Tag Arquivo | "Igreja Católica"

Igreja Católica reúne dez mil jovens  no ‘Adorai’

Um dos pontos mais emocionantes da JDJ, a procissão com o Santíssimo Sacramento percorreu o centro histórico de Petrópolis, reunindo mais de 5 mil pessoas

Um dos pontos mais emocionantes da JDJ, a procissão com o Santíssimo Sacramento percorreu o centro histórico de Petrópolis, reunindo mais de 5 mil pessoas

– Evento encerra Jornada Diocesana da Juventude da Diocese de Petrópolis

Depois de quatro dias de intensa atividade, que reuniu 2.500 jovens peregrinos, a Jornada Diocesana da Juventude (JDJ) da Diocese de Petrópolis, terminou domingo, com o XXI Adorai, reunindo mais de dez mil pessoas, num pontos centrais de Petrópolis, a Praça da liberdade. “Estou muito feliz em ver a juventude reunida neste local e pela realização da jornada da juventude”, afirmou o Bispo Diocesano, Dom Gregório Paixão, OSB que esteve presente todos os dias, participando de diversas atividades ao lado dos jovens e que ao final anunciou que a segunda JDJ será em Magé.

A JDJ e o Adorai foi promovido pelo Setor de Juventude da Diocese de Petrópolis, sendo que a organização de todo evento teve a frente os padres Renato Gomes de Andrade e Jardel Lima Silva, que montaram uma equipe com voluntários. A Prefeitura Municipal de Petrópolis apoio o evento e por determinação do prefeito Rubens Bomtempo, as diversas secretarias deram apoio, principalmente a Fundação Municipal de Cultura e Turismo que contribui com o Festival da Juventude.

Na quadra do Colégio Santa Isabel, jovens participantes do evento acompanharam show do cantor Dunga e participaram de atividade de perguntas e respostas

Na quadra do Colégio Santa Isabel, jovens participantes do evento acompanharam show do cantor Dunga e participaram de atividade de perguntas e respostas

A jovem Ana Teresa da Paróquia Sagrado Coração de Jesus em Teresópolis disse que o grande número de jovens reunidos com o mesmo objetivo chamou sua atenção. Para ela, eventos como estes são importantes para que as pessoas possam conhecer Deus e conhecer a Igreja Católica. “O que mais me chamou atenção foi à união de todos os jovens. A jornada foi muito boa, pois é um momento de estarmos perto de Deus e de conversão. Volto para minha comunidade com a vontade maior de ser diferente e o desejo de levar o que aprendi para aqueles que não puderam vir”.

Durante a JDJ era possível ver entre os jovens, o padres diocesanos, que na sua maioria é formada por clero jovem, como o Padre Guilherme Silva dos Santos, que ainda vai completar um ano de ordenação sacerdotal. “Ao participar da jornada levo um grande ânimo por ver que, como um padre jovem que trabalha com a juventude, descobri como os jovens nos dão ânimo e não é somente trabalhar, mas como eles respondem. É uma verdadeira amizade. O que sinto agora é esperança. Fico feliz em ver tantos jovens querendo o Cristo e isto é a certeza de que o futuro está garantido. É a certeza de que a nossa Igreja vai continuar jovem e alegre”.

Via Sacra projetada com várias imagens na fachada do prédio da Câmara Municipal de Petrópolis, momento de meditação e oração

Via Sacra projetada com várias imagens na fachada do prédio da Câmara Municipal de Petrópolis, momento de meditação e oração

A Jornada da Juventude, durante quaro dias contou com a participação de vários convidados, como cantores católicos, pregadores e tantos outros, como Padre Vicente, da Comunidade Bethânia, fundada por Padre Léo. “É uma alegria muito grande levar comigo a lembrança deste encontro em Petrópolis. Levar no coração o rosto alegre destes jovens, como tem pedido o Papa Francisco. Alegria que vem do alto, de quem experimentou o evangelho. Vejo nesta jornada um trabalho de prevenção e um convite para que continuemos trabalhando para a juventude, dando a eles o que temos de mais precioso, Cristo vivo e ressuscitado, causa de nossa alegria e foi isto que encontrei nesta jornada”.

 

Via Sacra na Câmara e procissão com cinco mil pessoas

Na opinião de muitos jovens, foram muitos os momentos marcantes na primeira Jornada Diocesana da Juventude em Petrópolis. O primeiro deles aconteceu na missa de abertura, presidida por Dom Gregório Paixão e concelebrada por todos os padres do Decanato São Pedro de Alcântara (primeiro distrito de Petrópolis). Marcante com a entrada dos símbolos da JDJ: a Cruz, que durante um ano passou pelas 45 paróquias da Diocese e a imagem de Nossa Senhora do Amor Divino, padroeira da Diocese; e ao final da missa, quando os jovens peregrinos foram encontrando as famílias que os acolheram em suas casas.

Na sexta-feira, encerrando as atividades da JDJ, os jovens puderam rezar e meditar os últimos momentos da vida de Jesus Cristo, com a Via Sacra projetada com várias imagens na fachada do prédio da Câmara Municipal.  Marlom Moreira, jovem da Paróquia São José do Itamarati, disse que a Via Sacra foi importante, “pois, durante a semana são muitos os jovens que ficam à noite neste local e agora trouxemos Cristo para este local. Para mim foi muito importante e marcante este momento de oração”.

Se a Via Sacra emocionou a todos, o que dizer da Vigília, que começou na quadra do Colégio Santa Isabel e terminou em frente a Catedral São Pedro de Alcântara, reunindo mais de cinco mil pessoas. Na quadra, Dom Gregório Paixão, os cantores católicos Dunga e Astromar, responderam perguntas dos jovens.

Após o show de Dunga, o bispo diocesano conduziu a adoração ao santíssimo sacramento, que é a hóstia, onde Cristo se apresenta vivo e seguiu em procissão até a Catedral, passando pelas ruas Doutor Nelson Sá Earp e Koeler. A quadra do colégio ficou lotada e a procissão reuniu mais de cinco mil pessoas, que, com velas acesas, proporcionaram uma beleza única na Cidade Imperial, manifestando publicando sua fé em Cristo.

Postado em Banner principal, CapaComentário (0)

Jovem fica ferido em acidente no bairro de São Pedro

O condutor deste Gol seguia em direção à Rua Governador Portela quando colidiu com uma motocicleta

O condutor deste Gol seguia em direção à Rua Governador Portela quando colidiu com uma motocicleta

– Vítima teve escoriações por todo o corpo e precisou de atendimento de emergência

 

Também no Bairro de São Pedro um acidente envolvendo um carro e uma motocicleta foi registrado pelos agentes de segurança pública de nossa cidade. Desta vez, a colisão foi na Rua Fileuterpe, via de intenso movimento durante boa parte do dia. Assim como no caso da Prata, o motociclista acabou levando a pior, já que sofreu diversos ferimentos pelo corpo, precisando de atendimento médico dos militares do Corpo de Bombeiros.

De acordo com as informações colhidas no local, o condutor do Volkswagen Gol, teria feito uma manobra para acessar a rua ao lado da Igreja Católica de São Pedro, a Governador Roberto Silveira, quando a colisão aconteceu.

Postado em Banner principal, Capa, Cidade, PolicialComentário (0)

Igreja Católica reúne coordenações em Teresópolis

– Assembleia debateu realizações e traçou metas para os próximos anos

Pastorais fizeram reuniões para debater metas a serem alcançadas e dificuldades que surgem no caminho para que os objetivos sejam compridos

Pastorais fizeram reuniões para debater metas a serem alcançadas e dificuldades que surgem no caminho para que os objetivos sejam compridos

Cerca de 1200 pessoas participaram neste sábado, 15, da Assembleia do Plano Pastoral da Diocese de Petrópolis. O evento aconteceu na paróquia de Santo Antônio, no Alto. Os fieis representavam as pastorais e movimentos de todas as 44 paróquias dos quatro decanatos que compõem a diocese. Em pauta, os planos de ação e as estratégias para combater as dificuldades enfrentadas na realidade de cada trabalho realizada pela Igreja Católica. Além das dependências da igreja matriz de Santo Antônio, o encontro aconteceu também nas instalações do colégio São Paulo. O trabalho foi presidido pelo bispo Dom Gregório Paixão.
O dia de trabalho começou com a oração Lectio Divinae presidida pelo Monsenhor Paulo Daher, vigário geral da Diocese, que aos pés de Jesus Sacramentado, conduziu orações pedindo pelas pastorais e movimento, com momentos de gratidão pelos dons e graças recebidos, pedidos de perdão pelos pecados cometidos ao longo da caminhada, por mais fé e sede na busca pela formação pessoal que levará a uma fé mais edificada. A cada oração, o Ministério da Comunidade Magnificat entoava cânticos de reflexão sobre os temas propostos. Após o cântico do Tão Sublime, foi concedida a bênção do Santíssimo Sacramento, seguido das orações pelo Papa Francisco.

Postado em Banner principal, Capa, CidadeComentário (0)

Bispo Dom Gregório realiza visita pastoral à Teresópolis

– Líder dos católicos na Diocese passará o final de semana na Paróquia do Alto

zbispo_visita_crédito_pascom

Durante sua visita pastoral à Paróquia de Santo Antônio, Dom Gregório vai participar de celebrações e visitas às comunidades

Nesta sexta-feira, 8, o bispo Dom Gregório Paixão, da Diocese de Petrópolis, inicia sua primeira visita pastoral ao Decanato São Pio X, ao qual pertencem as paróquias de Teresópolis. O pastor católico ficará durante o final de semana na Paróquia de Santo Antônio, no Alto, onde participa de diversas atividades sociais e pastorais na cidade. Também estão previstas várias celebrações, como a primeira eucaristia de crianças da mesma igreja e ainda missas em locais diferenciados, como o Unifeso e capelas da região.
A Visita Pastoral é uma visita oficial do Bispo que se realiza a cada Paróquia de sua Diocese.  Ela tem como objetivo manifestar a amizade, encontrar pessoas, partilhar a vida, trocar idéias e buscar a mútua ajuda na Diocese. A experiência demonstra que esta é uma das formas de o Bispo manter contatos pessoais com o clero, lideranças e com os outros membros do povo de Deus. É ocasião de reavivar as energias dos operários do Evangelho, louvá-los, encorajá-los e marcar presença. É também oportunidade de agradecer e chamar todos os fiéis à renovação da própria vida cristã, a uma ação apostólica mais intensa.
Com a Visita Pastoral, o Bispo pode avaliar a eficiência das estruturas e dos instrumentos destinados ao serviço pastoral, tomar conhecimento das circunstâncias e dificuldades do trabalho de evangelização. É momento de avaliar como a Paróquia e suas comunidades estão colocando em prática as Diretrizes da Ação Evangelizadora e os compromissos comuns assumidos na Diocese.

Postado em Banner principal, Capa, CidadeComentário (0)

Lideranças católicas se reúnem em Assembleia

Encontro é ponto de partida para trabalho que vai acontecer nas paróquias de toda a Diocese

No último domingo, 1º de setembro, representantes das pastorais e movimentos católicos de Teresópolis reuniram-se no Centro de Atividades Comunitárias – Ceac – na Matriz de Santa Teresa, na Várzea para a Assembleia do Decanato. O evento foi organizado e dirigido pelo Padre Jorge Luiz Pacheco de Medeiros, decano da cidade e serviu como preparação e envio das lideranças para as assembleias paróquias, onde a catequese permanente dos fiéis deverá direcionar os debates que vão acontecer nos próximos dias.

Após a abertura com o Momento Mariano, conduzido pelos Missionários da Comunidade Magnificat, aconteceu uma exposição conduzida pelo Padre Michel Freitas de Souza, que abordou as estruturas das paróquias e a necessidade da organização e de traçar metas e estratégias específicas para que objetivos sejam alcançados.
Em seguida o seminarista Gabriel Costa foi chamado a falar aos participantes, abordando os textos do documento que foi usado para basear o evento “Diretório Geral para a Catequese”. O estudante destacou pontos como a necessidade da catequese permanente, educação litúrgica, formação moral, educação na oração e a vivência da fé em comunidade.
Por fim os representantes de pastorais e movimentos reuniram-se em grupos de trabalho para discutir o que foi apresentado e criar metas para as assembleias paroquiais, onde discutiram as formas em que suas pastorais e movimentos se inserem na missão da Igreja e como colaborar mais efetivamente para sua ampla missão. Conquistas e dificuldades, experiências, objetivos, métodos e conteúdos também foram utilizados na base dos debates.
Nos próximos dias as paróquias da cidade vão organizar suas assembleias, onde os assuntos traçados no encontro regional voltarão a ser debatidos. Todas as conclusões serão levadas para a Assembleia Diocesana, que vai acontecer nos dias 9 e 10 de novembro.

Os trabalhos da assembleia de Teresópolis foram conduzidos pelo Decano, Padre Jorge Luiz, da Paróquia de Santo Antônio

Diocese

O mesmo evento aconteceu em outros decanatos que estão dentro da área da Diocese de Petrópolis. Entre os temas discutidos esta as diretrizes da Igreja para evangelização, o processo de catequese e os elementos da evangelização. No Decanato São Pedro de Alcântara, a assembleia aconteceu à tarde, no Instituto Social São José e contou com a participação de 155 pessoas representando as pastorais, movimentos, grupos e comunidades. A palestra principal foi realizada pelo Padre Renato Gomes de Andrade que falou sobre os eixos da evangelização a partir das diretrizes de ação da Igreja.
O encontro foi aberto e encerrado pelo decano do Decanato, Padre Nerel Quirino, auxiliado pelo diácono permanente, Francisco Assis Borchio, que conduziram a adoração ao Santíssimo, num momento de espiritualidade. Também participaram do encontro diversos padres, religiosos e religiosas do Decanato.
“A importância deste trabalho é criar uma comunhão entre as paróquias e trilhar a mesma estrada. Este encontro também serve para que possamos trocar experiência e ver aquilo que a igreja está nos pedindo para que possamos nortear nossa caminhada por a partir da diretriz da Igreja”, comentou Padre Nerel.
No Decanato Nossa Senhora do Amor Divino a assembleia teve inicio às 8h com a participação de 120 pessoas de diversas paróquias do Decanato. A palestra foi realizada por Verônica de S. Jordão fundadora da Comunidade Mater Dolorosa de Jerusalém, que falou sobre Os elemento da evangelização.
Os representantes das paróquias participaram na parte da tarde da conclusão das perguntas e em seguida participaram da adoração ao Santíssimo Sacramento e da missa. Estiveram presentes os Diáconos permanentes: Flávio (Cebolas), João Henrique, Cláudio Portilho, Padre Antônio Carlos, Padre Tiago José, Padre Tiago de Freitas, Padre André (Madame Machado), Padre Fabiano, Padre Amaury.

Postado em Banner principal, CidadeComentário (0)

Doações de passageiros chegam aos idosos

Diretores e funcionários da Viação Dedo de Deus fizeram a entrega de peças ao Asilo São Vicente de Paulo e ao Lar Tia Anastácia

– Viação Dedo de Deus entrega donativos para asilos de Teresópolis

 

A campanha do agasalho organizada pela Viação Dedo de Deus rendeu seus primeiros frutos nesta terça-feira, 16. Funcionários e diretores da empresa visitaram os dois asilos beneficentes da cidade para doar parte das roupas arrecadadas na coleta. Até agora mais de 1600 peças de roupa já foram doadas nos ônibus. A campanha segue até o final do mês de julho. Para doar basta levar até qualquer um dos ônibus que circulam pela cidade e colocar em um recipiente que foi especialmente preparado para este fim. Uma das primeiras instituições beneficiadas foi o Asilo São Vicente de Paulo, em São Pedro, que recebeu mais de 200 unidades de agasalhos.
O asilo São Vicente de Paulo atende atualmente 40 idosos, sendo 23 mulheres e 17 homens. A instituição foi crida pelos vicentinos, grupo ligado à Igreja Católica. “Apesar de ser uma instituição fundada pelos vicentinos, nós abrigamos idosos de todos os segmentos religiosos, sem preconceito nenhum”, garante o gerente Nei Nascimento.

O Asilo São Vicente de Paulo recebeu mais de 200 agasalhos doados pelos usuários dos ônibus e repassados pela direção da Viação Dedo de Deus

Precisam de carinho

Segundo ele, muito mais do que doações físicas, os idosos atendidos necessitam principalmente de carinho. “É importante que a sociedade venha nos conhecer e participar, porque a maior doação que a gente precisa hoje é de carinho, de doação humana, do contato. A maioria dessas pessoas não tem família, não tem ninguém. Nós, funcionários da casa é que somos os parentes deles, que damos atenção, conversamos e brincamos”, revela.
Nei Nascimento agradece o carinho e as doações. “Nós agradecemos muito à Viação Dedo de Deus que veio nos ajudar e compartilhar conosco o carinho com essas pessoas que merecem tanto, que já fizeram tanto pela cidade e que hoje estão aqui”.
Segundo Nei, quem quiser visitar ou levar contribuições só precisa ir até a instituição, que fica na Rua São Vicente de Paulo, 151 (ao lado do Colégio Presidente Bernardes) no bairro de São Pedro, de segunda á sexta-feira, das 9h às 17h. Em casos de visitas em grupo, o ideal é agendar pelo telefone 3641-4287.

Gratidão aos usuários

Segundo assistente social Luiza Helena Gonçalves, coordenadora de Responsabilidade Social da Viação Dedo de Deus, a campanha só é um sucesso por conta da adesão dos usuários. “Estamos mais uma vez com a campanha e chegamos às 1600 doações. Estamos felizes e agradecemos a todas as pessoas que têm feito essas doações e que são canais de bênçãos para a vida dessas pessoas”, reconhece.
Segundo Luiza, as doações são recolhidas durante o dia e separadas pela equipe da VDDL. Os donativos arrecadados foram levados também para a Mansão dos Velhinhos, em Pimenteiras. Outros locais que vão receber os agasalhos são o Lar Tia Anastácia, Associação Nova Vida Camd, Igreja de Santa Rita, Casa Filhos do Coração e Nosso Lar Casa Espírita.

 

Postado em Banner principal, CidadeComentário (0)

Missas e procissões marcam feriado de Corpus Christi

Monsenhor Antônio fala aos fiéis durante a celebração na Matriz de Santa Teresa: sacerdote destacou a importância da data para os católicos e convidou todos a exercitar a caridade e a doação aos irmãos

Católicos celebram com festa a Solenidade do Corpo de Sangue de Jesus Cristo

 

O feriado de Corpus Christi foi celebrado pelos católicos de Teresópolis em todas as paróquias da cidade. A celebração litúrgica dedicada à Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo prevê a celebração de missa seguida de procissão, onde o Santíssimo Sacramento é conduzido por ruas e praças com os fiéis cantando e rezando. Em Teresópolis uma celebrações mais concorridas foi a da Matriz de Santa Teresa, na Várzea. Desde as primeiras horas do dia, antes do sol sair, fiéis se reuniram na Praça Baltasar da Silveira para confeccionar o tradicional tapete, utilizando matérias primas como serragem, borra de café, sal, flores e tinturas.
A celebração na Matriz foi presidida pelo Monsenhor Antônio Carlos e concelebrada pelo padre Dauth Cordeiro. A matriz ficou completamente tomada pelos fiéis, que participaram da celebração com cantos, louvores e orações. Em sua homilia, Monsenhor Antônio lembrou da importância do culto ao Santíssimo Sacramento, lembrando que esse culto só acontece nas Igrejas Católicas e Ortodoxas do Mundo inteiro. Referindo-se ao Evangelho do dia, que cita o milagre da multiplicação dos pães e dos peixes, o padre lembrou aos fiéis a importância de se dar ao próximo e o de servir aos que nos procuram.

Durante a procissão os católicos são chamados a manifestar sua fé na presença de Jesus Cristo na Hóstia Consagrada, conduzia no Ostensório

Procissão

Após a celebração, aconteceu a tradicional procissão. Saudado pelos sinos da torre da Matriz, o cortejo se concentrou na própria praça da Matriz, tendo à frente o Padre Jorge Luiz, pároco da Igreja de Santo Antônio e decano da cidade de Teresópolis. Padre Jorge conduziu as orações e citações, enquanto músicos animavam os fiéis com cânticos tradicionais. A procissão seguiu pela Avenida Delfim Moreira, depois Parque Regadas, Lúcio Meira, Rua Délcio Monteiro, novamente Delfim Moreira e retornou à Praça da Matriz, onde foi dada a bênção do Santíssimo aos fiéis.

Corpus Christi – Festa baseada em tradições católicas. É realizada na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes. É uma “Festa de Guarda”, isto é, para os católicos, é obrigatório participar da Santa Missa neste dia, na forma estabelecida pela conferência episcopal do país respectivo. A procissão pelas vias públicas, quando é feita, atende a uma recomendação do Código de Direito Canônico (cânone 944) que determina ao bispo diocesano que a providencie, onde for possível, “para testemunhar publicamente a adoração e a veneração para com a Santíssima Eucaristia, principalmente na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo”.

 

Postado em Banner principal, CidadeComentário (0)

Católicos de Teresópolis celebram Corpus Christi

Na procissão, o ostensório é conduzido pelas ruas e praças de todas as paróquias da cidade

– Feriado lembra a instituição e a importância da Eucaristia na Igreja

Neste feriado de Corpus Christi os católicos do mundo inteiro celebram e honram o sacramento da Eucaristia, que é a presença de Jesus Cristo vivo na hóstia consagrada. A data é marcada por missas em todas as igrejas, seguida de procissões onde o ostensório com o Corpo Eucarístico é conduzido pelas ruas. Normalmente são confeccionados tapetes no solo para a passagem do cortejo.

Em Teresópolis as paróquias da cidade prepararam a celebração para diferentes horários. Na maior parte delas a missa será encerrada com a procissão.

Padre Thiago de Freitas, da Igreja de Santo Antônio: “É o dia no qual honramos o Sacramento da Eucaristia, o principal que temos na Igreja Católica”

Honrar o Santíssimo Sacramento

De acordo com o Padre Thiago de Freitas, vigário da Paróquia de Santo Antônio, no Alto, o feriado é uma oportunidade de honrar o Santíssimo Sacramento. “É um feriado no qual honramos o Sacramento da Eucaristia, que é o principal que temos na Igreja Católica. Se fez feriado para que todos possam comparecer à Santa Missa e à Procissão”, explica. Segundo o Padre, essa é a única celebração dentro da liturgia que é continuada com a manifestação externa de fé. “Toda vez que se celebra a Missa, se pede para que dentro do possível seja feita a procissão”, explica.
Atração à parte dentro da fé dos católicos, os tapetes ornamentais que são feitos no trajeto do Santíssimo remontam a tradição da igreja. “Esses enfeites remontam desde a criação da festa de Corpos Christi. Ela foi criada no Século XIII pelo Papa Urbano IV diante de um milagre. Na hora da consagração, começou a escorrer sangue da Hóstia. Esse sangue caiu no corporal (toalha de pano usada no altar durante o Rito Eucarístico). Essa relíquia foi retida e o Papa pediu que ele fosse levado em procissão de uma cidade para outra”, explica o Padre. Segundo Freitas, depois do milagre foi instituída a festa em todo o mundo. “Com isso veio a tradição de enfeitar as ruas e acolher o Senhor que passa. Há também passagens bíblicas, quando Jesus entrou em Jerusalém e as pessoas estendiam mantos e palmas para servir de caminho. Então isso é feito em cada cidade, de acordo com a realidade do local. Regiões praianas costumam usar. Aqui em Teresópolis costumamos usar pó de serra. Há lugares que usam plantas”, detalha.

Há alguns anos o dia de Corpus Christi era celebrado com um grande evento no ginásio Pedrão. Segundo o sacerdote, a Igreja viu a necessidade de ampliar os horários e opções para que todos os fiéis compareçam. “Na verdade essa mudança ocorreu há alguns anos atrás para poder facilitar as pessoas de cumprirem o preceito, porque neste dia todos os católicos devem ir à Missa. Antes havia a procissão e a celebração única no Pedrão e muitos não podiam ir. Por isso se procurou fazer nas paróquias para facilitar a participação de todos”, justifica.

Os tradicionais tapetes são preparados em honra ao Corpo de Jesus no Santíssimo Sacramento

Celebrações nas igrejas

A Matriz de Santo Antônio, no Alto, terá Missa às 16h seguida da Procissão. Na igreja do Sagrado Coração de Jesus, na Barra, estão confirmadas missas as 10h e 18h, sendo que não foi divulgado horário de procissão. Na Igreja de Santa Rita, no Meudon, a procissão será iniciada às 17h e ao fim será celebrada a Missa. A de São Cristóvão, em Fonte Santa, terá Missa às 9h e depois o cortejo. Já a paróquia de São José e São Charbel, em Pessegueiros, terá missa na matriz às 9h seguida de procissão. Na igreja de São Judas, em Agriões, a celebração será às 16h e depois haverá a procissão. A igreja de São Pedro terá a Missa as 16h. Na igreja Matriz de Santa Teresa serão celebradas Missas às 8h, 11h e 19h, sendo que haverá procissão após a Missa das 11h.

 

Postado em CidadeComentário (0)

Jovens católicos participam de Missa na Pedra do Sino

Jovens reunidos a 2.275 metros de altitude para rezar pela JMJ e pela cidade de Teresópolis

– Presidida pelo Padre Thiago de Freitas, celebração fez parte da preparação para a JMJ

 

No último sábado, 18, dezenas de jovens das mais diversas paróquias de Teresópolis participaram de mais um evento preparatório para a Jornada Mundial da Juventude. Eles percorreram os 12 quilômetros da trilha de acesso à Pedra do Sino – ponto mais alto da Serra dos Órgãos – onde participaram de uma missa. A celebração foi presidida pelo Padre Thiago de Freitas.
A organização classificou a atividade com um Bote Fé especial. Os jovens reuniram-se às 5h30 da madrugada na portaria do Parque Nacional da Serra dos Órgãos e iniciaram a subida. Durante a caminhada alguns aproveitaram para recitar o Santo Rosário e meditar as estações da Via Sacra. Jaculatórias eram incentivadas em vários momentos para servir como meditação e oração comum. Toda dificuldade oferecida pela subida e seus percalços foi oferecido como sacrifício pessoal pela Jornada e pelos jovens de Teresópolis.

A chuva fina e o frio não foram empecilhos para a celebração que aconteceu na Pedra do Sino no último sábado

No Marco Zero

Após cerca de seis horas de caminhada, o grupo chegou ao ponto culminante por volta do meio-dia. O altar para a celebração foi montado no Marco Zero a 2.275 metros de altitude, e a missa começou a ser celebrada às 13h. Chovia fino no cume e o frio era intenso. Mesmo assim os jovens se mantiveram animados e em oração. Durante a Santa Missa, as orações foram dedicadas à cidade de Teresópolis, seus dirigentes, políticos e por toda a juventude local. Foi feita ainda a consagração do município a Nossa Senhora do Amor Divino, padroeira da Diocese. Após a celebração, começaram os preparativos para o retorno.
Além dos muitos jovens que fizeram parte do grupo, pessoas de mais idade também acompanharam a caminhada. Chamou atenção a solidariedade a esses irmãos. Principalmente na descida, quando muitos já estavam cansados e esgotados pelo trajeto e sua dificuldade. Foi momento de experimentar a caridade no real sentido, seja através de uma mão estendida para ajudar o outro ou por um cantil com água fresca para amenizar a sede.

Com a pedra do ‘Marco Zero’ servindo como altar, Padre Thiago faz a consagração do Corpo de Cristo presente na Hóstia Consagrada

JMJ e Semana Missionária

A Jornada Mundial da Juventude vai acontecer de 23 a 28 de julho no Rio de Janeiro, ocasião em que o Papa Francisco estará no Brasil no encontro com os jovens de todo o planeta. São aguardados mais de dois milhões de jovens – entre brasileiros e estrangeiros – para o evento. A JMJ acontece a cada dois ou três anos e o Rio de Janeiro foi escolhido como sede pelo Papa Emérito Bento XVI.
Antes da JMJ, de 16 a 22 de julho, acontece a Semana Missionária, quando os peregrinos e missionários estrangeiros vão visitar várias cidades e localidades para realizar missões e participar de atividades nas paróquias e capelas. A Diocese de Petrópolis estima que os quatro decanatos recebam ao todo 12 mil jovens peregrinos. Os visitantes serão acolhidos por famílias que os hospedarão e darão orientações sobre como aproveitar a experiência de fé na cidade, além dos roteiros culturais, de turismo e da missão de evangelização previstos para a semana.Teresópolis está incluída nesta previsão e deverá receber mais de mil visitantes, a maioria venezuelanos, durante o evento. Eles vão participar de atividades nas paróquias locais, visitas a pontos turísticos, missões em comunidades carentes e vivenciar o dia a dia da cidade. Neste período, ficarão hospedados nas casas das famílias acolhedoras, previamente inscritas. No final, retornam para o Rio de Janeiro onde encontram com o Papa Francisco.

 

Postado em Banner principal, CidadeComentário (0)

Padre Michel é nomeado pároco em Fonte Santa

Bispo ministra o sacramento durante cerimônia na Igreja Matriz de São Cristóvão, em Fonte Santa

– Bispo Dom Gregório ministra Sacramento da Crisma e surpreende comunidade com a notícia

A noite da última quinta-feira, 16, foi duplamente festiva para os fiéis da Paróquia de São Cristóvão, em Fonte Santa. Além de celebrar a Confirmação na Fé, através do Sacramento da Crisma ministrado em 19 pessoas, a comunidade foi surpreendida com a noticia de que o vigário da igreja, Padre Michel Freitas de Souza, foi nomeado pelo bispo Dom Gregório e pela Cúria Diocesana como novo pároco. O cargo até então era administrativamente ocupado pelo Padre Adilson Manoel de Assumpção, que cumpre suas funções pastorais na Igreja de Santa Teresa. Michel, a cerca de oito meses trabalhando com a comunidade, já cuidava de todos os trabalhos da paróquia.

Dom Gregório com os crismados da Paróquia de São Cristóvão

Importância do Sacramento

A noite começou com a celebração da Crisma. Dezenove paroquianos, entre jovens e adultos, participaram da Missa presidida pelo Bispo e concelebrada pelo Padre Michel. Na homilia, o pastor católico salientou a importância do Sacramento que seria ministrado, fazendo uma alusão aos muitos sinais em que os fiéis são chamados e conviver no seu testemunho diário. Depois o Bispo conduziu o momento de renúncia dos crismandos, que foram chamados a renovar as promessas batismais e a renunciar ao pecado e ciladas do demônio. Depois, Dom Gregório e Padre Michel impuseram as mãos sobre os candidatos à Crisma, orando pelo envio do Espírito Santo e seus dons. Finalmente o Bispo ungiu a fronte de cada um dos novos crismados.

Após a cerimônia, a surpresa: bispo nomeia Padre Michel como novo pároco da Igreja de São Cristóvão

Surpresa

A celebração seguiu seus ritos normais, até o momento final, onde o bispo pegou um envelope dizendo que ia ler uma carta para os jovens. Na verdade, Dom Gregório sacou do envelope a nomeação do Padre Michel, que ficou visivelmente emocionado com a surpresa. Os fiéis comemoraram com uma calorosa salva de palmas. Visivelmente emocionado pela surpresa, o sacerdote foi chamado a confirmar sua crença na Igreja Católica e sua obediência à instituição, assim como o compromisso de guiar o rebanho dentro das regras do catolicismo. A nomeação foi assinada pelo bispo e por vários fieis que acompanhavam a cerimônia. Dom Gregório justificou a a nomeação declarando que o padre já havia mostrado a devida competência para administrar a igreja e também os fieis e pediu que o povo orasse pelo seu pastor.
Antes de encerrar a cerimônia, Dom Gregório deu sua bênção pastoral ao povo e conduziu momentos de adoração e passeio do Santíssimo Sacramento, que está exposto à uma semana no Cerco de Jericó. Depois o bispo se confraternizou com os crismandos, tirando as tradicionais fotografias.

 

Postado em CidadeComentário (0)

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...