Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Teresópolis: Parque Municipal recebe apoio para projeto de conservação de primata

Diretores do zoológico de Beauval, na França, estiveram em Teresópolis para registrar trabalho com o Sagui-da-Serra-Escuro

Entre os dias 19 a 21 de novembro de 2022, a equipe do Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis (PNMMT) recebeu o diretor geral e o diretor de ciência e conservação do Zoológico Beauval, da França (uma das instituições mais importantes para conservação da natureza da Europa), para a gravação de um documentário sobre a conservação de uma espécie de primata ameaçada de extinção, o Sagui-da-Serra-Escuro (Callithrix aurita). Esta espécie está no Plano Nacional para a Conservação dos Primatas da Mata Atlântica e dá Preguiça-de-Coleira (PAN-PPMA/ ICMBio) e vem sendo monitorada pela gestão do PNMMT com o apoio desta instituição internacional para a sua conservação. Vale ressaltar que o projeto também tem apoio financeiro da Re:Wild e conta com a parceria do Laboratório de Prototipagem do UNIFESO, que produziu os protótipos de GPS para serem utilizados nos animais. Além destes, o Centro de Primatologia do Rio de Janeiro (CPRJ) participa do projeto com apoio técnico e logístico para atividades de cativeiro e campo.
A filmagem foi com o objetivo de capturar um indivíduo desta espécie (C. aurita) e conseguir instalar junto ao seu corpo um equipamento GPS, que ficará coletando dados de maneira automática em campo. A tecnologia permitirá ampliar a coleta de dados de área de vida e movimentação do animal com maior precisão, auxiliando no entendimento do comportamento da espécie. Esta iniciativa é pioneira (com a espécie), e está sendo iniciada aqui no município de Teresópolis, no PNM Montanhas de Teresópolis.
É importante dizer que todo procedimento foi feito respeitando questões éticas, de saúde e segurança animal, bem como com as devidas autorizações legais. Estar envolvido em ações deste porte com instituições como a Beauval e a Re:Wild projeta o Parque no cenário da conservação internacional, bem como auxilia na captação de recursos para a conservação de espécies ameaçadas. Nos próximos anos, a gestão, em parceria com o Programa de Conservação Saguis-da Serra (PCSS), continuará o trabalho de pesquisas e acompanhamento em campo desta espécie ameaçada. Importante destacar que o projeto, além das instituições internacionais de apoio, ganhou um Edital Nº1 de 2022 do Fundo de Meio Ambiente de Teresópolis, essencial para seu futuro.

A equipe do Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis recebeu o diretor geral e o diretor de ciência e conservação do Zoológico Beauval, da França, uma das instituições mais importantes para conservação da natureza da Europa – Divulgação PNMMT

Ações de campo
Juntamente com ações de campo, atividades de educação ambiental estão sendo planejadas para tornar a espécie nativa da Mata Atlântica conhecida, de modo a conscientizar a população de Teresópolis sobre a importância desta espécie de Sagui para o município. Além disso, espera-se também a promoção de incentivos a pesquisas científicas na unidade de conservação que se objetivem a entender ainda mais a importância da espécie para o Parque.

Divulgação PNMMT

O parque
Criado em 6 de julho de 2009, com uma área de 4.397 hectares, o Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis abrange parcialmente alguns bairros e localidades, tais como: Campo Grande, Caleme, Posse, Salaco e Granja Florestal – na cidade, Santa Rita e Ponte Nova – no interior. Faz limite com Petrópolis e São José do Vale do Rio Preto.

Edição 02/03/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Mutirão de inscrições do Pré-vestibular Social em Teresópolis

Capela mais antiga de Teresópolis ganha rota cultural

É preciso quitar todas as dívidas do veículo para obter o CRLV 2024

Fla bate Madureira no Maracanã por 3 a 0 e conquista Taça Guanabara

Do abrigo para o lar, a importância das feiras de adoção de pets

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE