Cadastre-se gratuitamente e leia
O DIÁRIO DE TERESÓPOLIS
em seu dispositivo preferido

Oficiais da PM são acusados de fraude na compra de material hospitalar

A Justiça do Rio aceitou denúncia contra sete oficiais da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e o administrador da empresa Megabio Hospitalar, acusados de fraude na compra de material para o Hospital da Polícia Militar de Niterói, região metropolitana do Rio.

 Douglas Corrêa – Repórter da Agência Brasil  Rio de Janeiro

 
A Justiça do Rio aceitou denúncia contra sete oficiais da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e o administrador da empresa Megabio Hospitalar, acusados de fraude na compra de material para o Hospital da Polícia Militar de Niterói, região metropolitana do Rio. A decisão, da juíza Tula Correa de Mello, da 20ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça, tomada em março deste ano, não foi divulgada antes em razão de o processo ter sido colocado em segredo de Justiça para não interferir nas investigações. Nesta quarta-feira (11), a juíza mandou expedir mandado de citação e intimação dos oito acusados, estabelecendo prazo de 10 dias para que eles apresentem defesa prévia.

Os militares são acusados de participarem de fraudes em licitação, com a finalidade de beneficiar a empresa Megabio Hospitalar, no segundo semestre de 2014, quando estavam lotados no Hospital Central da PM e na unidade hospitalar de Niterói. A Megabio foi contratada em 2014 para fornecer 18 mil kits de substratos fluorescentes para o Hospital da PM de Niterói, embora a totalidade dos produtos não tenha sido efetivamente entregue.

Tags

Compartilhe:

Edição 20/04/2024
Diário TV Ao Vivo
Mais Lidas

Trilha mais antiga da Serra dos Órgãos completa 183 anos

“PREFEITO, CADÊ O DINHEIRO DA CAUSA ANIMAL?” Protetoras visitam canil e denunciam insalubridade

Feriado de São Jorge com promoção no Parc Magique do Le Canton

A festa pelo livro de Edinar Corradini

Anvisa mantém proibição ao cigarro eletrônico no país

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE