Somente três prisões por boca de urna em Teresópolis

Fiscais do TRE fazem a remoção do adesivo em um carro que teria sido deixado propositalmente nas proximidades de um dos locais de votação

Fiscais do TRE fazem a remoção do adesivo em um carro que teria sido deixado propositalmente nas proximidades de um dos locais de votação

– Consequências e desdobramentos por prisões podem ter afastado cabos eleitorais das ruas

No final da tarde deste domingo, 2 de outubro, um número chamou atenção no processo das eleições em Teresópolis. Apenas três registros de ocorrências relacionadas à boca de urna em toda a área de abrangência do município. O baixo número de apreensões não refletiu a realidade vista em muitos locais de votação, onde cabos eleitorais abordaram indiscriminadamente quem ousasse se aproximar para cumprir sua obrigação de votar.

As ocorrências registradas pelos fiscais eleitorais foram encaminhadas para o Ginásio Pedrão, onde policiais civis montaram uma base. O trabalho foi coordenado pelo delegado Daniel Trisuzzi, adjunto da 110ª Delegacia de Polícia.

“De modo geral, as eleições correram de forma muito tranquila. O dia foi bem calmo, tivemos apenas três ocorrências, sendo duas de boca de urna e uma de panfletagem”, lista o policial. “Esses casos vieram aqui para o Ginásio Pedrão e fizemos o encaminhamento para a 110ª DP, onde foi lavrado o Termo Circunstancial de ocorrência. Essa pessoa assume o compromisso de comparecer em juízo, quando convocada pela Justiça Eleitoral, que vai conduzir o processo”, explica.

Na avaliação do delegado, o baixo número de ocorrências pode ser creditado a essa nova realidade, onde a ocorrência de boca de urna passa a ser tratada de forma mais séria pelas autoridades. “Todos os fatores se unem para essa realidade, onde essa prática é coibida, não só essa continuidade dada pela Justiça Eleitoral, mas também a informação que é feita, o trabalho das polícias Civil e Militar. A informação, divulgada pelo TRE, além do trabalho das equipes nas ruas, o que também enibe muito”, classifica.

 

Denúncias

Apesar do irrisório número de detenções, os fiscais do TRE tiveram muito trabalho durante o dia. Além de apurar as diversas denúncias que foram encaminhadas aos cartórios eleitorais, a equipe também precisou combater algumas irregularidades, como a presença de carros adesivados nas proximidades dos locais de votação. Em alguns casos os agentes precisaram remover o adesivo dos veículos, situação que foi registrada na porta do Cerom, no bairro de São Pedro. Na mesma localidade, um carro adesivado estava estacionado no pátio do Colégio Presidente Bernardes, tendo também que ser removido por determinação da justiça.

Deixe seu comentário

André Oliveira é comunicador e fotógrafo. Tem 20 anos de experiência no setor de comunicações, com passagens por diversos segmentos como rádio, jornal, revista e TV. É repórter e apresentador do jornal O DIÁRIO e da DIÁRIO TV.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...