Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Dois anos depois, obra da Feirinha longe de ficar pronta

Valor do aluguel de containers já chega a perto de meio milhão de reais

Wanderley Peres

Já vai para meio milhão de reais o valor declarado pela Prefeitura Municipal no portal da Transparência referente ao aluguel de containeres para atender, emergencialmente, a Feirinha do Alto. Só em 2023, a Prefeitura gastou R$ 313 mil com a empresa MultiTeiner Comércio e Locação de Conteineres. Em 2024, já foram mais R$ 77 mil, e um novo contrato foi publicado em Diário Oficial, na última semana, com mais R$ 54,400 mil de aluguel, chegando a R$ 430 mil o desperdício de dinheiro público por conta do atraso da obra de reforma da Feirinha do Alto, que era para dura seis meses e já leva quase dois anos.

Portal da Transparência da Prefeitura confirma que os pagamentos são feitos em dia. Somente em 2023 foram pagos R$ 313 mil

Em breve pesquisa na internet sobre quanto custa um conteiner, se percebe que o valor já pago pelo aluguel seria suficiente para a Prefeitura de Teresópolis ter comprado os trambolhos ao invés de alugar, patrimônio que serviria para outras atividades do governo que não programou direito, não organizou os eventos que compõem uma obra pública, criando o atraso da entrega da obra um gasto desnecessário, e provocando prejuízos individuais aos feirantes e suas famílias, em prejuízo da economia local, que depende do movimento do ponto de atração turística.

Quando chove os clientes ficam no meio dos alagamentos

A incompetência da Prefeitura não vem sendo ignorada pelo DIÁRIO. Desde novembro de 2022 que o jornal vem reclamando dos atrasos da reforma, divulgando, em seguida, as diversas promessas da Prefeitura, para a inauguração da Nova Feirinha de Teresópolis, que era para ser um presente do governador à cidade e se transformou num pesadelo para aqueles que têm a obrigação de defender o indefensável: a inexplicável demora da reforma.

Sexto aditivo ao contrato. Prefeitura já gastou mais de R$ 430 mil com locação

Ao justificar a locação dos containeres assim que eles foram colocados na praça – porque quando chove os clientes ficavam, e ainda ficam, no meio dos alagamentos – prometendo que era paliativa a solução, a Prefeitura disse que eles serviriam para minimizar eventuais prejuízos para os expositores e manter o atendimento aos visitantes e turistas durante as obras de remodelação e requalificação da Feirinha de Teresópolis, “um importante polo de desenvolvimento do estado e um dos principais atrativos turísticos do município, responsável por geração de emprego e renda”, como disse o governo um ano e meio atrás.

Edição 12/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Rua Dr. Aleixo permanece interditada e buraco gera transtornos para a população

prefeitura

Em apenas dois meses, prefeitura recebeu mais de R$ 30 milhões do governo estadual

Diploma não poderá ter identificação de modalidade de ensino à distância

Dom Joel ministra o sacramento da Crisma na Paróquia São Pedro

Teresópolis participa da 12ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE