Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Deslizamento na BR-040 interdita 50 casas em bairro de Petrópolis

O deslizamento ocorreu próximo a uma área onde está sendo construído o túnel da nova subida da serra. A prefeitura de cidade já acionou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que concedeu as licenças ambientais para as obras de duplicação da rodovia. O município quer que o Ibama identifique as causas do desabamento.

Douglas Corrêa* – Repórter da Agência Brasil

O deslizamento ocorreu próximo a uma área onde está sendo construído o túnel da nova subida da serra. A prefeitura de cidade já acionou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que concedeu as licenças ambientais para as obras de duplicação da rodovia. O município quer que o Ibama identifique as causas do desabamento.

O prefeito de Petrópolis, Bernardo Rossi, disse que vai pedir ainda a responsabilização criminal da Companhia de Concessão Rodoviária Juiz de Fora-Rio (Concer) pelo acidente. De acordo com Rossi, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) também está sendo acionada como fiscalizadora do contrato da Concer. "O que vimos acontecer hoje é um desastre humano, ambiental e também econômico", disse o prefeito.

"Vamos à Justiça pedir a responsabilização da Concer por este acidente, que poderia ter provocado uma tragédia, e também pelo abandono da construção da nova subida da serra – que causa enormes prejuízos a Petrópolis”, disse Rossi, ao lembrar que as obras de construção do túnel, que tem cinco quilômetros de extensão, estão paradas há mais de um ano.

Técnicos da Defesa Civil e equipes das secretarias de Assistência Social e Meio Ambiente estão no local dando apoio às famílias retiradas das casas interditadas. Há entre eles, três pessoas acamadas e um cadeirante.

Homens da Guarda Civil também permanecerão nas áreas de acesso ao local atingido, para auxiliar na segurança das moradias que precisaram ser evacuadas. O trânsito foi desviado no sentido Quitandinha-Rio com apoio Polícia Rodoviária Federal. Equipes do Corpo de Bombeiros e da concessionária também estão no local.

Concessionária

Em nota, a Concer informou que colocou uma equipe especializada dedicada exclusivamente a prestar assistência às famílias afetadas pelo acidente ocorrido na manhã de hoje na comunidade do Contorno. Especialistas já iniciaram a avaliação técnica do local. Entretanto, ainda é prematuro apontar o que provocou a destruição de uma casa e a interdição de outras 50 ao redor, além do fechamento de uma escola pública por medida de segurança. 

Em setembro, a Procuradoria da República em Petrópolis entrou com uma ação civil pública na Justiça pedindo o fim da concessão da rodovia Rio-Juiz de Fora (BR-040) à concessionária. 

A ação do Ministério Público Federal (MPF) também solicita que a ANTT intervenha na área pelo restante do prazo da concessão e que a cobrança de pedágio seja suspensa ou pelo menos tenha seu valor congelado. Também há pedido para a realização de um novo processo licitatório para concessão do trecho rodoviário.

A concessão, iniciada em 1995, se encerra em 2021. De acordo com o MPF, em mais de 21 anos de concessão, a Concer praticamente não cumpriu com as obrigações previstas no Plano de Exploração da Rodovia.

Tags

Compartilhe:

Edição 13/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Teresópolis caminha para ser um dos maiores produtores de vinho do Sudeste

Há 75 anos uma teresopolitana pisava no Dedo de Deus pela primeira vez

“Cantinho das Cerejeiras” faz sucesso em Teresópolis

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

Rio: Polícia prende 6 suspeitos de fraudar agências bancárias

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE