Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Moradores de Albuquerque continuam convivendo com lamaçal

Quem anda a pé precisa utilizar sacolas para evitar chegar sujo no trabalho ou escola

Moradores da Estrada Japão, em Albuquerque, sofrem mais uma vez com as péssimas condições dessa via, vizinha à rodovia Teresópolis-Friburgo. Para ter poder chegar ao trabalho ou escola apresentáveis, eles precisam utilizar sacolas nos pés. E a situação não é comum apenas aos que não possuem veículos, visto que quem tem carro não consegue passar pela via diante da quantidade de barro e a passagem escorregadia. “A gente sai de casa assim, isso é justo? Não, né. Muito complicado. Nossa rua está um caos, ninguém sobe e ninguém sai, porque a prefeitura mexeu e estamos como? Atolados. E não é pouco não. O morador é que vem aqui fazer alguma coisa para poder entrar ou sair, porque os carros não sobem”, relatada uma das moradoras da Estrada Japão ao Diário. O vídeo que ilustra bem o drama dessa parcela da população foi publicado em nossas redes sociais.
Importante frisar que a situação desse – e outros bairros – só não é pior porquê os próprios moradores têm feito diversas ações. Em Albuquerque, que agora convive com a falta de passagem segura, eles mesmos que compraram a manilhas para a construção da rede de escoamento de água das chuvas. E, apesar da própria comunidade ter se cotizado para comprar o material, a assessoria de comunicação da “gestão” divulgou release como tivesse sido mais uma grande obra de um governo que se arrasta para encerrar o último ano de mandato.

Situação não é comum apenas aos que não possuem veículos, visto que quem tem carro não consegue passar pela via diante da quantidade de barro e a passagem escorregadia. Foto: Reprodução

Uma assessoria que pouco produz
Há pelo menos três semanas a assessoria de comunicação do governo Claussen não responde às solicitações da comunidade teresopolitana, feitas através do Diário. Apesar de salários pagos pelos contribuintes, o setor, subordinado à secretaria de governo, simplesmente ignora as demandas encaminhadas pela nossa reportagem. Um deles, bastante grave, envolveu a necessidade de internação de uma criança. Apesar de ter sinalizado inicialmente que ajudaria a resolver a situação, em seguida todas as mensagens enviadas foram ignoradas – inclusive as enviadas diretamente para a suposta responsável pelo contato com a imprensa local. Tal ação mostra o total desrespeito não com o Diário, mas com aqueles que mensalmente são responsáveis em pagar os altos salários daqueles que seguem encostados na administração municipal, os contribuintes teresopolitanos.


Edição 20/06/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Teresópolis começa a vacinar contra a dengue

ONG vai realizar castração de animais em Teresópolis

Bandido armado assalta motorista de aplicativo em Teresópolis

Delino Tomé corre mais de 900 quilômetros em 14 dias seguidos

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE