Produto natural para combater vírus transmitidos pelo Aedes

O IVB está desenvolvendo uma importante pesquisa para a criação de um produto antiviral natural para inibir a replicação dos diversos vírus transmitidos pelo Aedes aegypti, como zika, chikungunya, dengue dos tipos 1 a 4, febre amarela, entre outros

O IVB está desenvolvendo uma importante pesquisa para a criação de um produto antiviral natural para inibir a replicação dos diversos vírus transmitidos pelo Aedes aegypti, como zika, chikungunya, dengue dos tipos 1 a 4, febre amarela, entre outros

– Instituto Vital Brazil trabalha em pesquisa em parceria com UFF e UFRJ

O Instituto Vital Brazil (IVB) está desenvolvendo uma importante pesquisa para a criação de um produto antiviral natural para inibir a replicação dos diversos vírus transmitidos pelo Aedes aegypti, como zika, chikungunya, dengue dos tipos 1 a 4, febre amarela, entre outros. O estudo é realizado em parceria com a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e UFF (Universidade Federal Fluminense). – A base da pesquisa é um produto natural, usado no dia a dia pela população. Faremos o plantio das sementes em um ambiente controlado para começarmos os testes, em curto prazo. Este talvez seja o produto mais inovador em desenvolvimento no Instituto atualmente – disse o presidente do IVB, o infectologista Edimilson Migowski.

Em paralelo, o IVB busca a patente de uma armadilha para mosquitos, também criada em parceria com a UFRJ, cujos testes em laboratório apresentaram resultados surpreendentes, de acordo com Migowski. Os pesquisadores buscam, ainda, o registro, no Brasil, de um biolarvicida produzido na Malásia. Dessa forma, a instituição fluminense poderá ser a única da América Latina com direitos de distribuição do produto.

Com quase cem anos de atuação, o IVB é um dos 21 laboratórios oficiais brasileiros e está entre os quatro fornecedores nacionais de soros hiperimunes. Atualmente, o Instituto produz nove soros, contra raiva, tétano e animais peçonhentos. Além disso, seis importantes estudos são conduzidos por seus pesquisadores, alguns em parceria com instituições nacionais e internacionais. – Estamos recuperando as Parcerias de Desenvolvimento Produtivo (PDPs), financiadas pelo Ministério da Saúde, muito importantes para a descoberta de novos medicamentos, e temos uma série de pesquisas em andamento que serão benéficas para a população. Queremos fazer com que nossa expertise na fabricação de soros passe a gerar renda suficiente para manter o Instituto – afirmou o presidente do IVB.

Pesquisa científica

Os testes do medicamento tópico para picada de cobras, desenvolvido nos laboratórios do IVB, começarão em breve. O objetivo do novo produto é, além de evitar a morte do paciente pela contaminação pelo animal peçonhento, minimizar as sequelas locais. O Instituto Vital Brazil está construindo um Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento, que tem espaços para laboratórios para a realização de novas pesquisas. A meta, segundo o presidente do IVB é desenvolver novos medicamentos em parcerias com universidades.

Diretor-científico do Instituto Vital Brazil, Rafael Cisne acrescentou que a instituição quer exportar a tecnologia de fabricação de soros patenteada pelo IVB para que outros países possam produzir seu próprio medicamento contra animais peçonhentos.

 

 

Deixe seu comentário

Todos os dias nas bancas, o DIÁRIO traz pra você as mais elaboradas reportagens, reclamações da população com o Diário Comunidade, as matérias policiais, políticas, cultura, esporte, entretenimento e tudo mais para manter o teresopolitano informado. Além da melhor seção de classificados da região. O DIÁRIO tem a sua trajetória inserida na história do município de Teresópolis e trabalha com profissionais especializados e graduados, sempre em busca do melhor jornalismo. Leia O Diário de Teresópolis. Nas bancas.

Deixe uma resposta

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...