Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Ação de trânsito visa conscientizar os motoristas sobre os direitos de PCD em Teresópolis

Guarda Municipal e Conselho da Pessoa com Deficiência realizam ato conjunto No dia Nacional de Luta da Pessoa Com Deficiência

No dia Nacional de Luta da Pessoa Com Deficiência, a Secretaria de Segurança Pública, através da Guarda Municipal, em parceria com a o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMDDPCD), realizaram uma ação de conscientização no trânsito para motoristas que ainda insistem em utilizar as vagas exclusivas para Pessoas Com Deficiência (PCD).
Intitulada “Essa vaga não é sua nem por um minuto!”, a campanha, realizada todos os anos desde 2018, espalhou pelas vagas exclusivas no entorno da Praça Santa Tereza, cadeiras de rodas, evitando assim que os motoristas insistissem em estacionar de forma indevida. “O intuito da ação de hoje é mostrar ao condutor sem deficiência que chega na vaga, vê a cadeira de rodas e pensa “poxa, eu poderia estacionar aqui”, que essa é a mesma sensação que os PCDs sentem quando encontram a vaga exclusiva para eles ocupada indevidamente.” afirma Félix, Coordenadora da Guarda Municipal.
Além da Guarda e de representantes do Conselho Municipal da Pessoa Com Deficiência, se juntaram ao ato representantes de todos os CRAS de Teresópolis e do Projeto Superação – Jiu-jitsu down. A Presidente do CMDDPCD, Cristiane da Rocha Silva, falou sobre a importância de ações de conscientização aconteçam durante todo o ano e não só em datas específicas: “O Setembro Verde é o mês de luta da pessoa com deficiência, mas a luta dos PCDS acontece durante todo o ano. Nós enfrentamos barreiras e sofremos discriminação diariamente então hoje nós estamos fazendo um pequeno movimento de protesto no transito com relação as vagas, que a gente não tem o respeito das pessoas que param indevidamente, sem a credencial. Hoje, algumas pessoas tentaram entrar na vaga e quando foram impedidas falaram “mas eu preciso da vaga”, e se sentiram da maneira que nós nos sentimos durante todo o ano. A Ação de hoje é sobre se colocar no lugar do outro, e garantir que quando a pessoa com deficiência saia de casa, ela não tenha nenhum direito violado”.

Edição 23/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Chuvas no estado do Rio provocam ao menos sete mortes

Justiça Federal determina retorno de Adélio Bispo a Minas Gerais

Ônibus: novas tarifas intermunicipais entram em vigor neste sábado

Sexta e sábado com feira de adoção de cães na Várzea

Asfalto ficou na promessa e Vale dos Cedrinhos segue quase intransitável

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE