Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Cliente da Cedae poderá pagar conta via pix a partir de 02/01

Em Teresópolis será cobrado somente o volume de água consumido até 05/01

A partir do dia 02/01/2024, clientes da Cedae poderão pagar a tarifa de água por pix. A medida é válida para as contas emitidas no momento da leitura do hidrômetro, pelos leituristas a serviço da Companhia, nos 15 municípios fluminenses onde a empresa ainda realiza o ciclo completo do abastecimento de água (tratamento, distribuição e faturamento).

Os leituristas registram o consumo de água em smartphone e emitem boleto na hora, em impressora térmica portátil. As novas contas já serão impressas com QR-code, o que permitirá a quitação pelo sistema de pagamento instantâneo.

Vale lembrar que as contas emitidas neste primeiro ciclo de leituras de hidrômetros, em janeiro, têm vencimento até março, seguindo o prazo adotado pela Cedae para dar aos clientes mais flexibilidade para organizar suas finanças.

Ainda este ano, a opção de pagamento por pix estará disponível também para a segunda via e para a quitação de débitos antigos.

Teresópolis

Em Teresópolis será cobrado somente o volume de água consumido até 05/01, quando a Cedae encerra suas operações no município. A partir de 06/01, a concessionária Águas da Imperatriz passa a ser a responsável pelo abastecimento de água, incluindo o faturamento.

ÁGUA: Vinicius Claussen confirma cobrança e explica motivos de duas contas no mesmo mês

A promessa do prefeito Vinícius na campanha pela venda da água de Teresópolis é que o serviço iria ficar mais em conta. Era mentira. Porque a conta 10% mais em conta se refere a apenas 14 mil litros de água enquanto a Cedae oferecia 15 mil, se sabe. Mas, o que ninguém se deu conta é que teríamos duas contas em fevereiro do ano que vem: a que a Cedae mediu em dezembro para receber em 60 dias e a que a Imperatriz vai medir em janeiro, para receber em 30 dias, vencendo também em fevereiro, quando a população vai ter que arranjar espaço no orçamento doméstico para arcar com as duas despesas, afinal a sede da nova concessionária em Teresópolis é maior que a da outra, e não pode esperar mais tempo, não prevendo a equalização das contas em defesa do interesse do usuário do serviço.

“O ciclo de cobrança da CEDAE é de 60 dias, ou seja, o consumo de dezembro/23 é cobrado em fevereiro/24. Já na nova concessionária, o ciclo de pagamento será de 30 dias. Portanto, o consumo de janeiro, já na nova operação, será cobrado em fevereiro/24. Não haverá cobrança duplicada sobre o mesmo período de consumo”, explica o prefeito, dizendo ainda que “Já na primeira conta da nova concessionária, haverá um desconto de 10%. Assim, a economia em um ano será de mais de uma conta”, não informando que a quantidade de água que a nova concessionária oferece tem 1 mil litros a menos que a da antiga, portanto, afirmando uma mentira, ou cometendo uma enganação.

O problema que aflige o teresopolitano e vai mexer em seu bolso no ano que vem já ocorreu quando o grupo Águas do Rio assumiu os bairros atendidos pela Cedae no Rio de Janeiro, em 2021. Segundo as duas companhias, à época, as duas faturas eram válidas porque se referiam a períodos distintos, como agora aqui. “As contas se referem a períodos distintos de consumo, mas acabaram sendo emitidas com os mesmos vencimentos. Os vencimentos serão ajustados para acompanhar os intervalos de cobrança praticados pela Cedae, disse a O GLOBO, à época, a As Águas do Rio, que prometeu ajustar os vencimentos, retirando juros e multas, como informado pelo próprio jornal.

CONTAS DE DEZEMBRO

Nos últimos dias, a Cedae começou a deixar junto com suas contas um comunicado sobre a saída do município a partir do início do próximo ano. Mas o que chama atenção é que na cobrança que acabou de ser postada, referente ao consumo do final de novembro até o dia 18 de dezembro, a data final para pagamento é no início do mês de fevereiro. Além disso, a Cedae ainda irá enviar as novas contas referente ao período de consumo entre 19 de dezembro e 5 de janeiro, provavelmente com vencimento para o início de março, significando uma nova duplicidade de conta, que seriam duas e não apenas uma ocorrência. Como nessa data a nova prestadora do serviço já estará em operação no município, portanto buscando receber pela distribuição da água aos moradores locais, buscamos um posicionamento do Grupo Águas do Brasil, responsável pela Águas da Imperatriz, que assumirá a operação do serviço em 6 de janeiro de 2024.

É PAGAR, OU PAGAR

Sobre o vencimento da conta para meses subsequentes, a Assessoria de Comunicação da Companhia Estadual de Águas e Esgotos informou que o consumidor pode pagar até a data de vencimento que consta para o mês em questão. “A conta é referente ao período de consumo em que foi feita a leitura do hidrômetro, que consta na conta. O cliente pode verificar esse período nas datas e consumo que são informados no canto superior esquerdo da fatura”, explica o documento encaminhado ao Diário.

OPERAÇÃO ASSISTIDA

O Grupo Águas do Brasil iniciou no último dia 07 a operação assistida dos serviços de saneamento em Teresópolis. Nesta fase, prevista para durar 30 dias, está sendo feita a transição entre a atual empresa e a Águas da Imperatriz, concessionária que ficará responsável pelos serviços na cidade. Durante esse período, os serviços de tratamento de água, distribuição, manutenções e atendimento ao cliente seguem sendo de responsabilidade da atual operadora.

“Ao assumir a administração do saneamento na cidade, em janeiro de 2024, Águas da Imperatriz assegura uma redução de tarifa para os clientes, além de tarifa social para famílias em situação de vulnerabilidade. A concessionária vai gerar empregos no município, contratando funcionários e empresas locais para o fornecimento de insumos e a prestação de serviços”, informou a Águas da Imperatriz.

COBRANÇA DO ESGOTO

A Águas da Imperatriz informou à imprensa que tem como meta universalizar a distribuição de água tratada para toda a população e fornecer serviços de esgotamento sanitário para 90% da cidade, de acordo com a meta estabelecida pelo novo Marco Legal do Saneamento. A concessionária informa que planeja investir na construção de redes de esgoto, estações de tratamento, estações de bombeamento e biodigestores. Vale destacar que os ativos implementados durante o contrato serão revertidos para o município ao final do período de concessão, que é de 25 anos.
Não se fala, em momento algum, quando será iniciada a cobrança por mais esse serviço, ou quando ele será, de fato, concretizado.

Edição 24/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Viação Teresópolis atualiza tabela divulgada pelo Detro e informa novos valores

MEIs: Contadora explica aumento no valor da contribuição previdenciária

Paróquia Santa Rita de Cássia celebra 25 anos de criação da diocese

Automedicação em casos de dengue pode até agravar complicações da doença

Sine divulga 147 vagas de emprego em Teresópolis

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE