Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Fiscalização garante transporte escolar seguro em Teresópolis

Motoristas irregulares em 2023 colocaram documentação em dia. Renovação do novo alvará até dia 30

Isla Gomes

Teve início na segunda-feira, dia 22, e segue até o dia 31 de janeiro o prazo para que os motoristas que transportam estudantes providenciem a renovação semestral obrigatória do Termo de Autorização do Serviço de Transporte Escolar, o popular alvará de funcionamento. O comunicado da Secretaria Municipal de Segurança Pública foi publicado na edição do Diário Oficial do Município do dia 22 de janeiro. A vistoria das vans escolares será realizada nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro, na Praça Olímpica Luís de Camões, na Várzea. As medidas atendem tanto o Código de Trânsito Brasileiro (Lei Federal 9.503/1997) como a Lei Municipal 2.491/2006, que regulamenta a atividade em Teresópolis.
O secretário de Segurança Pública destacou que é fundamental que os profissionais do transporte mantenham-se regularizados neste âmbito e que para isso é necessário prestar atenção às regras e datas. “Os condutores de veículos escolares cadastrados devem estar atentos, pois só estará autorizado a transportar estudantes quem tiver o alvará renovado e a van liberada após a vistoria. Quem não cumprir essas determinações ficará sujeito a multa e poderá ter o veículo recolhido, como prevê a legislação. São medidas obrigatórias e necessárias para garantir um serviço seguro para os alunos”, explica Marco Antonio da Luz.

Pedido
O pedido de renovação semestral é feito através da abertura de processo administrativo online pela plataforma 1doc (https://teresopolis.1doc.com.br/), no protocolo geral da Prefeitura, com atendimento de segunda a sexta, das 12h às 17h. “Nesta etapa, trabalhamos pelo sistema da plataforma online, também há a possibilidade se ser feito presencialmente, mas, contamos com 90% de toda carga sendo realizada de forma online. Basta anexar toda a documentação exigida e aguardar a avaliação”, esclarece Fabiano Basílio, representante da secretaria de Segurança e Chefe da Divisão de Concessões de Trânsito.

Etapas
Depois de solicitada a abertura do processo administrativo, o documento será encaminhado pelo Protocolo para análise da Coordenadoria de Engenharia de Tráfego, que verificará a documentação necessária para a expedição do documento requerido. “Essa documentação chega para a gente e nós avaliamos se toda a documentação pertinente está devidamente anexada. Caso falte algum documento ou algum deles esteja vencido, o processo retornará ao setor de Protocolo, para que o requerente tenha ciência do ocorrido e providencie a documentação atualizada”, detalha o agente Basílio. Após análise ou reanálise do processo, e constatado que o mesmo contém todas as documentações exigidas, o pedido do requerente será deferido. Somente depois que o pedido for deferido é que o veículo poderá passar pela vistoria obrigatória dos fiscais da Coordenadoria de Engenharia de Tráfego. Após essa etapa, os condutores das vans escolares consideradas aptas receberão o cartão de autorização contendo os dados do condutor autorizado, da van escolar e de seus auxiliares. A Coordenadoria de Engenharia de Tráfego está instalada no Centro Administrativo Municipal localizado na Av. Lúcio Meira, 375, sala 215 (prédio do antigo Fórum), na Várzea, e o e-mail de contato é cet@teresopolis.rj.gov.br.

Os documentos necessários são os seguintes:

  • Cópia da Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Cópia de aferição de tacógrafo na validade;
  • Cópia do Seguro APP (passageiros);
  • Cópia do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo;
  • Cópia da Certidão negativa de processos criminais expedida pelo Poder Judiciário;
  • Extrato de pontuação da CNH;
  • Cópia do ISS;
  • Último alvará;
  • Curso para condução de escolares (caso não conste na CNH);
  • Laudo de manutenção preventiva do veículo.
A vistoria das vans escolares será realizada nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro, na Praça Olímpica Luís de Camões, na Várzea. Foto: AsComPMT/Arquivo

Importância da renovação
O agente salienta ainda qual é o intuito e foco principal do procedimento de renovação. “A vistoria é de suma importância para manter a segurança das nossas crianças. Neste procedimento nós verificamos alguns itens, como: cinto de segurança, tacógrafo, como está o estado externo e interno do veículo, se ele possui as luzes de segurança, se os bancos estão devidamente forrados, cinto de segurança, pneus e outros detalhes. Todo procedimento visa verificar se os transportes estão seguros e em pleno funcionamento, tudo para garantir o cuidado e proteção necessária para os estudantes”, pontua Basílio.

Transportes irregulares
O representante da GCM finaliza destacando pontos importantes sobre transportes irregulares, mais conhecidos como “piratas”. “No ano de 2023, nós identificamos mais de 20 transportes irregulares, a maioria era de veículos de nove a sete lugares. Na ocasião, convidamos alguns desses condutores a trabalhar legalmente, com isso eles compraram vans e esse ano já estão trabalhando legalizados com a gente. O que combatemos é isso, veículos que não tem a segurança necessária de transporte entregando crianças em portas de escolas. Aproveito para orientar as instituições que querem contratar o transporte escolar verifique se o mesmo tem alvará da prefeitura, caso não tenha, meu conselho é que coloque a segurança das crianças em primeiro lugar e não contrate, é melhor pagar um pouco mais caro e garantir a segurança”, conclui.


Edição 22/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Espaço do Empreendedor ganha “Escritório de Compras”

Envolvido com o tráfico, menor tenta fugir da PM e sofre acidente

Ônibus: novas tarifas intermunicipais entram em vigor neste sábado

Temporal mata cinco pessoas no estado do Rio

LADRÕES DE RESIDÊNCIAS: Troca de tiros e quadrilha presa na Barra do Imbuí

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE