Tag Arquivo | "postura"

Cuidado com a postura ao usar os equipamentos eletrônicos móveis

A fisioterapeuta Isabel Peres e a postura ideal para navegar no Facebook sentado na cama

A fisioterapeuta Isabel Peres e a postura ideal para navegar no Facebook sentado na cama

– Falta de atenção ao navegar na internet pode ocasionar dor nas costas e outras lesões

Estamos na época da tecnologia e muitas pessoas vivem mais no mundo virtual do que no mundo real. As pessoas sobrevivem “a base” de Whatsapp, Facebook, Twitter, Instragram entre outras redes sociais menos festejadas. Absolutamente viciados em internet seja em casa, no trabalho ou mesmo na rua. O problema é que estas pessoas andam navegando nos celulares, tablets, notebooks. Mesmo sentados ou em pé não tem a postura ideal para fazê-lo e acabam por sofrer com dores na coluna, entre outros incômodos musculares e até a famosa LER – Lesões por Esforços Repetitivos com as hérnias de disco por utilização de forma indevida destes aparelhos. E como o brasileiro é famoso por gastar mais tempo em redes sociais do que todos os outros internautas do universo, o problema aqui é mais sério. Entre os teresopolitanos nós podemos encontrar diversos casos apenas dando uma volta na Calçada da Fama.

“Errado” é navegar no celular com a flexão de cabeça o tempo todo

ERRADO: Navegar no celular com a flexão de cabeça o tempo todo 

A Lesão por Esforço Repetitivo é corriqueira devido ao uso sem pausas de tecnologias como tablets, celulares, notebooks e computadores, por exemplo. “Essa postura pode acarretar em problemas que vão desde um incômodo até uma lesão cervical”, explica a fisioterapeuta Isabel Peres, que ilustra. “Você está lá com a cabeça em flexão e só fazendo este movimento de abaixar e o que isso pode te causar? Um problema de cervical, uma contratura muscular de trapézio, entre outros problemas”, explica a profissional que também detectou diversas manias pelas ruas. “Tem gente que desenvolveu uma técnica até de digitar com uma mão e ficar com a outra livre, mas o maior problema para nós fisioterapeutas é que a pessoa tem mesmo que abaixar para ver o visor do aparelho. Então ele pode cair em um buraco, atropelar o outro, mas segue navegando no celular”, sorri a profissional que não condena a utilização dos aparelhos, mas que a postura seja corrigida para se evitar os problemas futuros.

Outra mania detectada pela fisioterapeuta é com relação às pessoas que falam sem parar nos aparelhos celulares, sem usar as mãos. Estas pessoas acabam escorando o telefone no ombro e comprimindo junto a orelha. “É inacreditável, mas a pessoa tem não resiste a tentação de falar no telefone fazendo outras coisas e, para deixar os braços livres, acabam colocando o celular no ombro e comprimindo-o na orelha para segurar e falar. Na rua ou mesmo em casa. Não tem uma compensação estrutural neste processo. Uma elevação do ombro e lateralização da cabeça e a pessoa até se sente confortável, ‘esticando’ a conversa, mas quando você termina e volta para a posição normal de pescoço, cabeça e ombro, você já está todo dolorido com uma musculatura alongada e outra encurtada e isso pode trazer diversos problemas”, ensina Isabel que faz um trabalho específico com postura em seu consultório.

 Postura correta para navegação em notebook

É sempre recomendável que se faça uma pausa a cada hora de navegação para se relaxar a postura, dedos e punhos. Mas com a quantidade de sites de relacionamentos e informações por segundo que se absorve na internet hoje em dia, sabemos que a tentação de se seguir por horas a fio em navegação, as vezes são irresistíveis. “O internauta atento e disciplinado pode ficar horas navegando sem sentir dor alguma”, explica a profissional ao mostrar a posição correta. “O usuário do equipamento precisa estar bem sentado com a postura reta com a angulação do joelho para o pé de 90 graus e com a angulação da coluna com o quadril também retinho e o ideal, quando a pessoa estiver no notebook, que este equipamento nunca fique abaixo da sua visão, então o notebook tem que ficar um pouco acima de um computador normal, colocando um bom apoio no colo até que este notebook chegue à posição ideal, de forma que você não tenha que fazer flexão de cabeça para ver o que está na tela”, ensina a profissional que vê no pilates uma ótima saída para as dores adquiridas. “As pessoas que trabalham muito tempo sentados que precisam do notebook para trabalhar ou os tablets, nós temos o pilates que usa a resistência com as molas e os exercícios do solo e que certamente irá aliviar as articulações dos ombros, alongar a musculatura cervical e tudo mais e mesmo se você tentou ficar na postura correta e não obteve êxito, vale a pena correr para o pilates que vai aliviar as dores do dia-a-dia com certeza”, completa a fisioterapeuta que atende na Travessa Portugal, 54 – loja 01, bem no centro da cidade.

 

 

Postado em Capa, Cidade, SaúdeComentário (0)

Festa do Cavalo, farra dos cartazes em toda a cidade

Lei determina que não é permitido afixar propaganda na parte externa em veículos alheios, postes, árvores, muros, paredes, monumentos, janelas, portas e portais

Lei determina que não é permitido afixar propaganda na parte externa em veículos alheios, postes, árvores, muros, paredes, monumentos, janelas, portas e portais

– Prefeitura não cumpre o que cobra e promove poluição com propaganda de evento

 

De acordo com a Lei Municipal 1.789/97, toda e qualquer propaganda distribuída em local de livre acesso ao público, por meio de panfletos, cartazes, flâmulas, programas, convites e similares dependerão da prévia autorização da Prefeitura. A mesma lei determina ainda que não é permitido afixar propaganda na parte externa em veículos alheios, postes, árvores, muros, paredes, monumentos, janelas, portas e portais. Porém, apesar da existência da norma, quem costuma cobrar não dá exemplo: Diversas paredes e postes, de várias ruas, estão tomados por cartazes da Festa do Cavalo, evento que será realizado pela prefeitura na localidade de Vieira, no Segundo Distrito, neste fim de semana.

Em plena Calçada da Fama, dezenas de cartazes divulgando a Festa do Cavalo – evento que a prefeitura vai gastar, somente em shows, cerca de R$ 250 mil

Em plena Calçada da Fama, dezenas de cartazes divulgando a Festa do Cavalo – evento que a prefeitura vai gastar, somente em shows, cerca de R$ 250 mil

Farto material

Não há como passar por ruas como Duque de Caxias, Lúcio Meira e Calçada da Fama, por exemplo, sem perceber o material espalhado com o objetivo de levar público aos shows do cantor Leonardo e da dupla Teodoro & Sampaio, tamanha a quantidade de cartazes fixados em postes, paredes de estabelecimentos comerciais e também nos quiosques da antiga Francisco Sá e atualmente rua comercial. Na fan page do jornal no Facebook, muitos internautas comentaram o assunto – revoltados com mais um ato de falta de respeito com o município por parte daqueles que foram eleitos para representar a população e trabalhar em prol do crescimento de Teresópolis. “Diante da falta de ‘postura’ da prefeitura em contratar festas numa cidade onde não tem um tijolo das tão prometidas casas populares de pé, isso realmente não me choca!!!”, frisou Nivea Cruz. “Acho não, tenho absoluta certeza que temos a pior administração de todos os tempos”, completou Rosana Pacheco. ”O que não temos são pessoas capacitadas e com responsabilidades o suficiente pra governar nossa Cidade.

Isso sim, com certeza, não temos. Agora já em relação em cumprir os Códigos de Postura isso já outra coisa. Se não cumprem com as obrigações da cidade, vão se preocupar em colocar cartazes em local proibido? Isso é pouco perto da sujeira que fazem lá dentro da própria Prefeitura”, atentou Cleusa Santos.

Normas

Ainda segundo informações da Secretaria Municipal de Fazenda, questionada como costuma proceder contra empresas que descumprem a lei, “se autorizado a expor o material, o requerente deverá cumprir algumas normas, como a distribuição dentro do prazo estabelecido, assim como os locais autorizados. Se não cumprir com as normas, será passível de apreensão do material e de multa”, e que “Para denunciar, o cidadão deve se dirigir à Ouvidoria Geral do Município, localizada na Av. Lúcio Meira, 1.130, na Várzea, telefone 0800 282-5074; ou ao Setor de Fiscalização de Posturas, que funciona na Prefeitura, telefone 2742-8477”.

 

Postado em Banner principal, CidadeComentário (0)

Congresso Nacional decidirá direito das domésticas

Segundo a ministra, o desfecho da regulamentação ficará sob responsabilidade de deputados e senadores 

– Trabalhos de instituições de ensino do município podem ser vistas até amanhã

 

A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, disse hoje (21), depois de reunião com líderes da base aliada na Câmara, que o governo não vai enviar ao Congresso projeto de lei com as diretrizes para regulamentação de pontos da Emenda Constitucional 72, que trata dos direitos dos trabalhadores domésticos. De acordo com a ministra, o Executivo vai manifestar sua posição sobre o tema com os parlamentares envolvidos nos debates, mas o desfecho da regulamentação ficará sob responsabilidade de deputados e senadores. “Temos quatro assuntos que estamos tratando diretamente com os parlamentares envolvidos nessas matérias. A regulamentação dos direitos das domésticas, a presidenta Dilma [Rousseff] conversará com vários parlamentares e sobre os pontos que o governo defende, mas ela será feita pelos parlamentares. Não terá um projeto de iniciativa do Executivo para tratar desse assunto”, disse Ideli.

O assunto está sendo discutido por uma comissão mista, mas ainda não evoluiu no Parlamento devido a divergências com o Palácio do Planalto. Inicialmente, o relator da comissão, senador Romero Jucá (PMDB-RR), pretendia apresentar seu parecer para que ele fosse votado antes do dia 1º de Maio. Mas as discussões não evoluíram porque o Executivo não havia concluído estudos sobre o impacto que a regulamentação da PEC pode ter sobre os cofres públicos.

O assunto está sendo discutido por uma comissão mista, mas ainda não evoluiu no Parlamento devido a divergências com o Palácio do Planalto

 

 

Mesma postura

Segundo Ideli, o Executivo terá a mesma postura em relação ao Projeto de Lei Antidrogas, na regulamentação da jornada dos caminhoneiros e sobre a modificação das regras do certificado da assistência social. “São quatro assunto em que não haverá nem projeto do Executivo, nem posição de governo expressa na forma de medida provisória ou projeto. Será tratado com os próprios parlamentares”, frisou.

Sobre a reforma da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), em debate no Senado, a ministra disse que o governo ainda não desistiu da proposta. “Ainda não jogamos a toalha”, enfatizou Ideli. “Temos reuniões ainda hoje para ver se é possível avançar, porque a simplificação do ICMS é importante. Estamos acompanhando as tratativas para ver se é possível ter acordo”, acrescentou. [Agência Brasil]

Postado em CidadeComentário (0)


Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...