Tag Arquivo | "mulher"

Telhado desaba em pedestre no bairro do Alto

Bombeiros atenderam mulher e a encaminharam para o HCT

Bombeiros atenderam mulher e a encaminharam para o HCT

– Cobertura ficava na entrada da Secretaria de Desenvolvimento Social

Uma mulher ficou ferida após ser atingida por pedaços do telhado localizado na entrada da Secretaria de Desenvolvimento Social, na Avenida Alberto Torres, no Alto. O acidente aconteceu na manhã desta quinta-feira, quando a vítima saía do local e um veículo de carga atingiu a cobertura, a fazendo desmoronar parcialmente. O caminhão fazia uma manobra na calçada. Atingida na cabeça, a vítima foi atendida pela equipe médica do Corpo de Bombeiros e levada para o pronto socorro do Hospital das Clínicas.

 

 

Postado em Banner principal, Capa, Cidade, PolicialComentário (0)

Mulher atropelada no Alto

Vítima foi socorrida pela equipe médicado Corpo de Bombeiros e encaminhada para o HCT

Vítima foi socorrida pela equipe médicado Corpo de Bombeiros e encaminhada para o HCT

– Vítima estava descendo de uma moto quando foi atingida

 

Uma mulher foi atropelada na manhã da última terça-feira no Bairro do Alto quando estava descendo de uma motocicleta em que pegou uma carona. Por conta do acidente, o Corpo de Bombeiros teve que ir até ao local para fazer atendimento à vítima.

O acidente ocorreu na Avenida Oliveira Botelho, esquina com a entrada para o bairro da Granja Guarani. De acordo com o que  foi apurado pela reportagem, uma mulher de aproximadamente 30 anos, residente no bairro da Granja Guarani tinha acabado de desembarcar de uma moto, Honda Biz de cor prata, onde tinha pego uma carona, e em seguida foi atingida por um carro. O condutor de um Ford Courier, de cor prata estava fazendo uma manobra para deixar o bairro da Granja Guarani e acessar a Avenida Oliveira Botelho quando teria passado com uma das rodas sobre o pé da mulher.

Postado em Banner principal, Capa, Cidade, PolicialComentário (0)

Secretaria da Mulher celebra criação da Lei Maria da Penha

A advogada Marlene Scofield presta apoio jurídico gratuito às mulheres que buscam ajuda na Secretaria dos Direitos da Mulher

A advogada Marlene Scofield presta apoio jurídico gratuito às mulheres que buscam ajuda na Secretaria dos Direitos da Mulher

Data é comemorada com ação de conscientização nas principais ruas do centro

Com o objetivo de disseminar o conhecimento e motivar as mulheres a fazer valer os seus direitos, a Secretaria dos Direitos da Mulher de Teresópolis realizou, na última semana, uma ação de conscientização nas principais ruas do Centro. Há oito anos, a população brasileira feminina é protegida por um uma legislação específica que oferece condições para superar a violência doméstica e familiar. É a Lei Maria da Penha, que configura um marco na conquista dos direitos femininos, oferecendo proteção e garantias às mulheres.
Instituída em todo o Brasil, a Lei Maria da Penha visa aumentar o rigor das punições das agressões contra mulheres quando ocorridas no âmbito doméstico ou familiar. O trabalho de conscientização, cada vez maior, favorece a transformação de valores e comportamentos, além de dar  importância à lei e à representatividade feminina no cotidiano, combatendo a violência, o assédio sexual e a agressão sofrida em casa e no ambiente de trabalho.
“A divulgação é fundamental, pois facilita o acesso da mulher que sofre com a violência. No decorrer do ano, a Secretaria da Mulher faz ações de conscientização, principalmente nas escolas da rede pública. E no mês de agosto, quando se comemora a criação da lei, fazemos a panfletagem para lembrar essa conquista. É fundamental a mudança cultural para a erradicação da violência contra as mulheres”, disse a secretária da pasta e primeira-dama, Alessandra Rosa.

Lei Maria da Penha
A Lei 11.340/2006 foi criada em homenagem a Maria da Penha Maia Fernandes, que durante 23 anos sofreu agressões físicas e tentativas de homicídio por parte do marido; uma delas ocasionou a perda dos movimentos de suas pernas.
Ela alterou o Código Penal Brasileiro e possibilitou que os agressores de mulheres, no âmbito doméstico ou familiar, sejam presos em flagrante ou tenham sua prisão preventiva decretada, não podendo mais serem punidos com penas alternativas. A legislação também aumenta o tempo máximo de detenção previsto de 1 para 3 anos. A legislação ainda prevê medidas como a saída do agressor do domicílio e a proibição de sua aproximação da mulher agredida.
A Lei entrou em vigor no dia 22 de setembro de 2006 e já no dia seguinte o primeiro agressor foi preso, no Rio de Janeiro, após tentar estrangular a ex-esposa. Antes das modificações, na maioria dos casos os agressores eram punidos apenas com a obrigatoriedade de doação de cestas básicas ou a realização de trabalhos comunitários.

Postado em Banner principal, Capa, CidadeComentário (0)

Mais divulgação sobre importância da mamografia

 “A mamografia, se feita muito cedo e sem acompanhamento, pode prejudicar mais do que ajudar, porque houve um avanço muito grande nos medicamentos, que estão mais potentes”, atenta a presidente do colegiado, deputada Inês Pandeló (PT) (Foto: Yago Barbosa)

“A mamografia, se feita muito cedo e sem acompanhamento, pode prejudicar mais do que ajudar, porque houve um avanço muito grande nos medicamentos, que estão mais potentes”, atenta a presidente do colegiado, deputada Inês Pandeló (PT) (Foto: Yago Barbosa)

– Comissão da Alerj vai sugerir a criação de cartilhas para esclarecer procedimento

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) vai sugerir ao Ministério da Saúde que faça uma cartilha informando sobre os exames de mamografia, suas aplicações e a faixa etária a que se destina. A presidente do colegiado, deputada Inês Pandeló (PT), explicou a importância da ação. “A mamografia, se feita muito cedo e sem acompanhamento, pode prejudicar mais do que ajudar, porque houve um avanço muito grande nos medicamentos, que estão mais potentes. Essa idade, entre 50 e 59 anos, está mais propensa, mas todos poderão fazer o exame”. O tema foi abordado durante audiência da Comissão na última quarta-feira, dia 30.
A faixa etária de 50 a 59 anos foi estabelecida pela portaria 1.253/13, do Ministério da Saúde, que prevê novas regras nos exames de mamografia realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O oncologista do Instituto Nacional do Câncer (INCA) Ronaldo Corrêa explicou que, apesar de dar preferência para pessoas nesta faixa, as demais não serão excluídas do exame. “O que a portaria colocou foi a explicação de que a prioridade seria da população entre 50 e 59 anos. A população fora dessa faixa etária vai continuar sendo paga, mas dentro dos limites do teto de financiamento do estado e do município. Esse teto é estabelecido em função dos últimos quatro anos, com base na quantidade de exames que foram liberados. A única diferença é que a faixa prioritária não tem limite de realização de exames”, frisou Corrêa, que também atentou para a importância dos exames clínicos, como o exame do toque, que pode diagnosticar nódulos nas mamas.
A psico-oncologista Glaucia Pino defendeu que é preciso levar informação para as mulheres, fazendo com que o grande medo do câncer seja desmistificado, que conheçam as novas formas de tratamento e se tranquilizem. “Ficou muito estigmatizado nas pessoas que o câncer mata. Mas com o avanço de novos medicamentos, exames de imagem, mamografia, existe uma forma mais amena de se tratar isso. Não é todo esse monstro que achamos que o câncer é”, defendeu. Também participou da audiência a deputada Rosângela Gomes (PRB).

Postado em Banner principal, Capa, CidadeComentário (0)

Mamógrafo Móvel já está atendendo em Teresópolis

A coordenadora da unidade, Simone Vasconcelos, garante que o Mamógrafo que veio para Teresópolis tem capacidade de realizar até 80 mamografias por dia

A coordenadora da unidade, Simone Vasconcelos, garante que o Mamógrafo que veio para Teresópolis tem capacidade de realizar até 80 mamografias por dia

Equipamento fica na cidade até 14 de maio. Atendimento deve ser agendado na Secretaria de Saúde

Resultado de articulação das secretarias municipais de Saúde e dos Direitos da Mulher junto ao setor de imagem do Governo do Estado, já está prestando atendimento em Teresópolis o Mamógrafo Móvel da Secretaria Estadual de Saúde. A unidade, que também atenderá pacientes de municípios vizinhos, ficará instalada até o dia 14 de maio no Centro Materno Infantil, na antiga Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima (Avenida Lúcio Meira, 1130, na Várzea).
A unidade é coordenada por Simone Porto de Vasconcellos. Segundo ela, o atendimento deve ser agendado na Secretaria de Saúde (que fica na Rua Júlio Rosa, 366, na Tijuca). “Os pacientes devem levar os pedidos no setor de Marcação de Exames, onde será feito o agendamento”, explica a funcionária. O setor funciona de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. Destinado para o atendimento às mulheres, o mamógrafo vai realizar os procedimentos de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h; e aos sábados, das 8h às 15h.
De acordo com Simone, o aparato tem capacidade de realizar até 120 atendimentos por dia. “Podemos realizar até 80 mamografias e até 40 ultrassonografias por dia”, garante.
A estrutura trazida para Teresópolis conta com uma carreta onde são feitas as mamografias em dois aparelhos. Há também uma sala para atendimento e triagem dos pacientes. Neste mesmo espaço são feitos os procedimentos com o ultrassom.
Segundo a responsável, a estrutura montada tem capacidade para realizar exames além das mamografias. “Podemos fazer também as ultrassonografias de abdome total, transvaginal, da mama e da tireóide. Também temos capacidade para realização de biópsias, caso o médico ache necessário. Isso agiliza o atendimento e evita perda de tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento”, explica.
Para o agendamento é preciso apresentar o pedido médico do exame, inclusive os que precisam de formulário especial, além de original e cópia da carteira de identidade, CPF, cartão do SUS e do comprovante de residência (conta de água, luz ou de telefone).
A unidade móvel foi inspirada nos Tomógrafos e Ressonância Magnética Móveis, projetos da Secretaria de Estado de Saúde (SES) que já realizaram, juntos, mais de 110 mil exames desde 2009. Assim como nos dois serviços, o Mamógrafo Móvel foi instalado numa carreta especial, que é composta por dois mamógrafos, um aparelho de ultrassonografia e sistema informatizado que permite a avaliação e a liberação do laudo na unidade. A iniciativa visa, principalmente, o diagnóstico precoce do câncer de mama, tipo mais comum entre mulheres no Brasil, que registra cerca de 13 mil mortes por ano de biópsias mamárias.
Os agendamentos dos serviços de mamografia e ultrassonografia são feitos pelas secretarias municipais de Saúde, que recebem o pedido médico do paciente, encaminham a planilha com as demandas para o serviço da SES e informam os pacientes sobre a data, hora e local do procedimento. O paciente que possui aparelho de celular, recebe essas informações via torpedo telefônico até 48 horas antes do dia marcado. Após um período de 10 a 15 dias úteis, os laudos são entregues ao município de origem dos pacientes.

Postado em Banner principal, Capa, CidadeComentário (0)

Mulher recupera moto furtada na Beira Linha

Moto foi levada até a Delegacia de Polícia para registro da recuperação

Moto foi levada até a Delegacia de Polícia para registro da recuperação

– Veículo foi levado no dia anterior da garagem da casa que fica no Rosário

A proprietária de uma motocicleta que havia sido roubada na comunidade do Rosário conseguir recuperar o veículo após verificar informações de que o veículo estaria sendo utilizado no bairro da Beira-Linha.
A mulher fez o registro de furto no sábado, depois de ter sido surpreendida pela manhã quando foi à garagem para pegar o veículo e descoberto que não estava mais onde ela deixou. Um vizinho dela conseguiu descobrir que a moto teria sido vista em uma das ruas da Beira Linha e por isso ela decidiu verificar.
A mulher foi de carro com a filha e começou a perguntar se alguém sabia de algo, quando de repente um homem passou com pilotando a moto ela foi atrás. Poucos metros à frente ele encontrou o veículo estacionado e então atravessou na frente com o carro.
Ao abordar o sujeito, ele imediatamente disse que se a moto fosse dela, poderia levar sem problemas. Ela então fez a recuperação do veículo que estava com ligação direta e o sujeito começou a ofendê-la. O sujeito ainda teria dito não foi ele quem furtou a moto, mas tinha pegado de um conhecido para dar uma volta.

 

Postado em Banner principal, PolicialComentário (0)

Mulher fica ferida em queda de moto na Ermitage

Corpo de Bombeiros agiu rapidamente no atendimento à vítima que estava consciente e com escoriações pelo corpo

Corpo de Bombeiros agiu rapidamente no atendimento à vítima que estava consciente e com escoriações pelo corpo

– Acidente teria ocorrido por conta de falha mecânica na marcha

Uma mulher ficou ferida após sofrer um acidente de trânsito no bairro de Ermitage, no início da tarde desta quinta-feira. Agentes do Corpo de Bombeiros foram acionados para fazer o atendimento e levaram a vítima para o pronto-socorro do HCT. O caso se tratou de autolesão e por isso não foi necessário registro na 110ª Delegacia de Polícia.
A queda de moto aconteceu Rua Wilhelm Cristian Kleme, na esquina com a Rua Roberto Rosa, pouco depois de uma hora da tarde, quando uma mulher que transitava em uma moto perdeu o controle da direção, sofreu uma queda e precisou ser socorrida.
Quando a reportagem chegou, a moto envolvida no acidente já não estava mais no local e os envolvidos no atendimento não souberam explicar o motivo do sumiço. A mulher ferida ficou caída na calçada e foi inicialmente amparada por pedestres que passavam no local e deram apoio até a chegada da equipe de resgate. Confira a matéria completa em nossa edição impressa.

Postado em Banner principal, PolicialComentário (0)

Mulher detida com drogas escondidas no corpo

Material entorpecente estava escondido com a mulher em embalagens dentro de uma camisinha

Material entorpecente estava escondido com a mulher em embalagens dentro de uma camisinha

– Ação ocorreu quando policiais investigavam informações de denúncia

Uma mulher foi detida após ser flagrada com material entorpecente que trazia do Rio de Janeiro. A Policial Militar chegou até a mulher após receber denúncias e com o auxílio de uma agente feminina conseguiu encontrar o material entorpecente escondido nas partes íntimas da mulher. Ela havia colocado dentro de um preservativo uma embalagem contendo maconha e outra contendo cocaína e escondeu no corpo.
A ação ocorreu na tarde do último sábado, 9, por volta das 18 horas, quando os policiais militares Alexandro Ribeiro da Silva e Pablo da Cunha Medeiros conseguiram deter a mulher que já era conhecida da guarnição, com o objetivo de apurar denúncias de a acusada estaria agindo a serviço do tráfico de drogas.
A PM recebeu informações de que uma mulher tinha ido à cidade do Rio de Janeiro com o objetivo de comprar material entorpecente e trazer para vender em Teresópolis.

A Polícia Militar apreendeu as drogas e um celular que estavam com a acusada de tráfico

A Polícia Militar apreendeu as drogas e um celular que estavam com a acusada de tráfico

Ao desembarcar

Com as características da mulher apontadas na denúncia, os policiais então preparam uma operação para aguardar a chegada dela. A mulher desembarcou na cidade e os policiais então a abordaram no Bairro de Pimenteiras, verificando as bolsas que ela carregava, mas nada foi encontrado. A mulher se recusava a autorizar que fosse feita uma revista pessoal, se mostrando muito nervosa. Por conta disso foi chamada uma policial, a Tenente Natália, para que fosse até a delegacia para realizar o procedimento. Na ação foi descoberto que a acusada escondia o material nas partes íntimas do corpo
Eles tem esse hábito de quando acondicionam o material nas partes íntimas, eles colocam dentro de uma camisinha para não ter o risco de se romper o plástico e ter contato com a pele.
A revista só foi feita nas bolsas que ela trazia e nada foi encontrado, mas pelo nervosismo dela e por já conhecê-la, inclusive já a prendi por tráfico de drogas, a gente achou por bem trazê-la até a delegacia e tivemos êxito, a Tenente nos auxiliou e conseguimos encontrar o material entorpecente.

 

Postado em Banner principal, PolicialComentário (0)

Mulher tenta ultrapassagem e acaba em ribanceira na RJ 130

Depois de ser “fechada”, condutora do Gol acabou caindo em ribanceira na RJ 130

– condutora seguia sentido Centro quando teria sido “fechada” por um caminhão

 

Após tentar fazer uma ultrapassagem, Ester Correa, de 44 anos, acabou caindo em uma ribanceira na altura no km 3 da RJ 130, altura do Vale Feliz. De acordo com informações, o condutor de um caminhão teria atrapalhado a manobra, que estaria sendo feita corretamente por Ester, provocando o acidente.
Ester saía da localidade de Vale Feliz sentido centro da cidade, por volta das 17h, quando foi surpreendida por dois caminhões na pista. Eles seguiam pela faixa seletiva destinada a veículos que trafegam mais lentamente. Ela ultrapassou o primeiro, e quando ia ultrapassar o segundo, o condutor do caminhão acabou jogando o veículo para o local onde seria feita a manobra, fazendo com que Ester perdesse o controle, invadisse a contramão e parasse em uma pequena ribanceira às margens da RJ 130.
Ester conduzia o VW Gol, prata, placa GZO-2999 e o caminhão envolvido era o Mercedes branco KMO-4533, que acabou ficando com avarias no parachoque após o impacto. Ester foi atendida por militares do 16º GBM e imobilizada no local por precaução.

 

Postado em Banner principal, PolicialComentário (0)

Cerimônia de casamento. O sonho de toda mulher

O Higino Country Club decorado para o casamento de Bruna e Máximo

A tradição diz que o mês de maio é considerado o mês das noivas

 

Segundo o padre e teólogo Pedro Washita, do Instituto Teológico de São Paulo, o mês de maio é considerado o mês das noivas por uma tradição importada dos países do hemisfério norte, onde maio é um mês muito importante para os costumes populares. Naquela parte do mundo, a chegada de maio é celebrada com muitas flores, em homenagem à natureza que refloresce e à primavera que por lá atinge a plenitude. Ao longo dos séculos, esses elementos foram sendo associados à celebração do amor no casamento. Essa mesma ligação com as flores e a feminilidade fez com que maio, além de mês das noivas, também fosse considerado o mês das mães e de Maria.
Pensando nisso, eu convidei a cerimonialista, Mônica Fernandes para um bate papo no Super Mais. Natural de Teresópolis, Mônica foi para o Rio de Janeiro para fazer faculdade de Relações Públicas e começou a trabalhar com eventos corporativos, e através desse tipo de evento, recebeu uma proposta para fazer uma festa de casamento no Parque Lage. Apesar de na época ser avessa á casamentos, ela topou o desafio, que segundo ela, foi imenso, pois tratava-se de uma festa diferente, que fugia dos padrões tradicionais, a começar pelo local. Ela lembra que produziu o casamento todo, nos mínimos detalhes e da forma que os noivos queriam, diferente do tradicional, e conta que quando acabou a festa deu tudo de presente para os convidados, pois não tinha onde guardar tanta coisa, e achou que aquele seria o último casamento que ela faria, já que a área dela era de eventos corporativos. Na semana seguinte, o Parque Lage ligou para ela produzir outro evento, e nessa festa pintou outra proposta para que ela fizesse outra festa de casamento, e assim, de boca em boca, surgiram outros casamentos e Mônica acabou mudando o foco de suas atividades se especializando nos casórios…e lá se vão 15 anos casando com glamour.

O estilo romântico em arranjos compõe bem e dão o clima

A história do buquê

Em Campos, em um casamento, uma das convidadas pegou o buquê, e coincidentemente ela era de Teresópolis, e havia se encantado com a festa. Procurou a noiva e perguntou sobre a cerimonialista. Mais 1 ano de preparação para realizar outro casamento. Foi a grande reviravolta porque abriu um leque de oportunidades para fazer casamentos em Teresópolis.
Uma noiva em especial passou 2 anos indo aos casamentos para ver se a cerimonialista era aprovada para fazer o casamento dela. E depois desse tempo todo de análise, Mônica finalmente foi contratada para a festa.
Mônica descobriu que na cidade existem bons profissionais, bons parceiros, tem potencial. “O mercado de casamentos em Terê está aquecido, outros profissionais surgiram, o que é bom para a cidade.
A cidade precisa ser vista também”, afirma a profissional.

Requinte e bom gosto nos mais diversos estilos dão o tom do trabalho da cerimonialista Mônica Fernandes

Representando a Região Serrana

No ano de 2012, Mônica foi convidada para assinar um espaço em um dos maiores eventos, representativos no mercado de casamentos, para representar a região serrana. A proposta era de montar no local uma festa, mostrando que na serra existem bons profissionais. “E foi um desafio grande, porque a gente ainda tem que construir isso, fortalecer ainda mais o mercado, mas trouxe um bom resultado. Esse ano novamente o convite foi feito, para dar destaque para Teresópolis”, conclui.
Mônica afirma que em algumas áreas é preciso uma maior profissionalização, mas 90% já é possível encontrar na cidade para que se faça um excelente casamento, com profissionais daqui. Um detalhe ou outro ainda precisa ser trazido de fora. “Isso facilita o trabalho, vai abrir uma frente boa para outros profissionais. Gostaria imensamente que as pessoas achassem maravilhoso casar em Teresópolis, pois a cidade tem lugares lindos, tem profissionais competentes, algumas coisas precisam se ajustar, mas em 4 anos eu tenho visto a coisa mais bonita de se ver”, conta Mônica. “Temos maquiadores excelentes na cidade, até o 3º casamento eu trazia de fora, mas agora não tenho mais dúvidas, utilizo os serviços dos profissionais daqui”, conclui.

Decoração da cerimônia de casamento de Vivi e Vítor

Antecedência

A noiva precisa se preparar com bastante antecedência, pelo menos 1 ano para garantir os profissionais que ela quer, a igreja principalmente. Para que os noivos fiquem confortáveis com os serviços que os noivos sonharam, 1 ano de antecedência é o ideal. Um casamento demanda, precisa de planejamento, precisa estar ao gosto dos noivos e dentro das suas possibilidades financeiras
O marco zero de um casamento, segundo Mônica, é a lista de convidados. “A partir dela definimos o local que comportará o evento e respectivas necessidades, checar datas para avaliar se a proximidade de um feriado pode ajudar ou atrapalhar! Sempre haverá prós e contras, mas na avaliação geral, é pela lista de convidados que saberemos. Saber se há algum evento fixo próximo à data ou na mesma data, que comprometerá hospedagem e outros serviços para seus convidados”, explica a cerimonialista.
Definir o estilo da festa, se ela vai ser contemporânea, rústica, clássica, romântica (todas acabam sendo), escolher os profissionais dos seus sonhos: cerimonial, decorador, fotógrafo, filmagem, buffet, bolo, docinhos…O cerimonial irá desdobrar todos os ítens para que os noivos tenham as opções de acordo com suas possibilidades e desejos. Na escolha de todos eles, a empatia com o fornecedor deve ser considerada. Imagine que durante um ano trocarão informações, ideias, sonhos!!! Procure profissionais em quem confie.

Decoração simples para casamento religioso

Preparação

Por isso leva 1 ano de preparação, para poder construir a festa e até mesmo ter tempo hábil de mudar o que a noiva escolheu. “É muito comum a noiva começar com um casamento lilás e verde, e de repente descobrir que amarelo com vermelho e laranja é lindo!”, afirma a cerimonialista.
Segundo Mônica Fernandes, o pré evento também é muito gostoso para os noivos, é preciso aproveitar tudo, cada momento dessa construção. Acaba sendo uma diversão para os dois e para as mães que geralmente participam de tudo. Existem mães que fazem patchwork, fazem artesanato, lembrancinhas á mão, se envolvem de corpo e alma com o casamento.
Mas, os imprevistos também acontecem, como a chuva em um casamento ao ar livre, e é preciso muito profissionalismo para resolver a questão de última hora.
Um dos momentos mais importantes para Mônica, é o momento dos noivos, onde ela literalmente seqüestra os dois para que eles possam jantar e brindar antes de receber os convidados para a festa, ela faz questão desse momento. Depois eles voltam para a festa.
A produção do local escolhido para a festa deve ser especial, e segundo a profissional, é importante valorizar o lugar do jeito que ele é. “Não gosto muito de transformar o local”, afirma ela.

Mônica Fernandes brilhou no programa Super Mais

A artista

A decoração precisa refletir o que o casal gosta, por isso a primeira entrevista com os noivos leva aproximadamente quatro horas. A cerimonialista faz tudo, ajuda a escolher o vestido, faz a decoração, providencia o Buffet, tudo… a noiva não se preocupa com nada.
“Meu coração fica apertado quando eu vejo a noiva saindo do carro para o casamento, é um sentimento de mais um dever cumprido”.
É possível se fazer um casamento em locais menores, maiores, a céu aberto, o importante é o casamento ser personalizado para os dois, tem que ter um toque pessoal, que os amigos ao entrarem na festa reconheçam o casal lá.

Para quem quiser uma consultoria da cerimonialista, ela atende em seu escritório no Shopping New Fashion, com hora marcada. Ligue para (21) 9124-7841 e marque sua entrevista.
Site:Mfproducao.com.br

 

 

 

 

Postado em Arte, Super MaisComentário (0)

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...