Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Conheça as maravilhas da Serra Verde Imperial

Tesouros do interior do Rio de Janeiro protegidos por cinco municípios

Nina Benedito
@nina benedito @tesourosdaserra.rj

A Serra Verde Imperial, da qual fazem parte cinco municípios distintos, é uma região privilegiada no estado do Rio de Janeiro, conhecida por sua beleza natural e clima ameno. A divisão regional do turismo no estado do Rio de Janeiro reflete as diferentes características geográficas e atividades turísticas encontradas em cada região. Apresentaremos os cinco municípios, Teresópolis, Petrópolis, Nova Friburgo, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu que compõe as maravilhas da nossa serra.

Teresópolis, a Cidade de Teresa
Teresópolis, com uma população aproximada de 165.123 habitantes, segundo o último senso do IBGE, está localizada a cerca de 90 km da capital, Rio de Janeiro. O acesso ao município pode ser feito principalmente pela rodovia BR-116, que liga o Rio de Janeiro a Teresópolis, além de outras vias secundárias que conectam a cidade a municípios vizinhos. A economia de Teresópolis é impulsionada principalmente pelo turismo e pela agropecuária, além do setor de serviços. O município é reconhecido por sua produção de hortaliças, sendo considerada a Capital da Agricultura Familiar, além de ser um importante polo turístico na Região Serrana do estado.
A vocação turística de Teresópolis está relacionada à sua rica oferta de atrativos naturais. O Parque Nacional da Serra dos Órgãos é um dos principais destinos para os amantes da natureza, oferecendo trilhas, cachoeiras e uma diversidade de flora e fauna. Além disso, a cidade é conhecida pelo turismo de aventura, com atividades como escalada, rapel e trekking sendo praticadas em suas montanhas. O clima de Teresópolis é classificado como tropical de altitude, com verões quentes e úmidos e invernos amenos e secos. O relevo montanhoso proporciona paisagens deslumbrantes, com vegetação exuberante e rios que cortam a região, como o Rio Paquequer.


Além do Parque Nacional, Teresópolis abriga outras unidades de conservação, como a Área de Proteção Ambiental da Serra dos Órgãos, que contribuem para a preservação da biodiversidade e para o desenvolvimento do turismo sustentável na região. O Parque Estadual dos Três Picos e o Parque Municipal Montanhas de Teresópolis atraem turistas e visitantes de várias regiões do Brasil e até do exterior. Detém os títulos de Capital Nacional do Montanhismo, Capital Nacional do Lúpulo, além de Capital Estadual da Agricultura Familiar.
Em suma, Teresópolis é um destino turístico privilegiado, que combina sua rica natureza com uma oferta diversificada de atividades e serviços turísticos. Apesar dos desafios enfrentados, a cidade continua a atrair visitantes em busca de aventura, gastronomia, descanso e contato com a natureza. A cidade oferece atrativos como a famosa Feirinha do Alto, o Horto Municipal, Fonte Judith, Palacete Granado, a Igreja Matriz de Santa Teresa, a Casa da Memória Arthur Dalmasso, o Lago Comary onde está localizado o Centro de Treinamento CBF, Museu Sobrado José Francisco Lippi, além dos roteiros rurais no 2o e 3o distritos, incluindo as vinícolas do município. No calendário de eventos o Festival Sesc de Inverno, a Chocoserrra, Festival Di Teresa, Serveja, Festivais Gastronômicos durante o ano todo, Festa da Ponkan, Via Sacra, Festival de Cinema, entre outros.

Siga: @turismo.teresopolis
Informações: (21) 2742-3352 Ramal 240 ou pelo e-mail: turismo@teresopolis.rj.gov.br

Petrópolis, a Cidade Imperial
Petrópolis, inserida na região da Serra Verde Imperial, é um dos destinos turísticos mais tradicionais e charmosos do estado do Rio de Janeiro. Sua história, arquitetura, clima agradável e belezas naturais a tornam uma cidade única e atrativa para visitantes de todo o mundo. Com uma população aproximada de 278.881 habitantes, de acordo com o censo do IBGE divulgado em 2023, Petrópolis está localizada a cerca de 68 km da capital, Rio de Janeiro. O acesso à cidade pode ser feito principalmente pela BR-040, rodovia que liga o Rio de Janeiro a Juiz de Fora, passando por Petrópolis. Além disso, há outras estradas secundárias que conectam a cidade a municípios vizinhos.
A economia de Petrópolis é diversificada, com destaque para o turismo, a indústria e o comércio. A cidade é conhecida por sua produção de cerveja artesanal, chocolates e moda íntima, além de ser um importante polo turístico na região serrana do estado. A vocação turística de Petrópolis está relacionada à sua rica história e patrimônio cultural. O município abriga o Museu Imperial, antiga residência de verão do imperador D. Pedro II, além de diversos palácios, igrejas e construções históricas que remontam à época do Império no Brasil. Além disso, a cidade oferece opções de ecoturismo, com trilhas, cachoeiras e áreas de preservação ambiental, como o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, que também está localizado em seu território.
O clima de Petrópolis é classificado como tropical de altitude, com verões amenos e úmidos e invernos frescos e secos. O relevo montanhoso proporciona paisagens deslumbrantes, com vegetação exuberante e rios cristalinos que cortam a região, como o Rio Piabanha. Além do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, Petrópolis possui outras unidades de conservação e áreas de preservação ambiental, que contribuem para a proteção da biodiversidade e para o desenvolvimento do turismo sustentável na região.
Petrópolis é um destino turístico encantador que combina sua rica história com uma natureza exuberante, oferecendo uma experiência única aos seus visitantes possuindo uma oferta muito ampla e plural de atrativos, circuitos e produtos turísticos que encantam vários perfis de  turistas durante o ano inteiro. A Cidade Imperial oferece mais de 60 atrativos como Museu Imperial, Museu Casa de Santos Dumont, Palácio de Cristal, Catedral São Pedro de Alcântara. Há parques e atrativos para os amantes da natureza e aventura, já os interessados em turismo religioso, turismo rural, de compras, cervejeiro  e gastronômico, contam com experiências memoráveis. O calendário de eventos é repleto de muitas atrações, destacando-se a Bauernfest – Festa do Colono Alemão, Bunka-Sai – Festa da Cultura Japonesa, Serra Serata, Ubuntu – Festa da Cultura Afro-brasileira e Natal Imperial . Outros eventos também compõem o calendário como o Festival de Inverno de Petrópolis (Dell’Arte), Festival SESC de Inverno, Festival de Fondue, Caldos e Cremes, Motofest, Circuito Imperial de Automobilismo, Petrópolis Gourmet, Rock The Mountain, Deguste – Feira de Cerveja Artesanal, WTR Serra do Mar. Petrópolis possui vários títulos de reconhecimento à diversidade de sua oferta turística como Capital Estadual dos Corais, Capital Estadual dos Produtos Orgânicos, Capital Estadual da Cerveja, Capital Estadual do Casamento e recentemente, Capital Estadual das Unidades de Conservação. 

Disque Turismo 0800 450 7070 ou Whatsapp 24 2237-3321
Instagram @turismo.petropolis e site www.petropolis.rj.gov.br/turispetro.

Nova Friburgo. Foto encaminhada pela Secretaria de Turismo de NF. Crédito: João Lucas

Nova Friburgo, o polo de moda íntima
Nova Friburgo é um dos destinos turísticos mais pitorescos e encantadores do estado do Rio de Janeiro. Sua rica história, beleza natural e clima agradável atraem visitantes em busca de tranquilidade, aventura e contato com a natureza. Com uma população aproximada de 189.939 habitantes, segundo o último censo do IBGE, Nova Friburgo está localizada a cerca de 136 km da capital, Rio de Janeiro. O acesso à cidade pode ser feito principalmente pela BR-116, rodovia que liga o Rio de Janeiro a Teresópolis, passando por Nova Friburgo.
A economia de Nova Friburgo é baseada principalmente na indústria têxtil e na agropecuária. A cidade é conhecida como um importante polo de confecção de moda íntima e de malhas de alta qualidade, além de ser uma das principais produtoras de flores do estado.
A vocação turística de Nova Friburgo está relacionada à sua natureza exuberante e à oferta de atividades ao ar livre. A cidade oferece diversas opções de ecoturismo, como trilhas em meio à Mata Atlântica, cachoeiras, mirantes e reservas naturais. Além disso, a cidade é conhecida por suas festas e eventos culturais, como o Festival de Inverno, que atrai visitantes de todas as partes do país. Entre os principais pontos turísticos estão o Teleférico na Praça do Suspiro, o Nova Friburgo Country Clube, Casa suíça, Apiário, o Cão Sentado, Jardim do Nêgo, o Pico da Caledônia, os Três Picos, além do Circuito Amparo de Turismo Rural e o Polo de Moda Íntima que atrai visitantes inclusive de outros estados
O clima de Nova Friburgo é classificado como tropical de altitude, com verões amenos e úmidos e invernos frescos e secos. O relevo montanhoso proporciona paisagens deslumbrantes, com vegetação exuberante e rios que cortam a região, como o Rio Bengalas e o Rio Macaé.
Além das áreas de preservação ambiental, Nova Friburgo possui outras unidades de conservação, como o Parque Estadual dos Três Picos, que contribuem para a proteção da biodiversidade e para o desenvolvimento do turismo sustentável na região. Nova Friburgo é um destino turístico único no estado do Rio de Janeiro, que combina sua natureza exuberante com uma rica cultura e tradição. A cidade atrai visitantes em busca de aventura, lazer, entretenimento e contato com a natureza. Destaque para os principais eventos da cidade, o Carnaval, a Festa da Cerveja, o Festival do Morango com Chocolate, além do belíssimo Natal.

Guapimirim, foto enviada pelo Guapimirim Convention. Foto: Rafael Coelho

Guapimirim, o manguezal fluminense
Guapimirim oferece uma experiência turística única, combinando belezas naturais, história e cultura local. Tem seu nome de origem indígena: Aguapey-mirim, que quer dizer “Nascente Pequena”. Com uma população aproximada de 51.696 habitantes, segundo o censo do IBGE, Guapimirim está estrategicamente localizada a cerca de 80 km da capital, Rio de Janeiro. O acesso à cidade pode ser feito principalmente pela rodovia BR-116, que liga o Rio de Janeiro a Teresópolis, passando por Guapimirim.
A economia de Guapimirim é diversificada, com destaque para o turismo, a agricultura e a indústria. A cidade é conhecida por sua produção de hortaliças e frutas, além de ser um destino procurado por turistas em busca de contato com a natureza. A vocação turística de Guapimirim está intimamente ligada às suas belezas naturais. A cidade oferece diversas opções de ecoturismo, como trilhas em meio à Mata Atlântica, cachoeiras, riachos e mirantes com vistas deslumbrantes. Além disso, a região é conhecida por sua rica fauna e flora, proporcionando oportunidades para observação de aves e animais silvestres.A beleza natural dos mangues e da APA (área de preservação ambiental) de Guapimirim se tornou nos últimos anos um dos destinos mais cobiçados da região, principalmente pela observação dos botos na Baía de Guanabara e das aves no Manguezal Fluminense. Tamanha natureza é perfeita para a prática de atividades ao ar livre como mountain bike, ciclismo, rapel, escalada e trekking. A cidade abriga as montanhas mais conhecidas pelos amantes do montanhismo do Brasil e do mundo.
No centro, a cidade é marcada por muita história e artesanato local. Igreja centenária, museu histórico, uma estação ferroviária e gastronomia diversificada fazem parte desse lugar tão especial. A Rota Cervejeira passa por Guapimirim e inclui atividades com degustações harmonizadas, música boa e experiência única nas cervejarias da cidade. O clima de Guapimirim é classificado como tropical de altitude, com verões quentes e úmidos e invernos amenos e secos. O relevo montanhoso proporciona paisagens deslumbrantes, com vegetação exuberante e rios que cortam a região, como o Rio Guapimirim e o Rio Macacu, além de suas belíssimas cachoeiras.
A conscientização ambiental e o engajamento da comunidade local tem sido fundamentais na promoção do turismo responsável e sustentável em Guapimirim. A criação e manutenção de unidades de conservação e áreas protegidas também são essenciais e garantem a preservação dos recursos naturais e a continuidade das atividades turísticas na região, que vêm se expandindo ao longo dos últimos anos. O Parque Nacional da Serra dos Órgãos – Sede de Guapimirim abriga diversos poços, cachoeiras, trilhas e estrutura completa para camping. Além disso, possui o Museu Von Martius e a Capela de Nossa Senhora da Conceição do Soberbo, erguida em 1713.
Guapimirim é um destino turístico promissor no estado do Rio de Janeiro, que oferece uma variedade de atrativos naturais e oportunidades para experiências autênticas e enriquecedoras. Com o devido cuidado e planejamento, a cidade tem o potencial de se tornar um exemplo de turismo sustentável na região da Serra Verde Imperial.

Siga @turismo.guapimirim

Cachoeiras de Macacu. Foto: Julianna Rocha

Cachoeiras de Macacu, cercada de belezas
Cachoeiras de Macacu é um município localizado na região turística da Serra Verde Imperial, no estado do Rio de Janeiro. Com uma população total de aproximadamente 56.000 habitantes, segundo dados do último censo, é uma comunidade dinâmica e diversificada, onde aspectos sociais, econômicos e ambientais se entrelaçam para criar uma identidade única. Economicamente, o município tem sua base principal na agricultura, com destaque para a produção de hortaliças, frutas e flores, além de atividades agropecuárias. A indústria e o comércio também desempenham papéis importantes na economia local, especialmente na área de produção de alimentos e pequenas empresas.
A região é conhecida por sua vocação turística, atraindo visitantes em busca de contato com a natureza e atividades ao ar livre. Entre os principais atrativos estão as diversas cachoeiras, trilhas ecológicas, mirantes com vistas panorâmicas, e a rica biodiversidade da Mata Atlântica, presente em grande parte do município. O clima é predominantemente tropical úmido, com temperaturas amenas durante todo o ano, favorecendo a prática de turismo em todas as estações. O relevo é marcado por serras, vales e planícies, proporcionando paisagens variadas e oportunidades para atividades de aventura.
A vegetação é caracterizada pela Mata Atlântica, uma das mais ricas e ameaçadas do mundo, onde é possível encontrar uma grande diversidade de espécies vegetais e animais. Os principais rios que cortam a região incluem o Rio Macacu e o Rio Cachoeiras, que oferecem opções para banho, rafting e outras atividades aquáticas. Existem diversas unidades de conservação na região, como o Parque Estadual dos Três Picos e a Reserva Biológica do Tinguá, que contribuem para a proteção da biodiversidade e oferecem estrutura para o ecoturismo responsável, detém o título de Capital Ecológica do Estado do Rio de Janeiro. A prática de defesa da natureza é uma preocupação constante na comunidade, com iniciativas de educação ambiental, recuperação de áreas degradadas e conscientização sobre a importância da preservação dos recursos naturais.
Entre os principais atrativos turísticos estão o Parque Terra Santa, Poço das Bruxas, Mirante Macacu, a Reserva ecológica de Guapiaçu, o Parque da Cidade, as Ruínas da igreja São José da Boa Sorte, e os vários roteiros de turismo rural na região.

Siga no instagram @fundacaomacatur
Fundação Macatur Cultura e Turismo (21) 2649-6393


Edição 18/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Sepultado o servidor público André Luiz

Restaurante Donna Tê realiza mais uma edição do “Jantar Imperial”

Portais de Hércules, o lugar mais bonito da Serra dos Órgãos

SPVAT: entenda o que muda com o novo seguro de trânsito

PM apreende motos que eram de leilão em Bonsucesso

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE