Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Casa de acolhimento de idosos será reaberta

Após dois anos e meio, Lar Feliz voltará a formar sua grande família da terceira idade

Marcello Medeiros

Foram 30 meses de luta, mas, para alegria dos aposentados atendidos pelo Lar Feliz – Casa Evangélica para Idosos, o sofrimento chegou ao fim. O espaço localizado em Providência, no Segundo Distrito, foi interditado em meados de janeiro de 2016, após um forte temporal que causou danos em várias partes do município e o transbordamento do Rio Paquequer, que atingiu parte do prédio da instituição. Depois que a água baixou, vieram os problemas. Além de perdas materiais, exigências legais para que o prédio pudesse voltar a receber aqueles que na maioria das vezes precisam de uma família muito além dos laços sanguíneos para viver a terceira idade. Diversas alterações foram realizadas no espaço e, etapa por etapa foi vencida para garantir a reabertura, momentos difíceis que foram vencidos com o apoio de diversos amigos. “Foi muita luta durante esses mais de dois anos, mas felizmente tivemos muitos parceiros, instituições, igrejas, pessoas que ajudaram bastante. Foram várias etapas vencidas. Por conta disso vamos fazer neste domingo, às 15h, o culto de reinauguração do Lar Feliz. Contamos com a presença de todos lá. Todas as igrejas e religiões, todos parceiros e quem mais quiser conhecer e nos ajudar nesse projeto”, enfatizou a Assistente Social do Lar, Ana Maria, em participação no programa Diário da Manhã, da DIÁRIO TV, nesta sexta-feira. 
Além do momento religioso em agradecimento pelo resultado positivo após tamanha barreira vencida, acontecerá neste domingo atendimento para pessoas e familiares de interessados em obter uma vaga no espaço. Nos últimos dias, a equipe do Lar Feliz realizou diversas visitas a candidatos a retomar suas vidas na instituição. Neste domingo também será realizado um bazar, montada uma barraca com papa de milho, caldo de cana, pastel e milho cozido, haverá brincadeira para as crianças e uma carroça de churros.
Na página do Lar Feliz na rede social Facebook, o Pastor Paulo Cesar Pimentel, presidente da instituição, relatou que a casa será reaberta quando fechar o número mínimo de 25 idosos e que continuarão sendo realizadas pequenas obras para melhorar o espaço. “Somos muito gratos aos amigos que nos apoiam financiando esses”, pontuou. Quem quiser contribuir de alguma forma com o espaço, se voluntariando ou fazendo doações, pode entrar em contato com os telefones (21) 96897-2170 e 2643-6704.

 

Uma história feliz
Localizado em Providência, a 23 quilômetros do Centro, o Lar Feliz – Casa Evangélica para Idosos estava há três anos realizando o atendimento ao público da melhor idade que precisa de auxílio além do que pode ser oferecido pelas suas próprias famílias nessa fase da vida. A instituição funciona no quilômetro 60 da Rio-Bahia, próximo ao ponto final do ônibus daquela localidade e vizinho de onde fica o sistema de captação da Cedae. Na ocasião do fechamento, abrigava 22 pessoas, sendo 18 mulheres e seis homens e tinha expectativa de ampliar para 40.
“O Lar Feliz é uma casa para abrigar idosos que não podem mais continuar na convivência familiar, que muitas vezes sobrecarregam a família. Então, somos parceiros das famílias, ou seja, aqui é uma extensão da família com seu idoso. Não é um asilo, um termo antigo, é uma instituição de longa permanência para idosos, onde recebem um complemento melhor de alimentação, tratamento de saúde, atenção na medição da pressão artéria, glicemia, entre outros. Geralmente, eles chegam com complicações diversas porque em casa não tem esse acompanhamento, então o Lar Feliz coloca o idoso com a saúde estabilizada, na parte nutricional e de medicação. Aqui, ele realmente fica em um lar feliz”, explica o Pastor Paulo Cesar Pimentel.
Trabalham no local enfermeiros, assistente social e fisioterapeuta, além do pessoal de apoio da cozinha, manutenção e outros profissionais que se desdobraram para deixar o espaço mais confortável possível para a turma da melhor idade. Quando a reportagem do jornal O DIÁRIO visitou o espaço em 2015, foi muito bem recebida pela equipe do Lar Feliz e seus moradores, como as aposentadas Yara Medeiros Ramos, de 73 anos, e Diva Ferreira, de 83. “Sempre falei que tinha vontade de ir para um spa, mas não tinha condição. Mas agora estou em um spa, onde perdi 17 quilos desde que cheguei. Aqui é muito bom. Temos enfermeiro 24 horas por dia, uma equipe de trabalho eficiente e amigos. Lá fora a base para cuidar de um idoso é de R$ 1.500 a R$ 2 mil, só para cuidar, e aqui nós temos tudo”, relatou Yara. “Aqui é muito bom, gosto bastante”, completo Diva, que estava no Lar desde sua abertura, em janeiro de 2013.

 

 

Tags

Compartilhe:

Edição 22/06/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Festival Sesc de Inverno confirma 15 atrações musicais

Teresópolis vem fazendo de tudo pela Imperatriz

PM apreende armas, munições e veículos clonados em Teresópolis

“Perdeu Mané, não amola.”

Teresópolis multada pelo descaso com o Hemonúcleo, que continua fechado

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE