Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Com aumento da temperatura, atenção nas cachoeiras deve ser redobrada

O Verão está longe de ter início, mas o aumento da temperatura nas últimas semanas tem causado grande procura por locais com água gelada para se refrescar, como os rios e cachoeiras. Porém, infelizmente, esses points oferecem grandes riscos que acabam passando despercebidos por muitos frequentadores, que dessa forma acabam sujeitos a se envolverem em acidentes que podem se tornar até fatais, como o registrado no último fim de semana na Cachoeira da Macumba, também conhecida como "Cachoeira dos 13", por estar localizada nesse quilômetro da estrada que liga Teresópolis a Itaipava, distrito de Petrópolis.

 

Marcello Medeiros

O Verão está longe de ter início, mas o aumento da temperatura nas últimas semanas tem causado grande procura por locais com água gelada para se refrescar, como os rios e cachoeiras. Porém, infelizmente, esses points oferecem grandes riscos que acabam passando despercebidos por muitos frequentadores, que dessa forma acabam sujeitos a se envolverem em acidentes que podem se tornar até fatais, como o registrado no último fim de semana na Cachoeira da Macumba, também conhecida como “Cachoeira dos 13”, por estar localizada nesse quilômetro da estrada que liga Teresópolis a Itaipava, distrito de Petrópolis. A vítima foi o jovem terespopolitano João Gabriel Marinho, de apenas 21 anos, que segundo apurado caiu de aproximadamente 30 metros de altura e morreu depois de bater com a cabeça em um bloco de pedras.
Como aconteceu na área do município vizinho, o caso está sendo investigado pela 106ª Delegacia de Polícia (Itaipava). Gabriel estaria em companhia da namorada e pouco foi divulgado sobre as circunstâncias do acidente, sendo tal cachoeira bastante frequentada nos dias mais quentes. O atrativo turístico tem acesso ao lado da ponte do córrego Açuzinho, onde há um recuo na pista e, anos atrás, funcionava uma feirinha. Quem conhece o local, sabe que há grandes quedas, sendo inclusive as maiores delas, justamente por conta da altura e inclinação, procuradas para a prática do rapel. Também há poços fundos e trechos onde se deve ter bastante atenção, principalmente nas trilhas ao lado das quedas d´água e na travessia entre os pontos para banho, escorregadios por conta da passagem da água ou umidade gerada pela própria cachoeira.

Atenção em ambientes naturais
Em nosso município e entorno há dezenas de opções de quedas d´água e rios, alguns em áreas de unidades de conservação ambiental. Além de muitas possibilidades, outra boa notícia é que a grande maioria desses atrativos pode ser visitada sem a cobrança de nenhuma taxa. No entanto, é importante destacar alguns dos os cuidados que a pessoa deve ter ao frequentar esses locais: – Os ambientes naturais não têm salva-vidas, então reconhecer os pontos onde você pode se banhar de acordo com a sua habilidade na natação é fundamental; – Com o fundo formado por pedras e muitas vezes água escura, pode haver vários trechos com profundidade muito maior do que outros, evite sustos e desastres; – Muitas pedras são escorregadias; – Não mergulhe sem saber se há pedras no fundo dos poços, um choque de cabeça ou costas pode ser fatal; – Em alguns locais, como nas cachoeiras da Serra, há risco de tromba d´água. Fique atento à formação de nuvens e sinais de elevação do nível do rio; – Não deixe nenhum tipo de resíduo e leve apenas boas lembranças dos locais.

 

Tags

Compartilhe:

Edição 23/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Polícia encontra plantação de maconha com direito a estufa em Teresópolis

Friaca: Pedra do Sino abaixo de zero!

Ladrão furta quase R$ 6 mil em medicamentos em Teresópolis

Novos radares começam a funcionar na Rio-Teresópolis x Além Paraíba

Ladrão deixa sítio às escuras no Alto

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE