ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Três setores criaram mais vagas de carteira assinada em Teresópolis

Data: 30/04/2021

Com previsão de inauguração em maio, o Serra Azul abriu 200 vagas de emprego em Teresópolis ? número que auxiliou o saldo de oportunidades do mês de março

Divulgados nesta quarta-feira, 28, dados do Ministério da Economia demonstram que Teresópolis registrou em março saldo positivo de empregos no CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), com 167 contratação formais a mais na relação entre admissões e demissões. Esse é o oitavo mês seguido que a cidade registra saldo positivo de emprego, escalada que ocorreu após cinco quatro meses consecutivos com maior número de dispensas de funcionários devido à crise econômica gerada pela pandemia da Covid-19. Só para se ter uma ideia da gravidade da situação em 2020, no mês de abril foram -931 oportunidades com registro em carteira. Em março daquele ano, -343. Já em março passado, o saldo indicado acima, 167 vagas. O responsável por esse número positivo foi o setor de serviços, que contratou 772 pessoas e dispensou 528 (244 vagas a mais). Os outros com bons resultados foram a Construção Civil (24 oportunidades de saldo) e Agropecuária (11 vagas a mais). Já Comércio (-4) e Indústria (-108) foram responsáveis pelo lado negativo da balança.
Olhando de maneira mais positiva para horizonte, é importante destacar que em breve o município irá ver em funcionamento três grandes empreendimentos, um mercado e dois “atacadões”, todos localizados nas proximidades da antiga Casa de Saúde, além da previsão de pelo menos mais dois mercados na Tenente Luiz Meirelles, outra região que têm sido buscada para a instalação de empresas de maior porte e unidades imobiliárias devido à existência de terrenos maiores e fácil conexão com diversos bairros. Em construção no local onde funcionava a HG, na Avenida Delfim Moreira, o Mercado Serra Azul já iniciou processo seletivo para a contratação de 200 pessoas, para diversas áreas. Além das obras no prédio da loja de materiais de construção, que passou para o bairro da Ermitage, o supermercado “estilo gourmet” também está ocupando parte do pátio da antiga Casa de Saúde como estacionamento. O Diário entrou em contato com a direção do Serra Azul, que informou “que o objetivo é oferecer ao teresopolitano uma nova experiência de compra, com uma loja ampla, mix variados de produtos, bom atendimento e preço justo”. 
Em construção no grande terreno entre a Rua Dr. Aleixo e a Avenida Luício Meira, em frente ao Supermercado Rede Economia e onde funcionou o Só Promoções, o Atacadão Tubarão ainda não tem previsão de inauguração e nem informou o número de empregos que vai gerar. Porém, devido ao tamanho do investimento, a previsão é que sejam muitas oportunidades. Trata-se de uma loja de utensílios domésticos, com linha popular, no estilo de uma grande rede já localizada no município, na Delfim Moreira, mas em proporção bem maior. Não muito longe do “Tubarão”, diariamente um grande movimento de caminhões e máquinas pesadas é visto no início da Lúcio Meira, onde existia um grande condomínio residencial de luxo. Apesar da especulação da vinda do Supermercado Guanabara, apuramos, extraoficialmente, que será erguido no local uma filial do Dom Atacadista. A informação é de empresários e pessoas ligadas ao empreendimento.


Estado do Rio 
O estado do Rio gerou 13.097 empregos formais em março deste ano e chegou ao 5º lugar no ranking do Novo Cadastro Geral de Empregos e Desempregados. No comparativo com o mesmo período do ano passado, houve um crescimento de 138% na empregabilidade. Todos os cinco setores de atividade econômica analisados apresentaram saldos positivos, com destaque especial para Serviços, com 7.595 novas vagas. Foram gerados 2.270 empregos no setor de Comércio, 1.869 na Indústria e 1.164 em Construção. A Agropecuária também cresceu e fechou o mês com 1.869 vagas. - Os números representam o contínuo crescimento na geração de empregos no Rio de Janeiro. O setor de Comércio manteve uma estabilidade no número de novos empregos, mesmo com a pandemia da Covid-19. Acredito que nos próximos meses essa curva de crescimento continue - disse o subsecretário de Trabalho e Renda, Julio Saraiva.Os jovens, entre 18 e 24 anos, se destacaram nas vagas preenchidas. No total, 7.304 profissionais nesta faixa etária entraram ou retornaram ao mercado de trabalho. No recorte por grau de instrução, quase 80% dos postos foram para pessoas que têm o Ensino Médio Completo.

 

Compartilhar:








ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Niterói vacina 227 adolescentes de 16 e 17 anos com comorbidades

Aulas na rede estadual começam nesta segunda-feira (26/07)

Estudo: anticorpos de quem teve covid-19 não protegem contra variante

Intervalo maior de doses da vacina Pfizer aumenta níveis de anticorpos

STF mantém condenação do ex-governador do Rio Wilson Witzel

CLASSIFICADOS


        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ

Desenvolvido por Agência Guppy