Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Comunidade se une para consertar buracos em ruas

Mutirão para calçamento reuniu moradores da Granja Guarani

Marcello Medeiros

Bastante atuante, a Associação de Moradores e Amigos da Granja Guarani deu mais um exemplo de como a comunidade pode promover melhorias em seu local de vivência sem depender exclusivamente do poder público. Nesta quarta-feira, em um mutirão que atravessou a noite, eles promoveram o conserto de buracos em diversas vias, como Alameda Maués e José Bonifácio e outras ruas que promovem a ligação de várias partes do bairro e o ponto final do ônibus, conhecido como Pedreira. Eles se uniram para comprar o material necessário e juntos realizaram a manutenção, evitando acidentes e prejuízos com a suspensão de seus veículos, entre outros danos materiais.
Tecnicamente, o serviço deveria ser frequentemente mantido pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos. Porém, o sucateamento dos quadros da prefeitura, promovidos pelos últimos desgovernos que passaram pelo Palácio Teresa Cristina – inclusive o anterior, que chegou a se intitular como “muito experiente para administrar” e “salvador da pátria”, mantido apenas graças a liminar no STF – acabam dificultando a prestação de serviços que parecem básicos e de pouco custo. Faltam equipamentos e pessoal para atender uma cidade que já caminha para 180 mil habitantes.
Só para se ter uma ideia dos problemas, o orçamento e tudo mais que é empregado na atual gestão, que assumiu há cerca de três meses após a realização de uma eleição suplementar, ainda é de responsabilidade do prefeito anterior. Somente a partir de 2019 o atual gestor poderá contar com orçamento idealizado por sua equipe e tentar efetivar mudanças que podem significar melhorias para o município. A péssima relação do prefeito anterior com os governos estadual e federal, diante do seu histórico, também contribuíram para que Teresópolis fosse colocada no último plano quando se falava em investimento de qualquer tipo. Além da esfera política, havia a mesma dificuldade da sociedade organizada em tentar qualquer entendimento com um prefeito mais preocupado em administrar seus grandes negócios particulares e interesses políticos do que com o desenvolvimento de Teresópolis.

Associação atuante
Esse não foi o primeiro exemplo de uma associação de moradores atuante promovida pela AMAGG, que recentemente promoveu limpeza e embelezamento de vias, além de eventos voltados para a criançada, por exemplo. Através das redes sociais, alguns teresopolitanos se posicionaram em relação ao envolvimento popular na solução dos problemas do dia-a-dia. 
“Se bobear o trabalho deles está melhor do que da prefeitura. Parabéns”, comentou Daniel Oliveira. “Isso ocorreu também no bairro de Andradas. Sabemos que não temos a quem recorrer, a não ser a associação dos moradores que está realizando a operação tapa buracos sozinha”, postou Roseane Cardoso. “Sabemos que é dever da prefeitura, mas mesmo assim agradecemos ao povo por seu esforço e dedicação e por não aceitar a destruição da cidade”, frisou Luciana Liber. “O Brasil que eu quero é esse, de pessoas que falem menos e façam mais… Parabéns aos participantes dessa ação. Em uma visão geral onde não tem verba para pagar os funcionários ‘situação em que o prefeito atual pegou a prefeitura’ essa foi a melhor iniciativa, fazer”, enfatizou Priscila Flor.

 

Tags

Compartilhe:

Edição 17/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Férias da criançada: Infláveis gigantes e parque de diversões no Le Canton

Festival Sesc de Inverno: Teresópolis com shows de Ney Matogrosso, Mart’nália e Mumuzinho

BR-116: 14 radares fixos começam a funcionar no dia 22

Vinícola Maturano celebra sua primeira colheita

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE