Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Governador assina decreto que beneficia o transporte turístico

Mudança no regulamento facilita circulação de vans de fretamento contínuo e eventual no estado

O governador Wilson Witzel assinou, na quinta-feira (26), decreto que altera o capítulo XVI do regulamento do Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros. A assinatura do documento tem o objetivo de facilitar a atuação de vans de turismo, escolar e de fretamento contínuo e eventual no Rio de Janeiro tornando este serviço mais competitivo. – Esta alteração vai permitir que possamos capilarizar ainda mais o transporte turístico especializado no interior do estado. Temos 15 mil guias turísticos e cinco mil deles estão no Rio. Este é um grande passo para que possamos dinamizar o turismo – afirmou o governador.
Responsável pela articulação junto à Comissão de Vans de Transporte de Turismo e Escolar, o assessor especial do Governo do Estado, Bernardo Santoro, considerou a assinatura um avanço que trará maior igualdade de condições no mercado de transporte especializado para empresas de pequeno porte.  – Uma das preocupações do governo sempre foi dar condições para que o pequeno empresário possa se inserir no mercado em paridade com o grande. Hoje estamos dando chance para que estes pequenos empresários virem o jogo no setor e possam melhorar a qualidade do serviço oferecido ao cidadão fluminense – avaliou.    
Com a alteração do capítulo XVI do regulamento do Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros passa a ser considerado fretamento turístico o serviço remunerado prestado por transportadora turística, cooperativas, agência de viagens com frota própria ou empresas de pequeno porte para a realização de excursões e outras programações turísticas, sendo obrigatória a apresentação da autorização previamente fornecida pelo DETRO/RJ, na forma de regulamentação a ser expedida pela autarquia. 
A alteração do decreto estabelece, por exemplo, para o fretamento contínuo, que as empresas de transporte deverão comprovar a propriedade de, no mínimo 1 e no máximo 20 veículos, de tipos e modelos aprovados pelo Detro/RJ, com idade máxima de 15 anos para ônibus e micro-ônibus rodoviários e de 13 anos para micro-ônibus do tipo van fabricados originalmente para o transporte de passageiros, com capacidade máxima de 14 a 21 passageiros, incluindo o motorista. O limite máximo de 20 veículos poderá ser ultrapassado após o registro no DETRO/RJ, desde que comprovada a utilização dos já registrados e seja justificado pela contratação de novos serviços.

 

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Edição 13/08/2022
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Notícias falsas nas eleições de 2020 preocupam especialistas

Policial de férias prende acusado de tráfico na entrada da cidade

Policial civil denunciado por lavagem de dinheiro é preso no Rio

Magalu vai abrir loja em Teresópolis e inicia processo de contratação

Petrópolis x Teresópolis, a travessia mais bonita do Brasil