Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Chuva de granizo atinge propriedades na Zona Rural

Meia hora de chuva provocou muitos estragos nas plantações do 2º Distrito

Na tarde da última segunda-feira, 25, uma chuva de granizo que durou aproximadamente 30 minutos provocou muitos estragos nas lavouras localizadas na região de Água Quente, no 2º Distrito de Teresópolis. 

Produtor rural da Região, o ex-vereador Fabinho Filé postou imagens em sua rede social mostrando parte do estrago provocado pelas pedras de gelo em lavouras de couve. Segundo os relatos dele e de outros produtores da região, os estragos só deverão ser recuperados em um mês. Registros oficiais dão conta que os locais onde houve maior registro de chuvas na última segunda-feira foram os bairros do Caleme e da Granja Florestal, com 30 e 22 mm, respectivamente.

Esse fenômeno é produzido pelas nuvens cumulonimbus, sendo provocado por um movimento atmosférico e a baixa altura do nível de congelamento. Ou seja, o frio congela a água presente nas nuvens, esse gelo é precipitado e não se transforma em água antes de atingir o solo. Quando atingem tamanhos prejudiciais, podem causar danos graves a construções, carros e, como registrado em Teresópolis, à agricultura. 

Mais chuvas

As chuvas fortes serão acima da média neste verão. A estação mais quente do ano e consequentemente, a com maior registro pluviométrico começou na última quinta-feira, 21. O verão é caracterizado, normalmente, por temperaturas elevadas em todo o país e com mudanças rápidas nas condições de tempo, com chuvas e ventos fortes, queda de granizo e raios, em todas as regiões do Brasil. Com a presença do La Niña, pode ocorrer chuva mais contínua nas regiões Centro-Oeste e Sudeste; chuva acima do normal nas regiões Norte e Nordeste e irregularidade na distribuição da chuva na Região Sul.

Quanto a temperatura, a previsão do Inmet é que fique acima do normal na Região Sul, normal a abaixo do normal nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, e dentro do normal nas regiões Nordeste e Norte do país.

O verão termina às 13h15 do dia 20 de março de 2018.

Região Sudeste

De acordo com a previsão do Inmet, o trimestre na Região Sudeste será marcado por chuvas intensas, acompanhadas de rajadas de ventos e, por vezes, com queda de granizo. Normalmente essas chuvas são intercaladas com a passagem de frentes frias, que ainda influenciam o clima, principalmente ao leste da região. A massa de ar quente e úmida domina nesta época, contribuindo para a elevação das temperaturas e formação de áreas de instabilidade no período da tarde.

Para Minas Gerais, principalmente no centro-norte e leste do estado, o Inmet alerta que a ocorrência de veranico é comum, em meados de janeiro e durante o mês de fevereiro. São períodos de dias consecutivos sem chuva e com temperatura máximas elevadas.

Já as temperaturas tendem a ficar acima do padrão normal. “Em anos de La Niña, normalmente a tendência é dos extremos de temperatura se acentuarem”, informa o Inmet.


 
 

Tags

Compartilhe:

Edição 13/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Teresópolis caminha para ser um dos maiores produtores de vinho do Sudeste

Há 75 anos uma teresopolitana pisava no Dedo de Deus pela primeira vez

“Cantinho das Cerejeiras” faz sucesso em Teresópolis

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

Rio: Polícia prende 6 suspeitos de fraudar agências bancárias

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE