Whatsapp é arma da população contra maus motoristas

A população pode e deve denunciar as irregularidades no trânsito através do WhatsApp da GCM: (21) 97560-1662

A população pode e deve denunciar as irregularidades no trânsito através do WhatsApp da GCM: (21) 97560-1662

– Flagrantes de irregularidades podem ser encaminhados para a Guarda Civil Municipal

A cada dia aumentam as possibilidades de interação entre pessoas, prestadores de serviços e até empresas através das tecnologias disponibilizadas pelos telefones celulares e tablets. Atenta a esse quadro, a Secretaria de Segurança Pública de Teresópolis, órgão que coordena a Guarda Civil Municipal, disponibiliza para os contribuintes o contato via WhatsApp para denúncias de irregularidades cometidas no trânsito da cidade.

O contato deve feito através do número (21) 97560-1662. “O cidadão que testemunhar o flagrante, basta fotografar ou filmar o infrator e descrever o local onde está acontecendo”, orienta o secretário de Segurança Antônio Carlos Costa Velho. “Se não souber o nome da rua, basta dar uma referência, como ‘em frente à loja A ou B’. Imediatamente a Guarda Civil Municipal vai enviar um agente ao local para multar o infrator”, garante.

As imagens do leitor foram encaminhadas para a GCM, que tratou de autuar o autor da façanha flagrada na Reta

As imagens do leitor foram encaminhadas para a GCM, que tratou de autuar o autor da façanha flagrada na Reta

Um exemplo dessa eficiência proporcionada pelo aplicativo foi um flagrante filmado por um cidadão na Avenida Feliciano Sodré. O condutor de um veículo de passeio ignorou todas as regras de trânsito, de bom senso e de civilidade e utilizou o canteiro central da avenida para acessar uma loja na pista contrária. Por pouco o infrator não colidiu com uma motocicleta que seguia normalmente seu trajeto. A imagem foi encaminhada para o telefone de denúncias e a resposta deu conta que “O motorista foi autuado”.

De acordo com os primeiros levantamentos da pasta, são encaminhadas em média, até 15 denúncias por dia através do aplicativo. Apesar do número significativo, nem todas as denúncias são convertidas em punições, já que as imagens encaminhadas nem sempre proporcionam a localização do ponto da irregularidade. É importante que as imagens sempre sejam acompanhadas das referências sobre o local exato. As principais infrações denunciadas se referem aos casos de estacionamento irregular, especialmente em vagas para deficientes físicos. Outros casos bastante relatados também são as paradas em frente a garagens, em pontos de ônibus e veículos transitando na ciclofaixa.

Fiscalização intensificada

Visando diminuir a incidência de infrações no trânsito de Teresópolis, a Secretaria de Segurança anunciou no mês passado que intensificaria as ações de fiscalização. Os principais focos de ação da GCM são casos de direção sem cinto de segurança ou falando ao telefone celular. Dirigir nessas condições ainda pode render sérias lesões tanto para o condutor do veículo quanto para terceiros. O secretário Costa Velho relata já ter presenciado colisão na Avenida Lúcio Meira porque os dois motoristas estavam mais preocupados em visualizar e responder mensagens em seus smartphones do que o trânsito, que deveria seguir normalmente no sentido Alto. “Se todo mundo andar direitinho, viveremos maravilhosamente bem. E é isso que queremos, não sair multando somente por multar. Amigo motorista, vamos todos respeitar o direito do outro. Mais uma vez quero avisar, quero pedir, que usem cinto de segurança e não falem ao celular quando estiverem dirigindo, pois é infração grave. A pessoa não pode reclamar se for multado, pois está desrespeitando regra do trânsito”, atenta.

Ainda segundo o que tem visto no cada vez mais confuso trânsito teresopolitano, Costa Velho pede ainda que tanto motorista quanto pedestre respeitem as áreas demarcadas para a travessia. “Que o pedestre atravesse na faixa. Temos muitas, mas temos visto também muita gente desrespeitando. E você motorista, quando chegar perto da faixa, diminua a velocidade. Já registramos também o pedestre querendo atravessar na faixa e o sujeito vindo disparado, acima até do que é permitido para a Reta, que é de 50km por hora”, orienta o Secretário.

Multas mais pesadas

Desde o dia 1º de novembro, estão em vigor algumas mudanças na legislação de trânsito para reforçar a direção consciente. Quem for pego dirigindo embriagado ou se recusar a fazer o teste do bafômetro, por exemplo, pagará uma multa de R$ 2.934,70. Anteriormente, a multa era de R$ 1.915. O motorista ainda terá a carteira de habilitação suspensa por 12 meses. Além disso, se comunicar pelo celular enquanto dirige passa de infração média a gravíssima. E quem estacionar indevidamente em vaga de idoso ou deficiente perderá sete pontos na carteira.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o quarto país do mundo com o maior número de mortes em acidentes de trânsito por ano. O país tenta cumprir uma meta estipulada pela ONU: uma redução em 50%, no período 2011-2020, de casos fatais em acidentes viários.

 

Deixe seu comentário

André Oliveira é comunicador e fotógrafo. Tem 20 anos de experiência no setor de comunicações, com passagens por diversos segmentos como rádio, jornal, revista e TV. É repórter e apresentador do jornal O DIÁRIO e da DIÁRIO TV.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...