Tag Arquivo | "Palestra"

Professor Diogo de Figueiredo faz palestra em evento da EMERJ em Teresópolis

Compuseram a mesa do evento o palestrante Professor Doutor Diogo de Figueiredo Moreira Neto, o Desembargador Antonio Carlos Torres, o autor do livro, Professor Doutor José Marcos Domingues e o Juiz Carlo Artur Basílico

Compuseram a mesa do evento o palestrante Professor Doutor Diogo de Figueiredo Moreira Neto, o Desembargador Antonio Carlos Torres, o autor do livro, Professor Doutor José Marcos Domingues e o Juiz Carlo Artur Basílico

ONDE ESTÃO AS POLÍTICAS PÚBLICAS?

Judiciário em destaque é sinônimo de desiquilíbrio nos poderes

– Evento reúne autoridades e representantes do Judiciário no Fórum

 

“Quando o Judiciário preconiza as ações e atenções é porque o equilíbrio dos poderes está abalado”. Através das sábias palavras sobre a relação entre poderes em nosso país, um dos maiores pensadores do Direito brasileiro em atividade, Professor Doutor Diogo de Figueiredo Moreira Neto, 84, debateu as políticas públicas em vigência e como os poderes precisam andar e produzir harmonicamente para a sociedade caminhar progressivamente. O evento especial organizado pela Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro em comemoração ao lançamento do livro: “Direito Financeiro e Políticas Públicas”, também reuniu figuras ilustres como o Desembargador Antonio Carlos Torres, uma das surpresas da noite.

O Professor Doutor Diogo de Figueiredo Moreira Neto, um dos juristas mais completos e requisitados da atualidade, fez a palestra especial com a participação da comunidade teresopolitana e autoridades municipais

O Professor Doutor Diogo de Figueiredo Moreira Neto, um dos juristas mais completos e requisitados da atualidade, fez a palestra especial com a participação da comunidade teresopolitana e autoridades municipais

O Professor Diogo de Figueiredo é um dos juristas mais completos e requisitados da atualidade e recebeu o convite da EMERJ para abrilhantar a reinauguração da sua unidade em nosso município, bem como o lançamento do livro, que tem entre seus coautores, o Juiz titular da primeira Vara Cível de Teresópolis, Carlo Artur Basílico, que também comandou a cerimônia e fez homenagens especiais aos palestrantes e suas esposas.

Dr. Carlo Basílico lembrou da característica muito interessante do Professor, que é a sua paixão por Teresópolis. “O Professor Diogo de Figueiredo adotou a cidade de Teresópolis e nós percebemos esse carinho dele em sua extensa produção e publicações. Eu tenho ciência de que são mais de oitenta livros em que o professor inicia suas considerações com Teresópolis e a data referida. Ele faz questão de frisar que todas aquelas meditações e colocações profundas que ele teve foram e aconteceram aqui na cidade de Teresópolis. Então isso é um marco para nós e um prestígio ter a presença do professor. Aliás, essa é uma excelente oportunidade para retribuirmos o carinho que ele tem com nossa cidade”, lembra o magistrado.

O Juiz titular da primeira Vara Cível de Teresópolis, Carlo Artur Basílico, além de ser um dos colaboradores do livro lançado, é também o responsável pela representação da EMERJ em Teresópolis

O Juiz titular da primeira Vara Cível de Teresópolis, Carlo Artur Basílico, além de ser um dos colaboradores do livro lançado, é também o responsável pela representação da EMERJ em Teresópolis

E o Professor falou dessa sua relação com a nossa cidade para nossa reportagem: “Aqui encontrei um verdadeiro refúgio. Com a tranquilidade que um jurista e escritor precisa ter para produzir. Em princípio busquei a cidade para fugir do calor do Rio de Janeiro, mas descobri com o passar dos anos que aqui, além do clima, muitas outras coisas contribuem para um pensamento e uma reflexão mais livres. Aqui tenho a tranquilidade que faz produzir”, enalteceu o Professor.

Mas foi o Desembargador Antonio Carlos Torres, um dos fundadores da EMERJ, quem por pouco não roubou a cena. Sua passagem por nossa cidade, enquanto Magistrado e titular da segunda Vara Cível, deixou muitas marcas positivas, sobretudo nos serventuários que se aglomeravam para um aperto de mão, um abraço e um registro. “A cidade de Teresópolis tem uma alma especial. Quando eu para cá, não vim para ser Juiz, eu vim como visitante. Lembro que trabalhava no Centro do Rio de Janeiro e subia a serra só para tomar uma canja na Taberna Alpina. Quando eu via já estava aqui curtindo esssa beleza sem igual, tudo isso que representa essa cidade. Hoje, tive a oportunidade de ver a cidade muitos anos depois e posso dizer que daqui de cima, do prédio do Fórum, a gente descortina um cenário Europeu, melhor ainda, porque aqui não temos a neve, que é bonita mesmo nas fotos. Há uma coisa aqui que considero sensacional: a gente de Teresópolis! As pessoas que trabalharam comigo aqui guardam até hoje esse sentimento e relação de respeito, tanto com o nosso trabalho, quanto com a natureza dessa cidade e gente maravilhosa”, enalteceu o Desembargador.

Os serventuários, advogados, estudantes e autoridades presentes autografaram seus exemplares e aproveitaram a oportunidade para registrar a ilustre presença

Os serventuários, advogados, estudantes e autoridades presentes autografaram seus exemplares e aproveitaram a oportunidade para registrar a ilustre presença

Convidado a contribuir com um texto seu no livro do Professor José Marques Domingues de Oliveira, Dr. Carlo Basílico lembra da dimensão e importância de uma presença tão ilustre na cidade. “O Professor é Procurador do Estado aposentado e foi professor de diversas instituições respeitadíssimas. Ele se formou na Faculdade Nacional de Direito, mas estudou em diversos outros países como a Alemanha, e tem sido convidado por diversos outros países sempre. A sua obra é um verdadeiro marco e ele criou uma vertente de estudo do Direito Administrativo muito moderna, até pela sua inquietude. Ele não se limita em retratar e elencar os fatos do Direito Administrativo, mas principalmente, questionar e inovar sempre. O Professor tem uma visão quase que enciclopédica de tudo, o que o torna um jurista praticamente único”, enfatiza o Juiz.

E foi com esse pensamento único e incisivo que o Professor atraiu e cativou o público numeroso, inclusive o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em nosso município, o advogado Jefferson Soares. “É impressionante como um pensamento tão moderno e revigorante pode vir de um senhor de 84 anos como vimos hoje. Impressiona a sua lucidez e progressão de pensamento. Tenho certeza que as palavras que o professor proferiu aqui hoje vão reverberar em todos os presentes que vão sair daqui com vontade de mudar e agir. Saio daqui assim, com muita vontade de mudar”, disse Jefferson. O evento teve o tema: “Políticas Públicas: uma mutação jurídica na pós-modernidade” e aconteceu no Fórum da Carmela Dutra.

 

Postado em Banner principal, Capa, CidadeComentário (0)

Professor Doutor Diogo de Figueiredo faz palestra em Teresópolis

O Juiz titular da primeira Vara Cível de Teresópolis, Carlo Artur Basílico, além de ser um dos colaboradores do livro lançado hoje, é também o responsável pela representação da EMERJ em Teresópolis, e recebeu nossa equipe em seu gabinete para lembrar da importância e dimensão da presença do Professor no evento

O Juiz titular da primeira Vara Cível de Teresópolis, Carlo Artur Basílico, além de ser um dos colaboradores do livro lançado hoje, é também o responsável pela representação da EMERJ em Teresópolis, e recebeu nossa equipe em seu gabinete para lembrar da importância e dimensão da presença do Professor no evento

REFERÊNCIA NO DIREITO NACIONAL

– Emérito da Escola de Magistratura discute o Direito Administrativo e a pós-modernidade em evento especial no Fórum

Um dos maiores pensadores do Direito brasileiro em atividade estará em nossa cidade hoje, 26, para um evento especial organizado pela Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro em comemoração ao lançamento do livro: “Direito Financeiro e Políticas Públicas”. O Professor Doutor Diogo de Figueiredo Moreira Neto, um dos juristas mais completos e requisitados da atualidade, faz uma palestra especial com a participação da comunidade teresopolitana e autoridades municipais. O Juiz titular da primeira Vara Cível de Teresópolis, Carlo Artur Basílico, além de ser um dos colaboradores do livro lançado hoje, é também o responsável pela representação da EMERJ em Teresópolis, e recebeu nossa equipe em seu gabinete para lembrar da importância e dimensão da presença do Professor no evento.

O Professor Doutor Diogo de Figueiredo Moreira Neto, um dos juristas mais completos e requisitados da atualidade, faz uma palestra especial com a participação da comunidade teresopolitana e autoridades municipais

O Professor Doutor Diogo de Figueiredo Moreira Neto, um dos juristas mais completos e requisitados da atualidade, faz uma palestra especial com a participação da comunidade teresopolitana e autoridades municipais

Aliás, Dr. Carlo Basílico lembra de uma característica muito interessante do Professor, que é a sua paixão por Teresópolis. “O Professor Diogo de Figueiredo adotou a cidade de Teresópolis e nós percebemos esse carinho dele em sua extensa produção e publicações. Eu tenho ciência de que são mais de oitenta livros em que o professor inicia suas considerações com Teresópolis e a data referida. Ele faz questão de frisar que todas aquelas meditações e colocações profundas que ele teve foram e aconteceram aqui na cidade de Teresópolis. Então isso é um marco para nós e um prestígio ter a presença do professor. Aliás, essa é uma excelente oportunidade para retribuirmos o carinho que ele tem com nossa cidade”, lembra o magistrado.

Convidado a contribuir com um texto seu no livro do Professor José Marques Domingues de Oliveira, Dr. Carlo Basílico lembra da dimensão e importância de uma presença tão ilustre na cidade. “O Professor é Procurador do Estado aposentado e foi professor de diversas instituições respeitadíssimas. Ele se formou na Faculdade Nacional de Direito, mas estudou em diversos outros países como a Alemanha, e tem sido convidado por diversos outros países sempre. A sua obra é um verdadeiro marco e ele criou uma vertente de estudo do Direito Administrativo muito moderna, até pela sua inquietude. Ele não se limita em retratar e elencar os fatos do Direito Administrativo, mas principalmente, questionar e inovar sempre. O Professor tem uma visão quase que enciclopédica de tudo, o que o torna um jurista praticamente único”, enfatiza o Juiz.

O evento, que tem o tema: “Políticas Públicas: uma mutação jurídica na pós-modernidade”, acontece hoje, 26, a partir das 17h30min, no Fórum da Carmela Dutra, segundo andar, e está aberto ao público. São esperadas as presenças de autoridades do município, estudantes e professores do Curso de Direito e muitos outros. Dr. Carlo também falou do conferência e o seu tema. “O tema da palestra é o Direito Administrativo e a pós-modernidade a proposta do autor, que é um jurista completo e de extrema importância no Direito do Brasil, é repensar o Direito Administrativo no país nos dias de hoje, fazendo, principalmente uma relação entre a atividade do administrador, as políticas públicas e o controle do Poder Judiciário em relação a estas políticas públicas”, explica.

 

 

 

Postado em Banner principal, Capa, CidadeComentário (0)

Unifeso terá programa de acessibilidade

Seminário de Apresentação do Programa de Acessibilidade do Unifeso aconteceu nesta quarta-feira

Seminário de Apresentação do Programa de Acessibilidade do Unifeso aconteceu nesta quarta-feira

– Instituição realiza seminário para apresentar projeto e reestruturação do NAPP

 

Nesta quarta-feira, 11, aconteceu o Seminário de Apresentação do Programa de Acessibilidade do Centro Universitário Serra dos Órgãos, com a presença de dirigentes, funcionários técnico-administrativos e coordenadores de curso. O encontro teve como principais objetivos apresentar o Programa de Acessibilidade, promover conhecimento sobre síndromes e sobre os processos de acessibilidade no ensino superior e apresentar a reestruturação do Núcleo de Assistência Psico-Pedagógica (NAPP).

A professora Verônica Santos Albuquerque, Reitora do Unifeso, situou a ocasião como uma oportunidade de formalizar essa iniciativa. “A Pró-Reitoria Acadêmica já vem trabalhando ativamente tanto para as adequações legais que são necessárias quanto para a melhoria da qualidade da oferta de ensino e do acesso das pessoas à nossa Instituição”, disse ela ao abrir o evento, organizado pelo NAPP. A professora Gicelle Faissal, do curso de Pedagogia do Unifeso e pedagoga do NAPP, ressaltou a importância da implantação do programa de acessibilidade do Unifeso, “visto que hoje estamos recebendo estudantes que têm necessidades especiais, e de acordo com a legislação temos que fazer um atendimento apropriado para cada caso específico”.

O seminário contou palestra da professora Márcia Cristina Soares, coordenadora da Divisão de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação de Teresópolis, que tratou da inclusão no meio educacional. “A inclusão do aluno com necessidade especial é uma política de estado, então é necessário que todos que trabalham na área da educação estejam pensando nesse assunto. Na educação básica essa questão já vem sendo discutida há tempos e hoje vamos trazer essa pauta para o ensino superior”, disse a palestrante.

Outra convidada para compartilhar sua experiência foi a professora Andréia Santana, neurologista infantil e docente no curso de Medicina do Unifeso, que expôs as necessidades especiais que atualmente podem se encontrar em estudantes com possibilidade de ingressar no ensino superior. “Como já temos a inclusão escolar nos ensino fundamental e médio temos que pensar que esses alunos vão chegar ao ensino superior. Por isso vou falar sobre os transtornos e deficiências que esses estudantes portam, mas que permitem que cheguem à faculdade, como distúrbios de aprendizagem, déficit de atenção, sensorial, visual e auditivo”, detalhou a professora Andréia.

 

Legenda

 

Seminário de Apresentação do Programa de Acessibilidade do Unifeso aconteceu nesta quarta-feira

Postado em Capa, CidadeComentário (0)

IBDFAM promove palestra sobre guarda compartilhada

Eveline Miranda (direita) e Helena Sanches chamam a população para participar do encontro nesta sexta-feira

Eveline Miranda (direita) e Helena Sanches chamam a população para participar do encontro nesta sexta-feira

– Instituto busca esclarecer dúvidas sobre a legislação que passa a ser obrigatória em todo o país

 

Sancionada pelo presidente Lula em 2008 e aprovada pelo Senado em 2014, a Lei de Guarda Compartilhada ainda é vista de maneira obscura por muitos pais que estão separados. Para tentar “socorrer” essas pessoas, o IBDFAM (Instituto Brasileiro de Direito das Famílias) vai promover, nesta sexta-feira, 06, uma palestra no Unifeso apresentando as principais diretrizes dessa legislação e esclarecendo dúvidas sobre o assunto. Entre os convidados da mesa de debate estão uma assistente social, um defensor público e uma psicanalista.

Helena Sanches, Vice-Presidente IBDFAM, explica que o evento vai contar com quatro especialistas da área de Direito da Família. “Vamos ter quatro palestrantes, sendo um convidado do Rio de Janeiro da Segudan Vara de Família do Méier, Dr. Marco Antônio, que é Defensor Público, teremos a fala da nossa presidente do IBDFAM, que é a Mariza Gaudio, advogada muito atuante na Vara das Famílias, teremos a Dra. Eveline, que é Psicanalista, ela também faz parte do instituto e vamos ter a assistente social da Vara de Família aqui de Teresópolis que é a Dra. Ana Paula”.  Entre os convidados estão o Defensor Público Marco Antônio Guimarães Cardoso, a advogada Marisa Guadio, a Psicanalista Eveline Miranda, e Ana Paula Monteiro Paixão, assistente social.

Postado em Capa, CidadeComentário (0)

Palestra sobre o futuro da água em Teresópolis

O encontro foi idealizado pelo médico Drº Augusto Edmundo Braga

O encontro foi idealizado pelo médico Drº Augusto Edmundo Braga

– Viação Dedo de Deus sedia evento sobre problema da escassez

 

Empresários e profissionais de diversas áreas participaram, na última segunda-feira, 19, da palestra “O Futuro da Água em Teresópolis”, que aconteceu no auditório da Viação Dedo de Deus. O encontro foi idealizado pelo médico Drº Augusto Edmundo Braga e teve como objetivo principal conscientizar sobre a escassez de água, principalmente em Teresópolis.

Entre os itens abordados, Drº Augusto falou sobre a projeção para o futuro: escassez de água nos próximos anos. “Nosso país conta com recursos hídricos em abundância, o que levou à disseminação de uma cultura de despreocupação e desperdício de água. O uso do consumo consciente depende do conhecimento. É preciso entender sobre a falta de água de qualidade e que principalmente as autoridades se conscientizem a respeito”. Durante a reunião, o Diretor da Viação Dedo de Deus, Saulo Geraldo, abordou dois assuntos em que demonstra a preocupação da empresa com o meio ambiente: a ação de troca de óleo de cozinha usado por barra de sabão ecológico e o sistema ARLA 32.

Postado em Capa, CidadeComentário (0)

Dia da Doação de Leite Humano lembrado na cidade

A dona de casa Roseli é uma das campeãs do Posto de Coleta, chegando a doar até 9 litros por semana

A dona de casa Roseli é uma das campeãs do Posto de Coleta, chegando a doar até 9 litros por semana

– Posto de Coleta do Centro Materno Infantil promove manhã com palestra e confraternização

Se todo gesto ligado de caridade está ligado diretamente à doação e ao desprendimento, o que dizer de um grupo de 30 mães de Teresópolis que doam seu leite materno excedente para salvar vidas de crianças recém nascidas, pré-maturas ou não, que necessitam do precioso alimento? Teresópolis tem um Posto de Coleta ativo e com destaque em produtividade, que funciona no Centro Materno Infantil, na antiga Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima. O trabalho, que vai desde a abordagem em testes do pezinho e vacinações até a coleta do material na casa das doadoras, é realizado por um grupo de profissionais de saúde que se dedicam exclusivamente à causa.
Nesta segunda-feira, dia 19, foi celebrado o Dia Mundial da Doação de Leite Humano. A data foi celebrada com festa no Posto de Coleta do Centro Materno Infantil. As mães doadoras foram convidadas a participar de um café da manhã e de uma palestra, onde receberam novas orientações sobre as formas mais eficientes de manter sua coleta e doações. Em seguida, foram presenteadas com uma jóia e também com uma cesta básica para cada família.
O Posto de Coleta é coordenado pela médica pediatra Conceição Salomão e chefiado pela enfermeira Rachel Rodrigues. Conhecida pelo seu trabalho de incentivo à prática da amamentação, a médica comemora a adesão das mães. “Estou muito feliz. Não espera que viessem tantas mães, até pelas dificuldades de sair com as crianças. Mas elas estão presentes, mostrando por que e para que elas vieram. Estão aqui doando não só o leite, mas o amor que elas têm dentro de si”, festeja.

Nove litros por semana
Entre as mães, o clima é de dever cumprido. A dona de casa Roseli Silva dos Santos é destaque no quesito produtividade. Ela é responsável por uma doação média de até 9 litros por semana. “Vim aqui fazer o teste do pezinho na minha filha e fui muito bem recebida. Me convidaram para participar de uma palestra sobre aleitamento e perguntaram quem queria doar. Me ofereci e, em vez de jogar fora, prefiro ajudar uma criança. Estou doando até hoje e quero continuar até quando tiver leite”, relata a mãe da pequena Gabriela.10
Outra doadora é Steffanie Pereira, mãe do pequeno Isaac, de 4 meses. “Antes de engravidar eu tinha esse desejo de me tornar uma doadora. Quando engravidei fui enviada aqui, conheci o trabalho e comecei a doar assim que meu filho nasceu”, relata.
Essa é a rotina da equipe do Posto de coleta. Sempre que mães procuram o Centro Materno Infantil para vacinar seus filhos ou realizar os exames dos primeiros dias de vida, são convidadas a participar de uma palestra para conhecer o projeto do Posto, que leva toda a sua produção ao Instituto Fernandes Silveira, no Rio, onde o material passa por um processo de pasteurização, eliminando qualquer problema que possa vir da doadora e deixando o alimento em condições de ser consumido por qualquer criança que necessite. Uma pequena porção de 500ml de leite pode alimentar até 10 crianças que necessitem de doação. Em todo o ano de 2013, as doadoras de Teresópolis foram responsáveis por um montante de 300 litros de leite materno.

“Deus vai me dar em dobro”
Para as mães participantes o gesto vai além de uma simples doação. “Eu vejo isso como um ato de amor, não apenar tirar e doar. Quem tem amor, tem tudo na vida. Deus vai me dar em dobro, porque estou ajudando o próximo”, resume Roseli. “Fico muito feliz em salvar essas crianças. Graças a Deus não é o meu filho, mas poderia ser o caso de ele estar num hospital precisando. Se eu tenho, porque jogar fora? Se eu posso ajudar a salvar outros bebês, é melhor assim. Acho um trabalho muito bonito. Outras mães devem se conscientizar e doar também o leite materno”, completa Steffanie.
Uma atração a parte da manhã festiva foi uma exposição sobre o tema, assinada pela fotógrafa Carla Maria de Oliveira. Mãe e doadora, ela registra o aleitamento das outras mães participantes e costuma presentear as colegas com CDs contendo as imagens digitalizadas.
A médica responsável ressalta a importância de participar do programa e explica qual o procedimento para que mães que estejam amamentando façam doações ao Posto. “Elas passam por um questionário de avaliação para saber se têm condições de doar. Em seguida recebem a orientação e os potes para a coleta. É um processo simples e fácil, porque ela só vai doar o seu excedente de leite. Uma vez por semana nossa equipe vai até a casa da doadora e faz a coleta. Em seguida esse material é enviado para o tratamento no Rio de Janeiro”, detalha a médica. O Posto de Coleta funciona na Centro Materno Infantil, que fica na antiga Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima. O atendimento é feito de segunda à sexta-feira, das 8h às 16h.

Postado em Banner principal, Capa, CidadeComentário (0)

PM ensina estudantes a respeitar a escola

Sargento PM Coelho fala aos alunos da Escola Estadual Higino da Silveira durante palestra ministrada sobre vandalismo e depredação

Sargento PM Coelho fala aos alunos da Escola Estadual Higino da Silveira durante palestra ministrada sobre vandalismo e depredação

-Palestra no Higino da Silveira mostrou a gravidade do vandalismo e da depredação

Na tarde desta quarta-feira, 30, alunos da Escola Estadual Higino da Silveira tiveram a oportunidade de acompanhar uma palestra sobre vandalismo e pichações, atividades cujas principais vítimas costumam ser as próprias escolas. Dois sargentos da PM foram até a unidade e fizeram uma palestra audiovisual, onde mostraram quais são as principais ações e suas consequências tanto para os colégios quanto para os alunos, que, sendo menores, também poderiam ser responsabilizados e responder pelo ato infracional cometido. A mesma experiência já foi levada para outras escolas e está à disposição de diretores que porventura passem pelas mesmas dificuldades.
A palestra foi ministrada pelo sargento PM Coelho, que com apoio do também sargento PM Damázio, fez várias explanações sobre o assunto. Imagens ilustrativas e textos sobre leis deram o tom da conversa. “Na realidade começamos com esse trabalho no ano passado. A diretora desse colégio estava com problemas de depredação. Com poucos dias de aulas, teve vaso sanitário quebrado e pichações nos banheiros. Enfim, estava ficando difícil. Ela contatou a PM, pediu ajuda e viemos de imediato. O resultado foi muito legal no ano passado e resolvemos repetir a experiência”, detalha o sargento Coelho.
Durante a palestra, o policial mostrou aos alunos exemplos de dano e de dano qualificado, quando este e praticado com o patrimônio público. Com vídeos e imagens expostas através de projeção, mostrou também que existe diferença entre grafite e pichação, sendo a primeira forma tratada como arte e a segunda, como crime ambiental. A cada projeção, onde fotos e vídeos de carteiras destruídas, paredes pichadas e outra ações eram acompanhadas por burburinhos. “A palestra fala especificamente sobre isso. É um dano público praticado por crianças e adolescentes, tendo como foco essas duas ações de pichação e de depredação, que infelizmente são praticadas na maioria dos estabelecimentos de ensino. Ela vista também estimular o espírito de cidadania, a educação social e a colaboração mútua”, explica.
O explanação desmentiu também o mito de que adolescentes não são punidos quando flagrados cometendo crimes ou delitos. O militar mostrou que a diferença é nominal, já que crime cometido por adultos ganha a nomeclatura de ato infracional, quando cometido por menores de 18 anos. “Muitos não sabem, mas existem medidas socioeducativas, determinadas pelo juiz, para esses infratores”, explica.
De acordo com o sargento Coelho, o mesmo trabalho está sendo feito na Escola Municipal Ginda Bloch e pode ser levado a outras unidades. “Estamos concluindo aqui e no Ginda Bloch. Outros diretores que porventura estejam passando pelo mesmo problema, pela dificuldade em orientar os alunos, basta entrar em contato com a PM. Teremos o maior prazer em visitar a unidade e orientar os alunos”, garante.

Postado em Banner principal, Capa, CidadeComentário (1)

Ziraldo faz palestra para estudantes de Teresópolis

Ziraldo esteve em Teresópolis dentro do Projeto Encontro com o Autor, do Sesc

Ziraldo esteve em Teresópolis dentro do Projeto Encontro com o Autor, do Sesc

– Um público de 1200 crianças lotou a quadra do Sesc para o encontro com o artista

 

Cerca de 1200 crianças lotaram a quadra de esportes do Sesc na tarde desta terça-feira, 12, para conhecer o cartunista e escritor Ziraldo, dentro do Projeto Encontro com o Autor. Ele fez uma palestra para alunos da rede pública e privada de ensino, falando sobre a importância da literatura e da prática da leitura. Os estudantes ficaram muito empolgados ao verem o artista tão de perto.
O projeto desenvolvido pelo Sesc acontece regularmente, sempre com autores diferentes, e desta vez Ziraldo foi o escritor escolhido por conta da identificação dos estudantes com sua obra. Entre os títulos mais conhecidos estão “O Menino Maluquinho” e “Uma Professora Muito Maluquinha”. Todos com texto leve e ilustrações características, feitas pelo próprio artista.
Nem mesmo o forte calor tirou a animação dos alunos que estiveram presentes na visita de Ziraldo à Teresópolis. Antes de subir ao palco, ele atendeu a imprensa rapidamente e falou sobre o projeto. “Eu vim aqui para dizer para essas crianças e para os pais delas, além dos professores, sobre a importância da leitura. Leia para uma criança. Isso é capaz de mudar o mundo. Essa frase é do Einstein, nem é minha, mas é muito verdadeira. A imaginação é mais importante do que o conhecimento e eu sempre digo: Estudar é muito importante, mas ler é ainda mais importante. A partir de hoje não cresce mais nenhuma criança no Brasil que não goste de ler”, disse.  Leia a matéria completa em nossa edição impressa.

Postado em Banner principal, ColunistasComentário (0)

Funcionárias e pacientes do HSJ no Outubro Rosa

O mastologista Carlos Frederico falou às funcionárias e pacientes do Hospital São José dentro das atividades do Outubro Rosa

O mastologista Carlos Frederico falou às funcionárias e pacientes do Hospital São José dentro das atividades do Outubro Rosa

Informações sobre prevenção do câncer de mama fazem parte dos eventos do Outubro Rosa

 

Continuam acontecendo as atividades que celebram o Outubro Rosa, evento mundial que teve início nos Estados Unidos e tem por objetivo divulgar principalmente questões preventivas contra o câncer de mama. Nesta sexta-feira, 18, funcionários de diversos setores do Hospital São José juntaram-se à pacientes da oncologia para ouvir uma palestra ministrada pelo médico mastologista Carlos Frederico de Freitas Lima. Em sua explanação, o especialista falou principalmente sobre a prevenção e da importância do diagnóstico precoce obtido através de exames de qualidade.
Durante sua exposição, Frederico destacou a importância do evento Outubro Rosa. “Foi uma iniciativa da sociedade civil da América do Norte que tomou uma dimensão mundial. É uma difusão de informações e que levam a desmistificação de coisas erradas. Também possibilita que o paciente tenha acesso a exames de qualidade e que ofereçam a detecção precoce e com isso tenhamos resultados melhores de sobrevida e até de cura. O câncer de mama detectado inicialmente tem 100% de cura”, garante. “Então esse tipo de iniciativa é realmente muito positiva e a gente tem que realmente difundir essas informações, sendo que esse é um mês propício para isso”, completa.

Pacientes e funcionárias da Oncologia do São José em momento de confraternização após a palestra do profissional

Pacientes e funcionárias da Oncologia do São José em momento de confraternização após a palestra do profissional

Detecção precoce

O médico insiste na importância de que haja a detecção precoce do problema e dá dicas para as pacientes. “Primeiro de tudo, insisto, é a detecção precoce. Ela é feita através de uma mamografia de qualidade. Não adianta fazer o exame sem os cuidados necessários e que proporcione um erro de interpretação. Em termos de medidas de prevenção primária, recomendamos sempre a mudança de comportamento com adoção de exercícios físicos aeróbicos, diminuição do consumo de álcool e de gorduras, e a manutenção do peso ideal”, recomenda.
Carlos Frederico também falou sobre a Lei 12.732/2012, que prevê um período máximo de dois meses entre o diagnóstico da doença e o início do tratamento da paciente. “Existe uma mobilização muito grande depois que essa lei foi promulgada. Isso é muito positivo, mas acho que ainda há muito que fazer. Muita articulação entre os níveis de atenção básica e secundária para que o especialista faça o tratamento.”, analisa.

Excelência no atendimento

Falando a O DIÁRIO , Carlos Frederico destaca que o setor de Oncologia do Hospital São José alcançou uma excelência no atendimento e que isso tem atraído uma clientela cada vez maior. “Estamos indo para o oitavo ano e vemos um número crescente de paciente. Atribuo isso inicialmente a falta de opção para o tratamento, mas principalmente a satisfação da clientela que nos procura. Acredito que a grande maioria tem um tratamento a contendo e o nosso trabalho é realmente para ampliar esse acesso. Que nós tenhamos cada vez mais uma estrutura capaz de aceitar os pacientes daqui. Lembrando que são 12 municípios que são orientados para serem tratados aqui em nossa unidade”, classifica o médico.

Radioterapia

Frederico diz que o projeto para um futuro próximo vislumbra a aquisição de um equipamento para o tratamento através da radioterapia. “A gente espera que em breve já tenhamos nosso complexo de radioterapia. É um desejo e uma necessidade muito grande. Hoje nossos pacientes que precisam desse tratamento são encaminhados para Petrópolis, o que torna a situação ainda mais desgastante. Então a gente espera que, dentro do projeto do Ministério da Saúde e que já contemplou nosso hospital, que isso aconteça num médio espaço de tempo. Não é um projeto simples e rápido, mas que vai proporcionar que possamos tratar de forma completa os pacientes do São José”, revela.
O setor de Oncologia do Hospital trabalha também em parceria com o Instituto Nacional do Câncer – Inca. “Não é uma exclusividade nossa, existem outras unidades referenciadas também em todo o Brasil. Temos aqui muitos funcionários que são de lá também. Isso traz uma padronização no atendimento, o que é positivo”, finaliza o médico.
Depois da palestra foram distribuídas rosas entre as participantes, que também concorreram a brindes ofertados por parceiros e pela equipe da Oncologia do Hospital São José.

 

Postado em CidadeComentário (0)

Márcio Pacheco anima ‘Noite do Campista’ em Teresópolis

Márcio Pacheco cantou sucessos como ‘Deus é Dez’, ‘Tudo é do Pai’ e ‘Coração Adorador’

– Missionário e deputado faz palestra e fala sobre o tema da Jornada Mundial da Juventude

 

A noite do último sábado, 29 de junho, foi de festa para os campistas de Teresópolis. Aconteceu na Matriz de Santo Antônio, no bairro do Alto, a ‘Noite do Campista’, promovida pelo Acampamento Juvenil. Segundo a organização, cerca de 80 jovens e adultos prestigiaram a festa, que aconteceu no Salão da Igreja e teve como destaque a participação do músico Márcio Pacheco.
O encontro começou com Santa Missa celebrada pelo Padre Thiago de Freitas, que conduziu a Solenidade de São Pedro e São Paulo, conforme calendário litúrgico. Depois do Banquete Eucarístico, todos seguiram para o salão, onde aconteceu o evento com o músico convidado. Márcio Pacheco é músico, evangelizador, fundador da Missão Coração Adorador. Ficou conhecido como líder da Banda Bom Pastor, que ganhou destaque no cenário da música católica. Márcio elegeu-se deputado estadual nas últimas eleições e segue conciliando a carreira de músico e político.

Campistas reunidos com o convidado Márcio Pacheco no evento realizado na Paróquia de Santo Antônio

Tema da Jornada Mundial da Juventude

Em Teresópolis, conduziu momentos de louvor, oração e testemunho durante uma palestra, onde falou sobre o tema da Jornada Mundial da Juventude Rio 2013: ‘Ide e fazei discípulos entre todas as nações’. O objetivo era preparar e formar os participantes para a Semana Missionária da Diocese, que será de 16 a 21 de julho.
Depois do bate-papo, música. Pacheco animou os participantes cantando músicas que são sucesso entre os católicos, como ‘Deus é Dez’, ‘Tudo é do Pai’, ‘Coração Adorador’, entre outras.

Acampamento Juvenil – O Acampamento Juvenil surgiu como um braço do Projeto Evangelização 2000, criado para atender ao apelo do Papa João Paulo II, que convocou todo batizado para uma Nova Evangelização: nova em seu ardor, em seus métodos e em sua expressão. O Acampamento Juvenil é sensível à realidade própria da juventude. Evangeliza-se o jovem a partir dos jovens e de uma metodologia de acordo com tudo o que é inerente à idade e maturidade do jovem. Chegou a nossa Diocese no ano de 1992 e não parou de crescer e de servir à igreja da conversão e formação de cristãos.

Postado em CidadeComentário (0)

Diario TV

Carregando...

Facebook

Twitter Diário TV

Assine nossa newsletter

Loading...Loading...