Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Nove mil mães são selecionadas para o projeto de apoio à educação

Mulheres serão protagonistas em ação do governo estadual com o objetivo de melhorar frequência escolar

As candidatas classificadas no processo seletivo do Projeto M.A.E. (Mulheres Apoiando a Educação) se apresentaram nas unidades escolares onde foram alocadas para trabalhar. A iniciativa visa colocar as mães de alunos como protagonistas na busca ativa, tendo como principal objetivo o aumento da frequência e a diminuição da evasão escolar causada pela pandemia da Covid-19. 
O impacto da pandemia atingiu a todos, principalmente às famílias de baixa renda. Além de destacar o importante papel familiar na formação de cada estudante, a ação do Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Educação e da Uerj, tem o intuito de auxiliar mulheres que estavam em dificuldades financeiras causadas pela crise sanitária mundial. Foram selecionadas mais de nove mil mães que atuarão nas 1.230 escolas da rede pública estadual de ensino. 
A responsável Aline Barbosa, de 42 anos, mãe de cinco filhos, sendo dois estudantes da rede estadual, reforça a importância do programa para as mães e alunos. Segundo ela, a renda do projeto vai proporcionar uma melhor qualidade de vida à sua família, visto que ela e o marido estavam desempregados. – É uma oportunidade incrível para nós que estamos há tanto tempo desempregadas. Esse contato da família com a escola também é essencial para o desenvolvimento do aluno.
 A mãe Fabiana Araújo, de 41 anos, esteve no Colégio Estadual Amaro Cavalcanti, no Largo do Machado, Zona Sul carioca, acompanhada da filha Tauane e da neta Millena. Para a família Araújo, o programa vai ser um grande aliado na renda familiar. Nas unidades escolares, as mães selecionadas puderam acompanhar um vídeo de boas-vindas do secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, e uma apresentação inicial do projeto, além de uma aula inaugural de capacitação. A diretora Maria Penha, do Colégio Estadual Amaro Cavalcanti, falou como o projeto vai ajudar a comunidade escolar. – As mães já possuem um vínculo com os seus filhos e os colegas deles. Elas serão de um grande ganho dentro do processo de busca ativa dos alunos – declarou.

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Edição 25/06/2022
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Notícias falsas nas eleições de 2020 preocupam especialistas

Policial de férias prende acusado de tráfico na entrada da cidade

Magalu vai abrir loja em Teresópolis e inicia processo de contratação

Câmara aprova representação contra o prefeito de Teresópolis

Veículo abandonado em via pública é incendiado