Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Rota Serra Verde Imperial inaugura sinalização em Teresópolis

Roteiro de cicloturismo conecta nosso município a Sumidouro, Novo Friburgo e Petrópolis

Marcello Medeiros

De Capital Nacional do Montanhismo, futuramente Teresópolis poderá ser referência também em cicloturismo. Em fase final de implantação, a Rota Serra Verde Imperial, que conecta o município a Sumidouro, Nova Friburgo e Petrópolis por um longo caminho sinalizado e autoguiado, tem grande expectativa de sucesso diante de tantas belezas e experiências diferentes que oferece a quem se propõem a percorrer os 235 quilômetros entre três dos quatro municípios citados. Petrópolis será anexada ao circuito através de um ramal ligando Itaipava a localidade de Cruzeiro, já em Teresópolis, portando com uma distância diferente a ser percorrida. E, nesta segunda-feira, a Rota Serra Verde Imperial inaugurou as suas duas primeiras grandes placas de sinalização, a inicial, em um bonito totem na Praça da Matriz de Santa Teresa, na Várzea, e a que indica a sua conclusão, na Praça Senta a Pua, no Soberbo. “A gente trabalha para ter um produto estruturado, tem que ser bem demarcado para que o cicloviajante chegue à cidade e saiba onde começar, por isso a primeira placa no marco zero, para os que já estão começando já cheguem e se identifiquem, façam as primeiras tomadas fotográficas que irão ajudar na divulgação, e também na chegada ao Soberbo, onde ele poderá registrar com orgulho ter concluído”, conta um dos idealizadores do projeto, o atleta Gustavo Alves.

A placa do “marco zero” foi instalada na Praça da Matriz com a devida autorização do Padre Jorge, responsável pela Igreja de Santa Teresa, e conta com informações sobre distância, altimetria, plano altimétrico e um mapa indicando o traçado da rota. Desde o movimento embrionário desse projeto, a secretaria de Turismo de Teresópolis tem dado todo o apoio para a sua realização, inclusive fazendo as conexões necessárias com os municípios vizinhos e entidades ligadas ao setor. “É um trabalho de fundamental importância para o município, é uma das etapas que tínhamos que cumprir dentro do plano diretor do prefeito e foi bom ter encontrado um grupo sério para essa realização, fazendo uma sinalização de altíssimo nível, com uma estrutura bem feita, dando todo suporte no site. Ela fica dentro da GR que é a Serra Verde Imperial, ainda não contempla todos os municípios da região, mas estão abraçando e descobrindo coisas incríveis. E tudo isso tem a ver com o Turismo Rural, Turismo de Aventura, tudo a ver com a nossa Teresópolis e região”, pontua a secretária Beth Mazzi.

Beth Mazzi, secretária municipal de Turismo, Gustavo Alves, um dos organizadores da Rota, e o subscretário de Turismo no Marco Zero da rota de cicloturismo. Foto: Marcello Medeiros/Diário

Crescimento
O incentivo nesse setor tende a garantir mais recursos para moradores das localidades cortadas pela Rota, além de um novo nicho de trabalho para os guias de turismo. “Nas feiras que temos participado, temos recebido muitas perguntas sobre locais para pedalar e temos tudo que eles querem nas nossas montanhas, é uma área que se explorada de forma consciente tem muito a acrescentar”, destaca Beth Mazzi. “Teresópolis tem um potencial muito grande com o mountain bike há muitos anos e turisticamente falando a Rota vai ajudar muito mais, será um nicho a ser explorado pelos guias de Turismo de Teresópolis e região, especialmente os de montanha, que geralmente já conhecem esses locais onde saem para fotografar, para passear, e agora poderão desenvolver mais um trabalho, é um grande potencial”, completa o subsecretário de Turismo de Teresópolis, Henrique Silva, destacando ainda que a pasta recebeu a doação de mil mudas de Ipê Amarelo, que serão distribuídas ao longo do percurso.

Mais sinalização e procura
Em breve, novas placas serão instaladas nos quatro municípios contemplados pela rota de cicloturismo. Além disso, também estão sendo pintadas as tradicionais setas amarelas, que têm origem no Caminho de Santiago de Compostela e hoje indicam rotas de peregrinação e turismo em todo o mundo. E, mesmo antes da conclusão da sinalização e inauguração oficial, a Rota Serra Verde Imperial já tem sido percorrida por ciclistas locais e visitantes de outros municípios. “Já tem uma procura boa. Com o lançamento do site na semana passada já começou a ter divulgação maior, mais informações para os interessados a frequentar a Rotas, lá ele pegam informações sobre o percurso, quantos dias fazer, hospedagem… Recebemos um grupo de Nova Iguaçu e para o Carnaval tem um grupo de Belo Horizonte agendado, além de muita gente daqui também”, relata Gustavo Alves.

Mais sobre a Rota
Usando como referência principal estradas de terra batida e trilhas, o trajeto tem 235 quilômetros e 4.526 de altimetria acumulada, com o tempo para ser percorrido variando de acordo com o preparo físico e dias livres que tiver o cicloviajante. Foram mapeadas possibilidades de hospedagem para dois, três ou quatro dias de aventura, por exemplo, com possibilidade de se fazer etapas mais curtas e até ampliar o calendário, se for o caso. Agora, para quem tem muita disposição, também é possível percorrer tudo em apenas um dia… Entre os atrativos turísticos ao longo dessa distância toda, plantações rurais, muitas montanhas e vales, rios e cachoeiras, localidades como o Vale dos Frades e o Parque Estadual dos Três Picos – unidade de conservação que também tem dado apoio à criação da Rota. Em Teresópolis, ela tem apoio também da Associação Bike Terê e do Centro Excursionista Teresopolitano (CET). Saiba mais sobre o percurso em A riqueza do detalhe… A bicicletinha enfatiza o movimento em substituição à sinalização turística local, que tem uma coroa em referência a Terra de Teresa. Foto: Marcello Medeiros/Diário

Também estão sendo pintadas as tradicionais setas amarelas, que têm origem no Caminho de Santiago de Compostela e hoje indicam rotas de peregrinação e turismo em todo o mundo. Foto: Marcello Medeiros/Diário
Edição 22/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Temporal mata cinco pessoas no estado do Rio

LADRÕES DE RESIDÊNCIAS: Troca de tiros e quadrilha presa na Barra do Imbuí

Flávio Dino toma posse como ministro do Supremo Tribunal Federal

Bolsonaro não responde à PF em depoimento sobre golpe de Estado

Governo do Estado atua nas cidades afetadas pelas chuvas

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE