Série de entrevistas traz os projetos dos candidatos a Prefeito para a cidade

– Novidades deste ano são, a presença dos vices e a realização de um debate ao vivo com os prefeitáveis no fim das participações

Ao longo desta semana os teresopolitanos começaram a conhecer as candidaturas apresentadas este ano para o cargo máximo do Executivo de nosso município e quatro chapas passaram pelos estúdios do Diário da Manhã em entrevistas ao vivo e repercutidas aqui, pelas páginas de O DIÁRIO. André Couto; Claudinho do Posto; Claudio Mello e Luiz Ribeiro participaram da série de entrevistas que também oportunizou a participação dos respectivos pleiteantes ao cargo de vice-prefeito em outubro. De apresentações pessoais, passando por discussões acerca dos projetos para as áreas de Educação e Saúde, os políticos tiveram a oportunidade de mostrar aos eleitores quais seriam suas proposições para o desenvolvimento da cidade. Na próxima segunda-feira, 19, iniciam-se as quatro últimas entrevistas com os candidatos Paulo Ramos, Roberto Petto, Nilton Salomão e Mario Tricano, respectivamente entre segunda e quinta-feira na Diário TV Canal 4 RCA e aqui sempre no dia seguinte a veiculação televisiva. A culminância do projeto será a realização de um Debate com os candidatos, no próximo dia 26, em parceria com a ACIAT, o Sincomércio, a OAB e o Observatório Social de Teresópolis.

As entrevistas foram organizadas em virtude da ordem de apresentação alfabética ilustrada no sistema de divulgação de candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral – TSE e estão sendo realizadas na sede do Grupo Diário, à Rua Carmela Dutra, 765, Agriões, durante o programa Diário da Manhã, veiculado ao vivo no período de 10 ao meio-dia. Além da veiculação ao vivo, também são feitas outras duas reprises, as 19:15 e as 23:30, bem como está sendo veiculada aqui em nossa edição impressa, no dia seguinte a participação do candidato, com uma página composta por cobertura jornalística da entrevista e material fotográfico da mesma. Para garantir que todas as reportagens em O DIÁRIO sejam veiculadas em dia de semana, nenhuma delas será realizada na sexta-feira, cabendo a edição de fim de semana apenas uma compilação das quatro entrevistas realizadas anteriormente.

Dois temas foram escolhidos por nossa audiência como prioritários: a Saúde e a Educação, e por isso, foram escolhidos para ilustrarem uma pergunta para cada uma das candidaturas que pela série passar. A primeira e mais importante regra determinada pela organização das entrevistas é a que determina que cada um dos participantes fará suas interpelações com o intuito, único e exclusivo de expor suas plataformas e projetos políticos para a cidade de Teresópolis, enquanto possíveis candidatos eleitos. Todos os partidos foram comunicados através de uma carta-convite enviada pelo Jornal aos seus partidos, bem como em edital de convocação publicado em O DIÁRIO, convidando todas as legendas com representação na majoritária a divulgarem suas candidaturas.

“Vamos priorizar uma gestão eficiente na Prefeitura de Teresópolis”

“Vamos priorizar uma gestão eficiente na Prefeitura de Teresópolis”

– André Couto quer priorizar uma gestão eficiente na Prefeitura

A primeira entrevista da série com os candidatos a prefeito este ano recebeu nos estúdios da Diário TV, durante o programa Diário da Manhã desta segunda-feira, 12, o pleiteante do PT do B, André Couto e o seu vice na chapa, Carlos Souza. Ambos enalteceram suas origens familiares na cidade e ratificaram a importância de implantação de uma gestão profissional e eficiente na Prefeitura para que os inúmeros problemas administrativos possam ser solucionados. André e Carlos falaram sobre a motivação do eleitorado teresopolitano, das áreas da saúde e da educação e também de uma “Carta Compromisso” registrada em cartório, onde a dupla elege sete prioridades para a gestão pública caso sejam eleitos. Na pergunta da audiência, a relação da administração pública com a política municipal de combate as drogas, bem como a assistência aos usuários e suas famílias.

O primeiro assunto debatido pela dupla foi escolhido pela própria audiência do Grupo Diário, que elencou Saúde e Educação como os principais temas a serem debatidos nas entrevistas. Tanto André, quanto Carlos, entendem que na área da saúde o problema, definitivamente, não seria a falta de recursos na gestão, mas sim a incoerência na aplicação dos recursos existentes. Já o segundo assunto elencado pelos nossos telespectadores é também um dos maiores problemas apontados pelas entidades governamentais nos últimos anos, a educação de qualidade. Para a dupla de pleiteantes do PT do B, assim como em outras áreas, é necessário um olhar técnico e especializado para que os problemas e as mazelas da educação sejam combatidos. Já a pergunta de nosso telespectador veio de uma internauta que chamou a atenção para o protagonismo de entidades religiosas e programas sociais dos mais variados na política pública de combate às drogas e atendimento aos usuários e suas famílias. A dupla falou de programas e linhas de financiamento que podem ajudar a vencer essa realidade de completo abandono do poder público nesta área.

“Nossa prioridade é um “choque de ordem” na gestão pública”

“Nossa prioridade é um “choque de ordem” na gestão pública”

– Claudinho do Posto anuncia “choque de ordem” na gestão pública

Na segunda entrevista da série, o pleiteante do PSDB, Claudinho do Posto e a sua vice na chapa, Ana Laura Marques, enalteceram em suas palavras a necessidade imediata de um “Choque de Ordem” na gestão pública teresopolitana e também a extrema urgência de identificação de possíveis irregularidades em contratos e contratações da prefeitura. Ambos chamaram a atenção para suas raízes familiares em nosso município e confirmaram a importância de implantação de uma gestão profissional e eficiente na Prefeitura. Filho do ex-prefeito Luis Barbosa, que acompanhou atentamente a cria nos bastidores da entrevista, Claudinho é empresário do ramo de postos de combustíveis, de onde herdou o apelido que usa eleitoralmente, e também tem origem no Segundo Distrito da cidade, na localidade de Serra do Capim. Os candidatos do PSDB também falaram sobre a motivação do eleitorado teresopolitano, ponto em comum das entrevistas, assim como os temas Educação e Saúde, que sempre tematizam o segundo bloco da conversa.

Escorados na larga experiência da ex-professora Ana Laura, a dupla espera tirar o município do que eles chamam de zona de conforto proporcionada pelos bons números e resultados conquistados nos últimos anos. Claudinho acrescentou que sua proposta de governo engloba uma ampliação na busca pela oferta de ensino superior público na cidade, com o investimento em estrutura para atrair as principais instituições capacitadoras do estado. O segundo tema do segundo bloco, também escolhido pela nossa audiência, também se mostra como um dos mais problemáticos do Brasil, assim como um dos mais difíceis de ser resolvido. Entretanto, para a dupla do PSDB, toda essa dificuldade de gestão pode estar relacionada ao completo despreparo das gestões públicas que por lá passaram, não estritamente a falta de recursos para essa gestão.

“Uma gestão transparente e cidadã é a saída para nosso município”

“Uma gestão transparente e cidadã é a saída para nosso município”

– Claudio e Roberto Mello querem uma gestão transparente e cidadã

A terceira entrevista recebeu na quarta-feira, 14, a dupla de pleiteantes do Partido dos Trabalhadores, Claudio Mello e Roberto Mello. Com um discurso baseado na implantação de uma política da gestão transparente, ambos consideram que uma intervenção na administração pública teresopolitana é imperativa para que o município possa poder se recuperar e buscar novos recursos na União e no estado e a forma de imposição desta intervenção só poderia advir da interação com a população. Além das questões relacionadas a administração, os pleiteantes ainda responderam a pergunta do eleitor, sobre a TerePrev e sua quase impagável dívida e também propuseram mudanças e projetos nas áreas da Educação e da Saúde, prioridades elencadas por nossa audiência como tema de questionamentos. O primeiro assunto debatido pela dupla faz parte dos temas escolhidos pela própria audiência do Grupo Diário, que elencou Saúde e Educação como os principais assuntos a serem debatidos nas entrevistas. Na Educação, Claudio e Roberto entendem que o bom trabalho e os resultados positivos apresentados nos últimos anos podem estar mascarando uma omissão perigosa para o futuro do nosso mercado profissional, ou seja, a indiferença com a abertura de novas vagas no ensino superior.

A segunda proposta de debate oferecida por nossa audiência diz respeito a um dos maiores problemas das gestões municipais pelo país, a Saúde. Para os candidatos do Partido dos Trabalhadores, além de racionalizar a gestão é preciso combater práticas de uma velha politica, que segundo eles, ainda permeiam nossa sociedade. “Em primeiro lugar é preciso deixar claro que uma política pública de gestão da saúde que admite, e faz uso, da velha e absurda prática do “beija-mão” não pode jamais oferecer qualidade aos nossos cidadãos”, disse Claudio. Os candidatos finalizaram as suas considerações na entrevista com suas propostas para uma gestão transparente e que dá primazia ao orçamento participativo, uma das marcas das gestões petistas pelo país. Claudio e Roberto Mello ainda disseram que a gestão espera implantar um cronograma de visitas aos bairros para que as demandas e anseios de cada um deles façam parte do programa de ações administrativas.

“Se não tiver médico na UPA, o Prefeito vai atender no lugar”

“Se não tiver médico na UPA, o Prefeito vai atender no lugar”

-Série de entrevistas traz os projetos dos candidatos a Prefeito para a cidade

A última entrevista da semana ouviu nesta quinta-feira, 15, a dupla do PMDB, Luiz Ribeiro e Maurílio Schiavo. Os médicos que disputam uma vaga na chefia do Poder Executivo a partir de 2017 focaram sua participação no tema considerado pela nossa audiência como o mais grave e com o maior índice de reprovação popular, a Saúde. Para a chapa, uma gestão eficiente e na medida exigida pela atual situação de fragilidade da nossa cidade precisa estar pautada no seguinte tripé administrativo: Saúde de qualidade; Geração de emprego e renda e uma austera luta contra a corrupção. A pergunta feita aos candidatos a partir de nossa audiência tratou justamente de um dos elementos defendidos, a geração de emprego para a juventude da cidade. Um choque na administração, que culminaria na extinção de uma dezena de secretarias de governo também foi defendido pela dupla, que afirma ser possível e viável “governar com apenas dez secretarias”. Já na abertura do segundo bloco os políticos foram convidados a oferecerem suas propostas construídas na candidatura para a área da Educação e foram taxativos na afirmação de que uma gestão eficiente na área demanda necessariamente a valorização da categoria e a capacitação continuada da rede.

“Vamos trabalhar perfeitamente com dez secretarias”, assim, com essa afirmação acerca do inchaço da máquina pública, o candidato Luiz Ribeiro começou sua explanação sobre a área da Saúde, um dos temas escolhidos por nossa audiência e também parte integrante da tríade administrativa pregada pela dupla. “Na minha gestão o secretário de saúde vai trabalhar no gabinete do Prefeito comigo”, disse. Já o médico Maurílio Schiavo falou da necessidade de se profissionalizar a rede de atendimentos. Já no último bloco, os candidatos do PMDB se dedicaram ao tema proposto pela pergunta da audiência, feita ao vivo pelo intermédio das redes sociais. A pergunta escolhida pela nossa produção para os candidatos foi relacionada a construção de oportunidades de empregos para a juventude teresopolitana. Para a dupla, o emprego é uma das grandes prioridades do governo peemedebista.

 

Deixe seu comentário

Anderson Duarte é formado em Comunicação Social com mestrado na área de Tecnologia e Informação e especialização em Telecinejornalismo, atua na imprensa desde a década de 90, ainda no Rádio. Passou por veículos como Jornais, Mídias Governamentais e Televisão, também atuou na área da Assessoria Política, editoria que hoje se dedica enquanto articulista. Âncora do telejornal Jornal Diário, comanda desde a sua formação em 2008, o jornalismo da emissora Diário TV, fruto do tradicional O DIÁRIO de Teresópolis, onde também coordena juntamente com Marcello Medeiros o departamento jornalístico.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...