Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Força-tarefa do governo estadual aumenta o número de fiscalizações no trânsito

Ação conta com agentes do Detro, Detran, PM e Polícia Civil e já realizou 1.501 operações, com 85.760 veículos abordados e 10.568 motos removidas

A força-tarefa do Governo do Estado, que reúne agentes do Detran.RJ, do Detro, policiais civis e militares para reprimir a circulação de veículos irregulares amplia suas ações: desde a manhã desta terça-feira, 04, são 12 operações diárias, em todo estado, chegando à marca de 10.568 motos rebocadas. “A ação integrada do estado começou em julho do ano passado, com seis operações, que hoje passam a ser 12. No início de maio, passarão a ser 16, mais do que o dobro do alcance inicial”, anunciou o presidente do Detran.RJ, Adolfo Konder. “O objetivo do estado, com toda essa mobilização, é oferecer mais segurança à população. A ação tem como foco as motos irregulares. Mas qualquer veículo irregular ou suspeito pode ser rebocado, multado ou removido”, lembrou Marcus Moreira, coordenador de Fiscalização do departamento.
Outra novidade, a partir de agora, é que as operações, que já acontecem em diversos pontos do Estado do Rio – como Baixada Fluminense, Região Metropolitana, Zonas Sul, Norte e Oeste da cidade -, chegam agora ao interior do território fluminense, em locais como Barra do Piraí, Miguel Pereira, Engenheiro Pedreira, Vassouras, Piraí, entre outros municípios. As operações acontecem em todos os turnos, de manhã, à tarde e à noite, diariamente, incluindo fins de semana. Desde o início das atividades da força-tarefa, no ano passado, já foram realizadas 1.501 operações, com 85.760 veículos abordados e 10.568 motos rebocadas – destas, 2.921 com problemas de placas – e mais de 260 CNHs recolhidas por diversos motivos.
As cinco principais infrações registradas nas operações são as seguintes: licenciamento atrasado; condução de veículo sem possuir CNH ou permissão para dirigir; veículo com placa ou com sistemas de iluminação e de sinalização alterados; veículo em mau estado de conservação; e falta do cinto de segurança. Além desses dados, as operações de fiscalização integradas também reúnem outros números bem expressivos: 5.076 automóveis removidos, 13 motos roubadas recuperadas, 11 quadriciclos removidos, entre outros.
Os locais das operações são determinados seguindo um planejamento estratégico, e escolhidos conforme denúncias que chegam à Ouvidoria do Detran.RJ e por estatísticas do Instituto de Segurança Pública (ISP) – que identificou um grande número de ocorrências praticadas por pessoas que se deslocam em motocicletas para cometer delitos.

Tags

Compartilhe:

Edição 19/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Homem é preso com quatro armas e munições em Teresópolis

Governador Cláudio Castro nomeia novo secretário de Polícia Militar

Agendamento online para passaportes está indisponível temporariamente

Polícia Civil conclui inquérito e indicia por tráfico mulher que deu balas com droga para camareira de hotel em Teresópolis

Prefeitura de Teresópolis confirma data do leilão de veículos apreendidos

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE