Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Minc cobra de Vinícius espaço para a Feirinha Agroecológica

Deputado lembra ao prefeito que cabe ao governo negociar com os feirantes a providência de um novo local

Wanderley Peres

Tombada desde novembro de 2022, pelo seu interesse social histórico e cultural, a Feira Agroecológica de Teresópolis, na rua Tenente Luiz Meirelles, corre o risco de ser desalojada porque a Prefeitura autorizou a abertura de uma rua sobre o local onde está instalada há cerca de quinze anos. Mas, se havia uma feirinha no meio do caminho, haveria o governo de se preocupar com um novo espaço para os feirantes agroecológicos antes de autorizar a construção de uma rua no local, sendo inconcebível criar esse transtorno para os produtores rurais, que nada têm com os interesses do governo e dos oligarcas que se beneficiam dele.

“A Feirinha Agroecológica será desalojada do local onde sempre funcionou em função da obra de uma avenida às margens do rio Paquequer. Caberia à Prefeitura encontrar um novo espaço adequado para o seu funcionamento de forma negociada com os produtores”, escreveu ontem ao prefeito municipal o deputado estadual Carlos Minc, lembrando ao Vinícius do projeto da ocupação do espaço da extinta Sudamtex que coube à Prefeitura, no qual estaria para ser construído um mercado municipal que contemplaria a Feira, que a cidade nunca viu e é desconhecido também dos produtores.

Ex-ministro do Meio Ambiente e secretário de Estado que conseguiu para Teresópolis a transferência da milionária multa que a empresa Sudamtex deveria pagar ao Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano, o deputado amigo do nosso município é um legítimo preocupado com a Feirinha, daí pediu ao prefeito, por ofício da Alerj, que receba a Associação de Produtores da Feira Agroecológica em seu gabinete para que sejam discutidas as futuras ações relativas ao funcionamento da Feirinha e ao cronograma da obra da futura avenida e do futuro mercado municipal prometido, onde a Feirinha seria, nos tempos de promessa na campanha, a cereja do bolo do Parque George March.

Melhor sorte teria o meio ambiente se o recurso estadual não fosse perdido para a Prefeitura de Teresópolis. Em vez de subir a serra o dinheiro da multa, foi arranjada na Justiça a troca dos cerca de R$ 20 milhões por um túnel precisando de revitalização e uma margem de rio para a municipalidade cuidar, e ainda o contrato de locação de um terreno que a paga milhões para mantê-lo abandonado desde que o prefeito fez o mau negócio para o povo teresopolitano pagar.

Dois anos atrás, em fevereiro de 2022, a Prefeitura divulgou uma “visita técnica” que o prefeito Vinícius fez numa segunda-feira, 27, para “verificar a finalização das obras da sede temporária da Feira Agroecológica de Teresópolis”, prevendo que em março daquele ano, mais de dois anos atrás, “os expositores se mudem para espaço anexo à pista de skate da Praça de Esportes Radicais Alpinista Alexandre Oliveira, na Várzea, onde passará a funcionar em área que recebeu 22 tendas para abrigar as bancas de produtos orgânicos e processados, com cinco pias, e uma tenda para atividades culturais”. Na Feirinha Agroecológica do mundo de Nárnia, digo, do prefeito Vinícius, “os banheiros sob as rampas de skate foram reformados, bem como as salas que serão utilizadas como depósito de apoio à feira”, afirmando ainda o governo municipal que estavam sendo concluídas “as instalações elétricas e hidráulicas, as ações de pintura, de paisagismo e de acabamento do piso”.

Ainda segundo o que prometeu o prefeito, dois anos atrás, a Feira Agroecológica deixaria a sede atual, provisoriamente, e daria início a uma nova fase, “agregando um ambiente familiar à Praça de Esportes Radicais, perto da Rodoviária, com fácil acesso para os consumidores. Vamos liberar o local que a feira ocupa atualmente, em terreno particular, para dar seguimento à construção de uma nova via pública, de ligação entre a Rua Nilza Chiapeta Fadigas e a Rodoviária e que vai desafogar o trânsito nessa região”, destacou o Prefeito, afirmando que a solução era temporária e estava trabalhando “para que a sede temporária deste patrimônio de Teresópolis abrigue expositores e visitantes com conforto e segurança”.

A Feirinha Agroecológica

Mantida pela Associação Agroecológica de Teresópolis, fundada em 2007 para incentivar e promover a agroecologia e a economia solidária, a feira orgânica reúne cerca de 60 agricultores familiares. Oferece frutas, hortaliças, doces e quitutes orgânicos, entre outros produtos, e programação cultural e musical com a receptividade do homem do campo. Funcionará quartas e sábados, das 8h às 13h, mesmos dias e horários do atual espaço onde está instalada há 16 anos, na Rua Tenente Luiz Meirelles.

“A Feira Agroecológica é considerada de utilidade pública pela Câmara Municipal e foi tombada como patrimônio cultural do Estado do Rio de Janeiro pela Lei Estadual 9.903/2022. O equipamento funcionará de forma integrada com as atividades da Praça de Esportes Radicais até a construção do Mercado Municipal, que será erguido futuramente em parte do terreno do Município que pertence u à antiga fábrica Sudamtex, e que também vai abrigar outras iniciativas desta natureza”, assegurou o Prefeito Vinicius Claussen.

Tags

Compartilhe:

Edição 18/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Sepultado o servidor público André Luiz

Restaurante Donna Tê realiza mais uma edição do “Jantar Imperial”

Portais de Hércules, o lugar mais bonito da Serra dos Órgãos

SPVAT: entenda o que muda com o novo seguro de trânsito

PM apreende motos que eram de leilão em Bonsucesso

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE