Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Obras na igreja de Santa Teresa entram em nova etapa

Grande templo católico da Várzea completa 80 anos de existência. Expectativa é que praça também seja revitalizada

Através da sua página na rede social Facebook, a Paróquia de Santa Teresa D´Ávila, principal templo católico da Várzea e um dos mais importantes do município, divulgou atualização sobre as obras de restauração que tiveram início em fevereiro passado. “As obras de restauro da Igreja Matriz continuam a surpreender com belíssimas descobertas. Os altares laterais já apresentam cores vivas, a delicadeza de pequenas pinturas e rico douramento. O restauro, teve início em fevereiro deste ano. As obras seguem agora no arco do altar e nas colunas que sustentam a Matriz”, informa. A paróquia, que acabou de completar 80 anos de existência no município, não está realizando missas e outros tradicionais ritos por recomendação da Diocese de Petrópolis devido a preocupação se evitar aglomerações diante do quadro de pandemia do novo coronavírus.


A reportagem do jornal O Diário e Diário TV registrou o início do trabalho de reforma do imponente templo, em fevereiro. Na ocasião, o Padre Jorge falou sobre a necessidade de intervenções e explicou a obra realizada na escada, que naquele momento chamava bastante atenção. “Nessa entrada estamos fazendo o que nos pediram, acessibilidade para as pessoas e melhoria nas escadas que estão defeituosas. Uma estrutura que vai atender melhor os nossos fiéis e visitantes”, justificou.
Construída sobre primitiva capela erguida em 1855, a igreja de Santa Teresa foi inaugurada oitenta anos atrás, em 28 de janeiro de 1940. Dezessete anos depois, em 1957, o prédio perdeu a característica rústica da cor de cimento ganhando as cores que passou a ter desde então. "É uma construção quase centenária, que resiste bem ao tempo, mas precisa de reparos e adaptações", lembrou o padre, que também fez várias obras e transformações na igreja de Santo Antônio, no Alto, onde foi pároco por bom tempo, e agora faz o mesmo na igreja que assumiu no início de 2020.
Tanto no interior quanto na parte externa, as colunas e paredes do templo estavam sofrendo com infiltrações provenientes do entupimento dos canos vindos do telhado e como consequência, a estrutura apresenta rachaduras e pintura desgastada. Por isso, as paredes foram rebocadas para receber nova pintura e aos poucos a igreja está sendo restaurada para o tão esperado dia 29 de dezembro do próximo ano, quando a Paróquia de Santa Teresa irá comemorar oficialmente os seus 80 anos. “Com o tempo, a construção foi ficando desgastada e precisando de cuidados. Então isso que nós estamos fazendo, a restauração da nossa belíssima igreja, pelos 80 anos de sua construção e para a grande festa do ano que vem”, conta. 
Além da reforma, o padre tem investido no cuidado da limpeza dos altares laterais, que depois de limpos, já revelam a beleza que estava escondida. E aos poucos, de detalhe em detalhe, a igreja vai se transformando. “Eu conto com cada um de Teresópolis. Quantas pessoas se casaram nessa igreja? Quantos foram batizados aqui ou fizeram comunhão? Então vamos juntos restaurar a nossa igreja, a nossa matriz”, conclama, propondo um grande desafio aos teresopolitanos, a recuperação do coração da cidade.

Projeto para a praça
Além da catedral, o padre confessa que o seu plano futuro não se limita às demarcações do templo. “O nosso desafio é depois embelezar com o poder público, com a ajuda dos comércios e empresários, toda a praça de Santa Teresa, que tem que ser a mais bonita do mundo”. O bem-estar dos fiéis também vem sendo priorizado. “Toda essa obra de restauração da nossa igreja é para oferecer o melhor conforto para os nossos fiéis e também para os turistas, que antes vinham aqui e a igreja estava fechada, feia, caindo reboco”.
“Muitos estão curiosos para saber o resultado final. Essa é a intenção, despertar curiosidade, dos fiéis e da população”. Padre Jorge também mudou o horário de funcionamento da igreja. Antes, a sede da paróquia ficava fechada nos horários em que não estavam sendo realizadas missas, agora está de portas abertas o dia todo com diversas atividades religiosas.  

Importância do templo
A Igreja matriz da Paróquia de Santa Teresa, a igreja é considerada espiritualmente pelos os moradores do município, mas também representa história para os turistas e visitantes. “Aqui também é considerado um ponto turístico. É um ponto da cidade que muitas pessoas vêm para tirarem fotografias ou conhecer a história local. Depois, nós vamos fazer um catálogo informando quais os artistas que fizeram os vitrais e qual a moldura para ser um ponto de visitação”, completa, lembrando que “onde Deus está, todas as coisas boas acontecem. O zelo pela casa do meu Pai me consome”.

 

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Edição 25/06/2022
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Notícias falsas nas eleições de 2020 preocupam especialistas

Policial de férias prende acusado de tráfico na entrada da cidade

Magalu vai abrir loja em Teresópolis e inicia processo de contratação

Câmara aprova representação contra o prefeito de Teresópolis

Veículo abandonado em via pública é incendiado