com 20,99% dos eleitores, mais uma vez levando em conta a participação proporcional de cada estado. Já os paulistas ocuparam a terceira colocação entre o eleitorado apurado, com comparecimento de 79,27% dos eleitores e, consequentemente, 20,73% de ausências.

Enquanto em uns estados a participação dos cidadãos ficou abaixo da média nacional , o comparecimento dos eleitores piauienses foi o maior dentre os 26 estados.  O menor índice de abstenção, registrado no Piauí, foi 11,76% do eleitorado. Logo depois vem a Paraíba, que registou 12,28% de abstenção neste primeiro turno. O terceiro lugar dos mais assíduos ficou com Santa Catarina, onde 13,01% dos eleitores se abstiveram.

Se os dados de abstenções forem somados aos votos não válidos, a capital mineira, Belo Horizonte, apresenta uma situação curiosa. Lá, os dois candidatos que vão disputar o segundo turno tiveram menos votos juntos do que o total de abstenções, nulos e brancos.

Segundo dados divulgados pela Justiça Eleitoral a abstenção chegou a 23,04% no município. Registro da votação no bairro do Salaco

Segundo dados divulgados pela Justiça Eleitoral a abstenção chegou a 23,04% no município. Registro da votação no bairro do Salaco

Em todo o país, mais de 25 milhões não votaram

A Justiça Eleitoral abstenção de aproximadamente 17,58% do eleitorado. O número corresponde a 25.073.027 eleitores que deixaram de comparecer às urnas. O total de eleitores aptos a votar foi de 144 milhões. Na avaliação do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, o índice de abstenção registrado no pleito deste ano é baixo em relação às eleições presidenciais de 2014, quando a ausência foi de cerca de 20% dos eleitores. Nas eleições municipais de 2012, 16,41% do eleitorado não votou.

Durante coletiva para divulgar à imprensa o balanço final dos dados sobre o primeiro turno, Mendes considerou que os dados sobre votos brancos e nulos não são relevantes, por não indicaram mudanças no comportamento do eleitor em relação às votações anteriores. Segundo o presidente, a preferência do eleitor por votar em branco e mais um “voto de desinformação do que de protesto”.

Em São Paulo, por exemplo, foram registrados 5,29% (367.471) de votos em branco e 11,35% de votos nulos (788.379). No Rio de Janeiro, foram contabilizados 5,50% (367.471) de votos em branco e de 12,76 % votos nulos (473.324). As duas cidades têm os dois maiores colégios eleitorais do país.

Deixe seu comentário

Todos os dias nas bancas, o DIÁRIO traz pra você as mais elaboradas reportagens, reclamações da população com o Diário Comunidade, as matérias policiais, políticas, cultura, esporte, entretenimento e tudo mais para manter o teresopolitano informado. Além da melhor seção de classificados da região. O DIÁRIO tem a sua trajetória inserida na história do município de Teresópolis e trabalha com profissionais especializados e graduados, sempre em busca do melhor jornalismo. Leia O Diário de Teresópolis. Nas bancas.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...