Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

MPRJ recomenda obras urgentes no Hospital Municipal de Sumidouro

No documento, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) orienta que todas as atividades do Hospital Municipal de Sumidouro sejam suspensas até que o nosocômio seja reformado

A Promotoria de Justiça de Sumidouro enviou na sexta-feira (28/10) Recomendação ao prefeito Eliésio Peres da Silva, à secretária municipal de Saúde, Maria Luiza Ferreira Barbosa e ao diretor do Hospital Municipal Dr. João Pereira Martins, Jorge Mariano dos Santos Ribeiro, para que realizem imediatamente reparos estruturais na unidade médica.

No documento, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) orienta que todas as atividades do Hospital Municipal de Sumidouro sejam suspensas até que o nosocômio seja reformado. Pede também que seja apresentado um plano de transferência dos pacientes para outra unidade hospitalar para que não ocorra a interrupção do serviço médico. Além disso, deverão informar o prazo para conclusão das obras e se os pilares da estrutura irão aguentar as intervenções.

As condições físicas e estruturais do Hospital de Sumidouro são acompanhadas e fiscalizadas desde 2021 pelo MPRJ. Em inspeções realizadas pelo Grupo de Apoio Técnico Especializado (GATE/MPRJ) foram constadas “sérias deficiências na área de assistência à saúde, processos e estrutura, centro cirúrgico, maternidade, CME e enfermarias desativadas, e com más condições de limpeza e higiene, além de diversas áreas com vazamentos, infiltrações e mofo”.

O mesmo relatório técnico elaborado pelo GATE/MPRJ apontou que a estrutura predial necessita de reforço estrutural urgente, já que foi identificado o risco de colapso de vigas encontradas escoradas e elementos estruturais improvisados. Por conta da fragilidade do imóvel e da precariedade do atendimento que atualmente põe em risco a vida dos pacientes, a Promotoria de Sumidouro requereu que sejam adotadas providências urgentes e deu o prazo de cinco dias para que a Prefeitura informe quais serão essas medidas.

Compartilhe:

Edição 13/07/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Teresópolis caminha para ser um dos maiores produtores de vinho do Sudeste

Há 75 anos uma teresopolitana pisava no Dedo de Deus pela primeira vez

“Cantinho das Cerejeiras” faz sucesso em Teresópolis

Mesmo quem já pagou o IPVA deste ano terá de quitar as duas taxas do CRLV-e

Rio: Polícia prende 6 suspeitos de fraudar agências bancárias

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE