Tag Arquivo | "Janir Marques"

Exigência de atestado para atividade física pode ser flexibilizada

Janir Marques, profissional de educação física, destaca a importância da avaliação de um médico para oferecer segurança ao aluno

Janir Marques, profissional de educação física, destaca a importância da avaliação de um médico para oferecer segurança ao aluno

– Personal trainer discorda da novidade e destaca importância da avaliação médica

A exigência de atestado médico para que seja autorizada a prática de atividades físicas e esportivas em clubes e academias poderá ser flexibilizada. A Comissão de Assuntos Sociais do Senado (CAS) está pronta para votar projeto de lei (PLS 242/2015) do senador Romário (PSB-RJ) que trata do tema. De acordo com o texto, o atestado será obrigatório somente quando o praticante responder afirmativamente alguma das perguntas do “Questionário de Prontidão para Atividade Física”, previsto pela proposta. Se por um lado os políticos querem deixar a questão mais flexível, os profissionais de educação física discordam e destacam a importância da avaliação médica para a segurança do praticante de atividade física.

Na justificação do Projeto de Lei, o senador Romário diz que “A preocupação com a saúde é primordial para qualquer pessoa que deseja iniciar uma atividade física, mas não é crível que tal responsabilidade seja delegada somente aos estabelecimentos voltados à prática desportiva, ou ao profissional que presta esse serviço, uma vez que o praticante é o maior interessado em resguardar a sua saúde”.

O relator do projeto, senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), avaliou que a necessidade de consultar um médico antes de iniciar exercícios físicos pode ser um fator de desestímulo. Por outro lado, ponderou que o atestado só deve ser dispensado caso o praticante goze de boa saúde e não tenha um histórico médico que recomende exames prévios ao início das atividades. Assim, optou por recomendar a aprovação da proposta de Romário.

 

Profissional  discorda do projeto

Se por um lado os homens públicos querem amenizar a vida dos praticantes, por outro, profissionais de educação física são contrários à queda da exigência. O personal trainer Janir Marques afirma que a avaliação médica é de suma importância para o candidato à prática de atividade física. “Acho que o respaldo médico é muito importante para o aluno. Quando a gente pede o atestado, o médico observa as características daquele paciente e checa se ele está apto a praticar aquela atividade. Isso é bom para qualquer pessoa. Logicamente temos respaldo também, enquanto empresa ou mesmo profissional, se algo acontecer com o aluno durante a prática. Mas o médico é o profissional mais gabaritado para isso”, opina.

Na avaliação de Janir, são raros os casos de óbitos de praticantes de atividades físicas. “São raros os casos, se levar em consideração o público que nós atingimos. Porém, isso pode acontecer, ninguém está livre. Então o respaldo médico vem para isso, para ver se a pessoa está realmente apta para aquela atividade. Juntamos esse laudo à nossa avaliuação física para que possamos encontrar possíveis traços de risco”, revela.

O professor vai além e diz que esse atestado deve ser emitido por um especialista, seja clínico geral ou cardiologista. “O corpo de cada pessoa responde de forma diferente numa atividade física. Acho fundamental que as pessoas tenham consciência de que essa exigência não é apenas uma exigência burocrática da academia, mas algo importante para a segurança do praticante. Acho que o atestado deveria continua sendo obrigatório nacionalmente. Recomendo inclusive que as pessoas sejam mais conscientes em obter esse documento. Que não seja uma mera obrigação para entrar na academia, mas sim para saber qual seu limite. E se houver determinada limitação, essa orientação médica pode auxiliar no trabalho que será desenvolvido para que o aluno evolua dentro daquele quadro e fique ainda mais saudável”.

 

A recomendação vai continuar

Segundo o profissional Janir Marques, mesmo se a lei entrar em vigor, os profissionais de educação física devem continuar recomendando que o aluno busque a avaliação médica. “Acho importante orientar nesse sentido. Mesmo que vigore a lei, nosso papel é de educar, conduzir esse condicionamento físico para a prática de uma boa atividade. Não deve parar só na primeira avaliação, mas depois ouvir outros profissionais como nutricionista, que vai orientar sobre a alimentação e um fisioterapeuta, que pode ser chamado em caso de uma lesão. Tudo deve ser agregado dentro dessa área de saúde para o bem estar do praticante. É minha visão e da empresa que trabalho também”, garante.

Segundo a Lei que tramita no Senado, além do preenchimento do Questionário de Prontidão para Atividade Física, será exigida a assinatura pelo interessado do Termo de Responsabilidade para a Prática de Atividade Física, seja para iniciar ou mudar o nível ou carga do exercício. Se o praticante for menor de idade, os formulários deverão ser preenchidos e assinados pelo responsável legal.

Na hipótese de resposta afirmativa a alguma das perguntas do questionário, o futuro aluno deverá apresentar o atestado médico de aptidão física, que será arquivado em sua ficha cadastral. O preenchimento desse formulário de dez perguntas, como observou Crivella, permitirá a triagem entre aqueles que devem se submeter a exames médicos adicionais e os que podem praticar atividades físicas sem maiores riscos.

Depois da deliberação pela CAS, a proposta será submetida à votação final na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

Postado em Banner principal, CapaComentário (0)

Fim do carnaval causa fuga das academias de Teresópolis

Muita gente acaba desanimando de praticar exercícios após o período do carnaval e perde o condicionamento conquistado

– Personal trainer alerta que prática de exercícios físicos deve continuar por todo o ano

Muitas pessoas só se preocupam em praticar atividades físicas quando o verão está se aproximando e apenas mantém a rotina de exercícios para manter uma boa forma física até a época de carnaval. Esse tipo comportamento não permite resultados que sejam ao mesmo tempo duradouros e benéficos para a saúde.

As atividades físicas precisam se realizadas de uma forma regular durante todo o ano e, de acordo com o personal trainer Janir Marques, as estações mais frias são as que proporcionam melhor rendimento, por conta do menor desgaste. Seja qual for o tipo de exercício ou a finalidade do praticante, é necessário ter a consciência de que um trabalho a longo prazo é muito mais proveitoso ao proporcionar resultados melhores e mais consistentes, tanto para a saúde, quanto para o rendimento.

Janir Marques destacou que a prática de atividades físicas deve ser algo constante para não ter problemas no retorno

Prejuízo pra saúde

Essa fugida das academias no pós-carnaval, relaxando com os exercícios físicos muitas vezes acaba causando até um prejuízo para a saúde. Além disso, a parada prolongada faz com que o recomeço exija ainda mais esforço para chegar ao objetivo.
Nossa equipe de reportagem foi até a academia New Limit para conversar com Janir que explicou como ele tem visto essa movimentação nesta época do ano: “Acho que as pessoas normalmente sentem que atingiram seu objetivo para o verão e para o carnaval, mas esse é um trabalho que você vem fazendo por um período para chegar até o carnaval, e daqui para a frente, eu considero que seja um período ainda mais importante para manter o treino, já que daqui para frente a gente entra em um período mais frio, onde as pessoas fogem mesmo da academia, a gente sabe disso, percebemos esse movimento especialmente nos períodos de junho e julho, que são os meses mais fracos dentro da academia, que só se recupera lá para setembro, que é quando volta a esquentar, e o pessoal sempre pensando no verão. É uma preocupação que a gente tem hoje e que realmente acontece, a gente percebe essa queda na academia por conta do carnaval”.

Rotina necessária

Depois de um treinamento intenso, dedicando muito tempo e esforço para melhorar o físico, qualquer parada prolongada poder gerar uma série de dificuldades para aqueles que retornam: “O treinamento tem que ser pensado que existe um período de adaptação, de cerca de um mês, e você parando por duas, três semanas, vai haver um retrocesso no trabalho, começa tudo do zero. Se é feito um trabalho ao longo de um ano, há uma parada no carnaval, para voltar somente em agosto, por exemplo, perde-se todo o trabalho feito. Para que se tenha uma rotina de treino, para a qualidade de vida, já que o objetivo da pessoa por mais que seja estético ele acaba tendo um ganho de saúde e de qualidade de vida. Agora é a melhor época, no inverno tem menos calor, o desgaste para a realização do treino é menor, mas a pessoa rende mais durante o treino. São vários fatores, que podem compensar a preguiça que as pessoas podem ter, mas tem que levar em consideração que este é o melhor período para fazer o treino para chegar bem no próximo Carnaval”.

As academias tendem a demorar a encher novamente depois do carnaval

Aulas coletivas

Para quem pensa em fugir da academia por ter enjoado da rotina, há uma boa solução apresentada pelo Janir: “A solução é a pessoa conversar com o professor dela e buscar outras soluções, eu costumo indicar aulas coletivas, quando a pessoa deu uma desmotivada da musculação, pode fazer uma localizada, que é ritmada, com música, spinning, e outras tantas atividades coletivas. O legal é buscar alternativas dentro da academia e não fugir, porque se parar um mês é como se não tivesse feito nada, infelizmente. E se tentar voltar depois, vai ter que passar novamente por um período de adaptação que é o mais chato da academia.
Ele destaca ainda que as pessoas precisam ter a mente focada nos benefícios a longo prazo, portanto o recado importante é não desanimar: “Não desanime. vem conversar com a gente que vamos dar um jeito de mudar tudo, faz um outro esquema, buscando uma nova forma de melhorar o treino para tentar motivar mais para que a pessoa não desista mesmo. O essencial, agora, é não desistir, manter o ritmo de treino que este é o melhor período de treino, e não vamos perder o foco, porque o Carnaval 2013 já foi, tem agora o verão 2014 que a gente tem que buscar.

Postado em Banner principal, SaúdeComentário (0)


Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...