Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Anabolizantes em farmácia: PMT vai apurar uso de receituários da Saúde

Foi aberto inquérito para saber se documentos foram obtidos irregularmente ou são apenas cópias

Questionada pelo Jornal O Diário de Teresópolis sobre o encontro de receituários da Secretaria Municipal de Saúde, com indicação do PSF Fonte Santa, em apreensão de anabolizantes vendidos ilicitamente em uma farmácia na Várzea, a Prefeitura informou na tarde desta terça-feira, 26, que foi aberto um Procedimento Administrativo com objetivo de verificar o caso. “A investigação já em curso buscará os responsáveis, caso os documentos sejam originais e de responsabilidade do profissional médico. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, há um controle rigoroso da entrega destes formulários por estes profissionais médicos, inclusive com termo de responsabilidade e habilitação junto ao CRM, para utilização do receituário B de prescrição de substâncias psicotrópicas”, destaca a nota.

Ainda sobre a denúncia, a SMS afirma as providências foram tomadas, mas a princípio não há confirmação sobre a veracidade dos formulários; que podem ter sido irregularmente impressos, com carimbo irregular e com responsabilidade dos profissionais envolvidos. “O assunto é policial e não cabe à SMS apuração, se limitando somente com a colaboração junto à polícia ou inquérito”, justificou o governo municipal.

Relembre o caso
Dois homens, um de 25 e outro de 40 anos, funcionários de uma farmácia na região central do município, foram autuados no último fim de semana pelo crime de tráfico de drogas. De acordo com o que foi apurado pela Polícia Reservada do 30º BPM, a P2, eles estariam realizando, clandestinamente no estabelecimento, a venda de produtos anabolizantes. Com os dados passados ao Disque-Denúncia (190, 2742-7755 e 99817-7508), os militares estiveram na farmácia na tarde de domingo. Recebidos pelo proprietário, ele disse desconhecer tal situação, chamando o funcionário indicado na denúncia para prestar esclarecimentos. Segundo a polícia, o outro acusado, que estava de folga, confessou que “às vezes revendia algumas ampolas a uns clientes”. No armário dele, indica a polícia, foram encontradas 38 ampolas do medicamento Durateston, uma sacola contendo diversos talões de receituários controlados, com nomes de diversos médicos, inclusive da Secretaria Municipal de Saúde, um carimbo médico e R$ 50. O caso foi apresentado na 110ª Delegacia de Polícia, onde o material considerado ilícito ficou apreendido. Os profissionais da saúde indicados nos receituários e carimbos devem ser acionados para prestar esclarecimentos.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Edição 13/08/2022
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Notícias falsas nas eleições de 2020 preocupam especialistas

Policial de férias prende acusado de tráfico na entrada da cidade

Policial civil denunciado por lavagem de dinheiro é preso no Rio

Magalu vai abrir loja em Teresópolis e inicia processo de contratação

Petrópolis x Teresópolis, a travessia mais bonita do Brasil