Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Escola de Música da UFRJ e Feso Proarte iniciam cursos de música

Atividades de extensão realizadas graças a parceria entre universidades

A Fundação Educacional Serra dos Órgãos (Feso) firmou convênio com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com o objetivo de estabelecer laços de cooperação entre a Escola de Música da UFRJ e o Centro Cultural Feso Pro Arte (CCFPA) para a promoção de atividades conjuntas de extensão. A primeira ação fruto da parceria foi a oferta de cursos de extensão de música ofertados por docentes, discentes e/ou servidores técnicos da Escola de Música da UFRJ. Foram ofertadas vagas para: violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta transversal, oboé, clarinete, fagote, trompa, trompete, trombone e tuba, ocupadas por 71 alunos matriculados. Além dos encontros setorizados, também serão realizadas atividades de prática de conjunto de cordas, prática de conjunto de sopros (madeiras) e prática de conjunto de sopros (metais). Os cursos são gratuitos e, para se inscrever, era necessário ter a experiência mínima de um ano com o referido instrumento.
A aula inaugural contou com a presença de cerca de 40 alunos de projetos sociais do município de Guapimirim, como o Projeto Social EducArte, a EducArte Orquestra Experimental e o AdoraSom Orquestra. “Graças à parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Educação e com a Prefeitura de Guapimirim, conseguimos o transporte para Teresópolis. O curso oferecido pela Pro Arte e pela Escola de Música da UFRJ é fundamental para o desenvolvimento dos nossos alunos, com professores e monitores de altíssimo nível. Para muitos alunos essa foi a primeira vez que tiveram acesso a professores específicos do instrumento e não com professores que trabalham apenas a iniciação no instrumento. Isso fez com que se notasse um desenvolvimento muito grande não só na parte técnica dos adolescentes, mas também pelo interesse e pela vontade de querer evoluir no instrumento musical”, relatou o professor Alex Rocha de Almeida, idealizador dos projetos sociais e das orquestras sociais de Guapimirim.
Os alunos se encontram quinzenalmente, aos sábados, no período da manhã, quando têm aulas com monitores e professores da UFRJ, com cada instrumento, e no período da tarde, quando acontece a prática de conjunto. “É um projeto de fundamental importância para nós. Os pais têm uma confiança grande de os adolescentes irem para Teresópolis, pois se trata de uma cidade segura, então isso ajudou muito a oferecer aos alunos um acesso de nível elevado com segurança e conforto, além da estrutura maravilhosa da Feso Pro Arte. Para nós, este projeto está sendo um divisor de águas”, disse Alex.

Tags

Compartilhe:

Edição 16/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Sul do Brasil pode registrar geada nos próximos dias

Correios anunciam cargos de nível médio e superior em concurso público

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

Barra: 60 dias de trânsito lento na Rua Dr. Oliveira

ChocoSerra começa nesta sexta-feira em Teresópolis, confira a programação

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE