Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Lei Seca: Mais 43 motoristas flagrados em Teresópolis

Altos índices de alcoolemia nos municípios do interior são preocupantes

A Operação Lei Seca realizou ações de fiscalização em todo o estado, mas no interior, as cidades de Campos dos Goytacazes e Teresópolis chamaram atenção pelo número expressivo de casos de alcoolemia registrados de sexta a domingo (10 a 12/09).  Em Campos dos Goytacazes, 141 motoristas foram abordados no sábado e domingo e 42 estavam dirigindo sob efeito de álcool. No domingo, a blitz foi realizada no município em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-101 na altura do Km 71. Nesta blitz, 63 motoristas foram abordados e 23 deles estavam dirigindo embriagados, o que representa 36,5% do total de abordagens.  Já em Teresópolis, foram realizadas blitzes na sexta e no sábado. Durante as ações, 160 motoristas foram abordados e 43 casos de alcoolemia foram registrados.
As ações de fiscalização da Operação Lei Seca têm o objetivo de conscientizar os motoristas sobre os riscos do consumo de bebida alcoólica antes de dirigir, além de prevenir e reduzir acidentes de trânsito. "Os altos índices de alcoolemia que as cidades do interior estão registrando durante as nossas ações de fiscalização são preocupantes. Por isso, vamos intensificar as ações em diferentes regiões como Sul Fluminense, Serrana, entre outras, para continuar salvando vidas", afirma o superintendente da Operação Lei Seca, tenente-coronel Fabio Pinho.

Treinamento
A Operação Lei Seca está realizando uma capacitação para aprimorar o trabalho dos policiais militares. O objetivo das instruções é atualizar o efetivo sobre as legislações, noções de defesa pessoal e diretrizes da operação. As aulas teóricas foram realizadas na primeira semana de setembro no Palácio Guanabara. Nas aulas foram abordados temas como: Protocolos Operacionais de Atuação da Operação, O Conceito sobre Poder de Polícia, Nova Lei Sobre Abuso de Autoridade, Conceito Legal Sobre Fundada Suspeita e Uso Proporcional e Legal da Força.  Já as instruções práticas, que também estão sendo realizadas na sede do governo, iniciaram-se essa semana e se encerram no dia 16 de setembro. Os policiais participaram de oficinas sobre a prática da abordagem feita durante a execução das blitzes de fiscalização e as próximas aulas serão sobre manobras táticas de defesa pessoal. "A nossa intenção é capacitar todos os nossos agentes e os próximos que entrarão na Operação para termos um efetivo qualificado atuando nas ações. É necessário que todos eles entendam e estejam treinados para cumprir com a missão e as diretrizes da Lei Seca”,explica o superintendente da Operação Lei Seca, tenente-coronel Fábio Pinho.
A capacitação elaborada para os policiais militares da Operação Lei Seca foi planejada se baseando nos protocolos operacionais do policiamento de proximidade, que é um dos pilares de todas as operações da Secretaria de Estado de Governo. "O policial militar que atua na Operação Lei Seca representa o estado e precisa ter a consciência dos deveres em atuar nesse modelo de operação onde o policial precisa estar próximo ao cidadão, ser colaborativo e, acima de tudo, garantir a segurança da população”, afirmou a Major Pm Laila Gonçalves, coordenadora do núcleo de capacitação. 
Divulgação Lei Seca

 

Tags

Compartilhe:

Edição 24/02/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Conta de água comercial com 100% de aumento ainda sem solução

MEIs: Contadora explica aumento no valor da contribuição previdenciária

Ação conjunta prende homicida em Itaipava

Viação Teresópolis atualiza tabela divulgada pelo Detro e informa novos valores

Jacarandá, um lugar para visitar em qualquer estação do ano

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE