Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Alerj instala mais duas comissões permanentes

Novas frentes são a de Defesa do Consumidor e de Prevenção ao Uso de Drogas

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) instalou duas novas comissões permanentes, nesta terça-feira, 28, com a eleição de seus presidentes e vice-presidentes: a Comissão de Defesa do Consumidor (Codecon) e a Comissão de Prevenção ao Uso de Drogas e Dependentes Químicos. Esses colegiados têm a função de dar parecer sobre temas abordados em projetos ou mensagens, além de realizar audiências públicas para discutir assuntos de interesse parlamentar e da população fluminense. A Codecon foi criada, fundamentalmente, para prestar um serviço gratuito de atendimento à população fluminense. A Comissão segue sendo presidida pelo deputado Fábio Silva (União), que foi reeleito ao cargo e terá como vice-presidente o deputado Dionísio Lins (Progressistas).
“Com muita honra a gente inicia mais uma legislatura. Agradeço aos deputados que me confiaram novamente a condução desse trabalho. Somente no ano passado a comissão resolveu mais de dez mil casos e nesta nova legislatura queremos dobrar esse número, contando com os atendimentos do Ônibus de Defesa do Consumidor, do Alô Alerj e pelo nosso whatsapp”, afirmou o deputado Fábio Silva. Ainda compõem a comissão como integrantes efetivos os deputados Thiago Rangel (Podemos), Douglas Ruas (Partido Liberal) e Carlinhos BNH (Progressista).Os cidadãos que se sentirem prejudicados podem fazer suas reclamações através dos canais de atendimento da Codecon (0800-282-7060). O atendimento segue das 9h às 18h, confirmou o presidente da comissão.

Prevenção ao Uso de Drogas
Já a Comissão de Prevenção ao Uso de Drogas e Dependentes Químicos terá como presidente o deputado Danniel Librelon (REP), tendo como vice o parlamentar Samuel Malafaia (PL). Durante a reunião, Librelon propôs a realização de reuniões nos municípios de Angra dos Reis, Nova Iguaçu, Duque de Caxias e Campos dos Goytacazes devido aos altos índices de pessoas dependentes de substâncias. Ele destacou, ainda, que o número de atendimentos de dependentes químicos no Sistema Único de Saúde (SUS) teve um aumento de 54% em três anos, segundo levantamento do Ministério da Saúde.
“Esses dados são muito preocupantes, e a prevenção é o caminho mais eficaz e mais barato para que possamos combater o uso de drogas. Precisamos dar voz às pessoas que têm o desejo de sair da dependência dessas substâncias e às famílias desses cidadãos. Pretendemos realizar audiências públicas e promover a fiscalização das clínicas terapêuticas, pois acreditamos que esses instrumentos são braços fortes no combate ao uso de drogas”, explicou Librelon. Os deputados Dr. Pedro Ricardo (PROS), Fred Pacheco (PMN) e Giselle Monteiro (PL) também integram a comissão como membros efetivos.

Tags

Compartilhe:

Edição 20/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Trilha mais antiga da Serra dos Órgãos completa 183 anos

“PREFEITO, CADÊ O DINHEIRO DA CAUSA ANIMAL?” Protetoras visitam canil e denunciam insalubridade

Feriado de São Jorge com promoção no Parc Magique do Le Canton

A festa pelo livro de Edinar Corradini

Anvisa mantém proibição ao cigarro eletrônico no país

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE