Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Emater-Rio realiza festival para incentivar cafeicultura fluminense

Ação busca resgatar tradição cafeeira do Estado na maior feira dedicada ao produto aberta ao público

O Governo do Estado do Rio de Janeiro vai marcar presença no Festival do Café, que ocorre nos dias 11 e 12 de março, no Museu da República, Zona Sul do Rio de Janeiro. A ação, desenvolvida pela Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento por meio da EMATER-RIO e da PESAGRO-RIO, terá como objetivo resgatar e fortalecer a cultura cafeeira do estado com o tema “Muito Prazer, Café Especial do Rio de Janeiro” destacando a produção de qualidade fluminense. Nesta 20ª edição, o Festival, que tem entrada gratuita, conta com espaço temático para dar visibilidade aos agricultores familiares do Rio de Janeiro, que não são de grande conhecimento do público geral, mas que possuem trajetórias grandiosas – algumas delas recentes, outras de famílias que produzem a bebida como uma atividade familiar centenária.
Para o Secretário Estadual de Agricultura do Rio de Janeiro, Flávio Campos, o Estado avança para um novo patamar na produção agrícola e cada parceria é fundamental. “É um projeto que me foi apresentado pela EMATER-RIO, ao lado do presidente Marcelo Costa, e visa resgatar a história do Rio de Janeiro. Não podemos deixar que o Rio continue sendo visto como um lugar que não produz cafés especiais, principalmente conhecendo a nossa tradição nesta cultura”, disse. É assim que o produtor Fidelis Rodolphi, do “Vai e Volta”, um dos cafés mais prestigiados do estado, vê esse espaço: “Essa abertura é muito importante para a gente. Nossa intenção é fazer com que o público conheça nosso trabalho. Na verdade, é a intenção de todos os agricultores familiares presentes, e percebo que no nosso meio, dentro do estado, não há uma disputa, todos nós queremos um cenário cafeicultor mais forte”, explica.
A ideia é exatamente dar ênfase aos cafés especiais do Rio de Janeiro e utilizar esse local como vitrine para consumidores que, normalmente, não teriam oportunidade de conhecê-los. No espaço dedicado à EMATER-RIO, o entusiasta conhecerá histórias de todos os cafés especiais presentes no evento, e poderá, de hora em hora, degustar cafés de diferentes regiões do estado: cada um com sua peculiaridade.
Para os mais apaixonados pela bebida, além da degustação, haverá a palestra “Experiências Sensoriais dos Cafés do Rio de Janeiro”, exposição sensorial no auditório do Festival, organizada com senhas distribuídas no momento para quem quiser prestigiar. Organizador e idealizador do evento, Luiz Fernando Villela é um entusiasta do universo cafeeiro e profundo conhecedor da história da cafeicultura no estado. Dessa forma, ele enfatiza a necessidade para resgatar essa tradição que ficou presa no passado: “O Estado do Rio de Janeiro já ostentou o título de maior produtor mundial de café há muitos anos. Hoje, somos o quinto estado em volume de produção. Através dos cafés especiais, o Rio de Janeiro quer e precisa resgatar a sua história. E o Festival do Café, abraça essa iniciativa, apoiando a agricultura familiar do nosso estado”, afirma.

SERVIÇO
Evento: Festival do Café – 20ª edição
Data: 11 e 12 de março
Horário: a partir das 10h
Local: Museu da República, R. do Catete, 153 – Catete, Rio de Janeiro – RJ
Programação completa: https://bit.ly/m/FestivaldoCafe

Tags

Compartilhe:

Edição 20/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Trilha mais antiga da Serra dos Órgãos completa 183 anos

“PREFEITO, CADÊ O DINHEIRO DA CAUSA ANIMAL?” Protetoras visitam canil e denunciam insalubridade

Feriado de São Jorge com promoção no Parc Magique do Le Canton

A festa pelo livro de Edinar Corradini

Anvisa mantém proibição ao cigarro eletrônico no país

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE