Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Ônibus da Viação Teresópolis bate em trem

Foi o segundo acidente do tipo envolvendo veículo de empresa local

Marcello Medeiros

Passageiros que estavam no ônibus que faz a linha Magé x Teresópolis levaram um grande susto no último sábado, quando o veículo da Viação Teresópolis acessava a localidade de Parada Modelo, em Guapimirim. Pouco após o pórtico indicando a chegada ao bairro guapiense, no início da RJ-122, o carro da empresa teresopolitana colidiu com um trem da empresa Supervia que faz a o ramal Guapimirim x Saracuruna. A situação remente a acidente registrado pouco mais de três anos atrás, mas, no caso do fim de semana, não houve vítimas. A Viação Teresópolis não emitiu nenhum comunicado oficial sobre o assunto, mas, em resposta à comunicação feita pela nossa equipe de reportagem, informou que “no local não há sinalização sonora e a visibilidade está muito ruim”. Ainda segundo representante da empresa, normalmente fica uma pessoa sinalizando para os motoristas nesse trecho da passagem elevada, porém, no dia não havia ninguém. “Tivemos apenas pequenos danos no ônibus (no para-choque)”, informou. 
Em 21 de novembro de 2014, o coletivo de número 203.059 foi atingido por um trem da Supervia ao passar por cruzamento de linha férrea na Rua Ita, Centro de Guapimirim. Quarenta e um passageiros do coletivo ficaram feridos e foram encaminhados para o Hospital Municipal José Rabelo de Melo, naquele município. Quatro ficaram gravemente feridos, entre eles uma aposentada que ficou presa entre a poltrona, as ferragens do ônibus e o trem. Naquele feito, o motorista do coletivo não teria respeitado os sinais sonoro e visual da passagem em nível oficial e cruzado a linha férrea de maneira indevida. Em entrevista ao site G1 na época, uma vítima, que não quis se identificar, descreveu o momento do acidente. "Foi uma cena de terror. Uma pessoa levantou para conversar com o motorista e, quando a gente viu, o trem estava vindo com o farol aceso. Eu não sei dizer se teve sirene, porque o ônibus tem ar-condicionado. Agradeci a Deus pela minha vida", disse a vítima.

História do trem
O local de parada do trem no município vizinho faz parte da história da Estrada de Ferro Therezopolis. Inaugurada em 1º de Janeiro de 1896, a Estação Guapimirim também já foi conhecida como Bananal, Guararema, Guapi e estação Alcindo Guanabara. "A estação, ao longo do sanos, recebeu outras denominações, a última delas, estação Alcindo Guanabara, foi em homenagem ao jornalista, político e membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Um relato do ano de 1929 dizia que Alcindo, que pretendia chegar a Teresópolis, iniciou sua viagem na Estação Barão de Mauá, nos velhos trens de madeira puxados por máquinas de vapor, até Magé, de onde seguia para Guapimirim, município onde acabou se estabelecendo", informa a Supervia em sua página na internet.

 

Tags

Compartilhe:

Edição 18/05/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Sepultado o servidor público André Luiz

Restaurante Donna Tê realiza mais uma edição do “Jantar Imperial”

Portais de Hércules, o lugar mais bonito da Serra dos Órgãos

SPVAT: entenda o que muda com o novo seguro de trânsito

PM apreende motos que eram de leilão em Bonsucesso

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE