ASSISTIR AO VIVO

REDES SOCIAIS

INSCREVA-SE NO

Bandido é quem acusa sem dizer quem!

Data: 09/02/2019

Anderson Duarte

Algumas pessoas, até hoje ainda me perguntam o que fez com que nunca quisesse sair da cidade, afinal, dizem até que levo certo jeito para o que faço e teria mais oportunidades em uma cidade grande e tal! Mas nunca me importei com isso de verdade, tanto com relação às oportunidades, como se eu levo ou não jeito para fazer o que faço. Sempre fui motivado por entender que aqui era o local ideal para criar os meus filhos e que a cidade, de alguma forma, precisava do meu empenho. O tempo me mostrou que estava certo, tenho dois filhos absolutamente bem criados, profissionais nas áreas que escolheram e até já ganhei um neto! Diga-se de passagem, um dos mais maravilhosos presentes que Deus me permitiu ter a honra de ter. E quanto à cidade, tenho certeza que tenho sido importante sim.
Em 2019, completo 20 anos de imprensa, ou seja, duas décadas inteiras de dedicação a informação, a prestação de um serviço de qualidade e de uma relação íntima com as questões que envolvem o dia-a-dia do teresopolitano. Íntima porque senti na pele muitas das fragilidades que reportei ao longo destes anos e vi o quanto os que não comungam desta mesma relação podem ser nocivos para a nossa terra. E como vi gente desrespeitando a cidade! Mas até hoje, em todo esse tempo de reportagens mostrando desserviços, atos de corrupção, cobrando e brigando com as armas da comunicação por uma cidade mais justa e descente para o seu cidadão, nunca tinha sido chamado de BANDIDO por nenhum governante que por aqui passou. Nem os mais inescrupulosos deles. Mas eu entendo a resposta do atual prefeito. E não estou sendo irônico, entendo mesmo!
Generalizar o trabalho da mídia local e desconhecer quem é imprensa e quem é apenas aventureiro ou aproveitador é um comportamento absolutamente compreensível para um prefeito como o Vinícius. Sua política de comunicação institucional é pautada em ideias ultrapassadas e equivocadas e que não dão certo nem mesmo no universo empresarial, sem contar que no âmbito da administração pública, comunicar-se com a população de forma eficiente não é apenas uma questão de visibilidade ou projeção, mas uma necessidade legal. Optar por lives em Facebook e fingir que a impressa regular não existe, não é apenas ruim do ponto de vista da visibilidade, mas também um ato de improbidade deste administrador. Uma cidade nunca foi, nem nunca será uma empresa! Não dá pra fechar as portas de um município se não der certo, muito menos mudar de ramo se estiver ruim. Quem administra uma cidade precisa fazer dar certo, mas sem esquecer que isso não se faz a qualquer custo, é preciso respeitar o ser humano.
E justamente com respeito encerramos essa nossa conversa de hoje. Acusar alguém de ser financiado pela “velha política” para agir de forma antiética é mesmo algo muito sério, e que se tiver comprovação pode até dar cadeia para quem o faz. Mas é preciso que se apure também os que estão sendo financiados pela “nova política” para mostrar uma cidade que não existe, ou seja, que não tem buracos, não falta saúde e que respeita os contribuintes. Nada disso é verdade! O atual governo não promove nenhuma destas ações a contento, e nem precisa me financiar para dizer isso, eu estou vendo todos os dias, e a população também. Aliás, se o gestor puder dar uma olhadinha nas próprias redes sociais da prefeitura saberá que não é aquela cidade dos powerpoints maravilhosos e dos encontros com autoridades que vive a esmagadora maioria da nossa população. Quanto aos bandidos, eles sempre existiram, e muito provavelmente nunca nos deixarão em paz, cabe ao cidadão de bem saber reconhecer quem é ou não um deles. Uma dica: veja quantos jornalistas estão no sistema carcerário hoje e quantos políticos estão na mesma situação! Isso pode explicar muita coisa! Até a próxima.

Compartilhar:






ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Programa estadual realiza primeiro transplante cardíaco de 2019

Moro defende mais rigor na punição a homicidas

Defesa Civil sinaliza acesso a pontos de apoio em nove bairros

Após tragédia, futuro do Ninho do Urubu está indefinido

Teresópolis está sem vacina contra a raiva humana

        2742-9977   |   leitor@netdiario.com.br   |  Rua Carmela Dutra, 765 - Agriões Teresópolis/RJ