Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

“Auto de João da Cruz”: peça de Ariano Suassuna é atração no Sesc Teresópolis  

Escrito pelo autor pernambucano em 1950, texto segue com apresentação no município em espetáculo dirigido por Inez Viana   

 Passadas sete décadas desde que foi escrita por Ariano Suassuna, a peça teatral “Auto de João da Cruz”, chega neste sábado (30/09), às 19h30, na unidade do Sesc Teresópolis, com montagem inédita da Cia OmondÉ, dirigida pela atriz e diretora Inez Viana. Os ingressos a preços populares, custam R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia)  

Escrito em 1950, o texto está ancorado em elementos frequentes na obra do autor, como os clássicos “O Auto da compadecida” (1955) e “O santo e a porca” (1957). A narrativa recria o clássico “Fausto”, de Goethe, pincelando referências a cordéis populares, para traçar a saga de um sertanejo perdido num excesso de ambições.   

A peça narra a história de João, jovem ambicioso que, inconformado com a ausência do pai e com a miséria em que vive, resolve sair de casa, deixando tudo para trás, em busca de riquezas. Ao mesmo tempo em que vai perdendo sua humanidade, João vai se distanciando da família e dos amigos e se transformando em um homem frio e perverso. Quando, enfim, recobra a consciência, já é tarde demais para se arrepender dos males que causou.   

Com direção de Inez Viana, a obra teve sua primeira montagem profissional pela Cia OmondÉ, que ganhou o texto de presente de Dantas Suassuna, filho de Ariano.    

“Suassuna é eterno, atemporal, nunca sairá de moda. A história dessa peça é sobre a insana ambição humana, que pode levar o homem a se perder de seus valores mais profundos e a cometer os piores crimes. Infelizmente, é um texto extremamente atual”, ressalta a diretora, que manteve uma profícua parceria com o escritor em outros trabalhos nos últimos 16 anos.   

A trama é apresentada pelos atores André Senna, Carol Pismel, Elisa Barbosa, Iano Salomão, Junior Dantas, Leonardo Bricio, Luis Antonio Fortes e Zé Wendell.    

ACia OmondÉ completa 15 anos em 2024 e teve início com outro texto de Suassuna, “As Conchambranças de Quaderna” (1987), obra igualmente inédita à época em que foi levada à cena pela primeira vez (em 2009) — “omondé”, é um termo cunhado pelo escritor. O grupo tem em seu repertório oito peças, todas de autores brasileiros, clássicos e contemporâneos, como Nelson Rodrigues, Grace Passô, Jô Bilac e Alcione Araújo.   

SERVIÇO   

Peça “Auto de João da Cruz”, de Ariano Suassuna   

Sábado, 30/09, às 19h30  

Sesc Teresópolis (Av. Delfim Moreira, 749 – Várzea)  

Ingressos: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia), gratuito (credencial plena Sesc e público cadastrado no PCG).   

Classificação: 14 anos. 

Edição 20/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Fim de semana com Ney Matogrosso e Mart’nália em Teresópolis

BR-116: 14 radares fixos começam a funcionar no dia 22

Homem é preso com oito granadas em Teresópolis

Teresópolis: Vale dos Frades vai receber festival de música e arte da montanha

“Não dá pra ficar bem informado sem ele”

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE