Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Irmã de paciente internado na UPA recorre à Justiça para tentar transferência

Em situação grave, teresopolitano precisa de vaga no CTI e aguarda “sistema de regulação”

Isla Gomes

O mecânico Pierre Cunha da Costa, de 46 anos, deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento de Teresópolis no dia 20 de fevereiro, com um quadro de dificuldade respiratória. O paciente logo foi diagnosticado com pneumonia em estado já avançado, precisando ser internado e entubado imediatamente. Pierre foi levado para a chamada “sala vermelha” da UPA e, de acordo com sua irmã, Aline Cunha da Costa, de 42 anos, o local não tem estrutura para o quadro apresentado. “Meu irmão é mais uma vítima desse Sistema Único de Saúde. Ele veio parar aqui nessa Unidade de Pronto Atendimento no dia 20, já em estado grave, com dificuldade de respirar e logo teve que ser internado. Ele foi diagnosticado com pneumonia avançada, sabemos que essa unidade em questão não tem suporte para casos assim, pois não tem nem medicações básicas e muito menos a aparelhagem necessária para o caso do meu irmão”, relata.

O mecânico Pierre Cunha da Costa, de 46 anos, deu entrada na UPA no dia 20 de fevereiro e foi diagnosticado com pneumonia em estado avançado. Foto: Isla Gomes/O Diário


Ainda segundo ela, com o estado de saúde de Pierre se agravando a cada dia, os médicos alegam que já não podem fazer muita coisa por ele na UPA, pois ele precisa ser encaminhado com urgência para um hospital com Centro de Terapia Intensiva. “É sempre o mesmo discurso quando pergunto sobre a transferência para um hospital, parece que é um discurso já pronto da Assistente Social, ou seja, parece que são funcionários instruídos a darem a mesma resposta para todos. Quando se questiona sobre isso eles sempre respondem ‘você é o primeiro da fila’, mas como isso é possível? Eles dizem que meu irmão é o primeiro da fila desde a madrugada do dia 20, como pode? Já é dia 23 e meu irmão talvez nem consiga sobreviver. A cada boletim médico que chega a situação do meu irmão piora e a médica diz que não sabe mais o que fazer, a sedação que estão aplicando nele já está afetando os rins. Tudo isso pela falta de estrutura e pela negligencia nesse sistema de transferência”, afirma Aline.

Apelo à Justiça
Aline ressalta ainda que não é a primeira vez que tem problemas com o sistema de transferência hospitalar no município. “É sempre esse sofrimento na questão da transferência, eu digo isso, pois já havia sofrido nesse âmbito com meu pai, com ele também precisei recorrer à Justiça para conseguir uma transferência. Como eu sou advogada e não vejo mais saída, coube a mim tentar recorrer ao Judiciário novamente. Os direitos sociais que são tão bonitos na constituição, que seria um dever do prefeito, do Estado, de cuida da população, não funcionam na prática, fazendo a gente ter que recorre ao Judiciário. Para tentar evitar a morte do meu irmão eu tive que peticionar com urgência um pedido com tutela, o Juiz teve que tomar conhecimento do caso. Depois de correr atrás desse processo desesperadamente eu consegui uma decisão para que a administração da UPA possa dar conta dessa transferência”, conta.

“Nesse momento além do meu irmão, eu sei que tem mais duas pessoas na ‘sala vermelha’ da UPA, eu pergunto, essas pessoas são só números? Elas estão aqui esperando para morrer sem conseguir uma transferência?”, questiona a advogada. Foto: Isla Gomes/O Diário

Desabafo
A advogada finaliza com muita emoção e indignação, questionando a negligência do governo diante dessa realidade. “Eu pergunto ao prefeito que gosta de fazer várias promessas, cadê o cuidado com a saúde? Cadê um hospital municipal para a cidade? Nesse momento além do meu irmão, eu sei que tem mais duas pessoas na ‘sala vermelha’ da UPA, eu pergunto, essas pessoas são só números? Elas estão aqui esperando para morrer sem conseguir uma transferência?”, conclui . Nesta sexta-feira cobramos um posicionamento do governo municipal sobre a situação, sem resposta até o fechamento desta edição.


Edição 13/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Enem: prazo para solicitar isenção da taxa de inscrição começa nesta segunda-feira

Licenciamento de veículos: taxa de emissão do CRLV-e volta a ser cobrada

Protetoras sem respostas às críticas feitas à gestão municipal

Sesc Alpina recebe mais uma edição da ChocoSerra

“Agroturismo”, um convite para novas descobertas em Teresópolis

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE